A equipe Yamaha Monster Energy Geração entrou para a história do motocross nacional, sendo a equipe que mais conquistou títulos na categoria principal na última década. Em 2018 não foi diferente. Com Carlos Campano, a Equipe venceu na MX-1 pela quinta vez na principal categoria do Campeonato Brasileiro de Motocross.

É bem verdade que Carlos Campano, atual campeão Brasileiro na MX-1 não precisa mais provar nada para ninguém, afinal ele é penta-campeão da Categoria mais disputada e difícil do motocross nacional. Mesmo assim, o piloto espanhol segue motivado a conquistar mais um título no Brasileiro de Motocross, alcançando o Hexa-campeonato. Com toda sua perícia e a nervosa Yamaha YZ450F, chances ele tem de sobra!

Por Leo Tavares direto da redação direto de SP.

R$ 563.700,00 em premiação, este é o valor que o programa bLU cRU da Yamaha do Brasil disponibilizou para incentivar os pilotos na temporada 2019. Para muitos, este incentivo é fundamental para que possam não só evoluir, como viabilizar a prática do motociclismo esportivo.

 

Mas afinal, o que é o bLU cRU? O nome bLU cRU, é uma alusão ao termo “Blue Crew” que significa “Tripulação Azul”, e tem como objetivo de oferecer benefícios exclusivos aos proprietários de motocicletas Yamaha nos principais campeonatos nacionais.

Assim como acontece nos Estados Unidos, Europa e Ásia, a Yamaha Motor do Brasil busca oferecer a seus clientes um relacionamento único, aproximando-se dos pilotos que utilizam uma motocicleta Yamaha para competir, seja com intuito de diversão, de forma amadora, e até mesmo como profissional.

Para fazer parte do programa bLU cRU, basta que os pilotos participem dos campeonatos apoiados pela Yamaha Motor do Brasil em 2018, competindo com motocicletas Yamaha. Pela diversidade das várias modalidades que o programa estará presente, haverá uma regulamentação específica para cada campeonato em que a Yamaha Motor do Brasil participará com o bLU cRU.

Os campeonatos em que o bLU cRU estará presente, são:

On Road:

Super Bike Brasil – Yamalube R3 Cup;

Off Road:

Campeonato Brasileiro de Motocross;

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM;

Ibitipoca Off Road;

Os benefícios oferecidos pelo programa bLU cRU comuns a todas as modalidades, é o subsídio na compra de peças e equipamentos com desconto de até 60%, apoio técnico que estarão presentes nas competições, e o Kit bLU cRU, composto por camisetas, guarda-chuvas, squeeze, bonés, e mochilas que serão cedidos aos pilotos.

Na Yamalube R3 Cup, os pilotos terão desconto na compra da motocicleta, podendo adquirir uma YZF R3 ano/modelo 2019 com valor de R$ 15.700,00, diretamente com a organização do campeonato Super Bike Brasil. Essa venda com valor subsidiado pelo bLU cRU está limitada a 40 unidades.

Já no Campeonato Brasileiro de Motocross, o destaque é a premiação, que será de até R$ 669.200,00 para pilotos privados que competirem com motocicletas Yamaha, ano/modelo igual ou superior a 2013 nas categorias: MX2; MX2Jr; MX3; Nacional.  O valor da premiação em dinheiro será conforme sua classificação geral em cada etapa.

Outra vantagem concedida pelo programa aos pilotos que disputarem o Brasileiro de Motocross, é o bLU cRU Upgrade Program. Nele, ao final do Campeonato Brasileiro de Motocross, os pilotos privados das categorias MX2; MX2JR e/ou Nacional que terminarem o campeonato entre os 5 primeiros colocados, serão incluídos na equipe satélite oficial da Yamaha Monster Energy Geração em 2020. Será selecionado no máximo um piloto por categoria, caso haja mais de um piloto entre as 5 primeiras colocações será escolhido o melhor colocado entre eles. Contudo, para ser selecionado, o piloto precisa disputar ao menos 50% das baterias de sua categoria no ano de 2018 com motocicletas Yamaha.

Por Leo Tavares direto de São Paulo do evento da Yamaha do Brasil.

 

A nova Crosser 2019 está melhor do que nunca. Além de toda sua versatilidade, conforto, economia e reconhecida resistência mecânica, ela também está mais segura. É a primeira moto da categoria on/off até 160cc no Brasil a ser equipada com freio ABS de série, que evita o travamento da roda dianteira em frenagens bruscas ou em situações de piso com baixa aderência. Contribui também para a segurança, o novo freio a disco traseiro, que garante maior poder de frenagem.

Você pode escolher o estilo que mais combina com você. A versão “Z” garante um visual mais off-road, através do para-lama alto de formas arrojadas, que confere ao modelo um aspecto mais aventureiro, facilitando incursões ao fora de estrada em meio a lama.

Os protetores da suspensão dianteira são de série, tanto a sanfona quanto o de plástico, e garantem proteção em dobro do garfo dianteiro para evitar danos causados por impactos de pedras, poeira e outros detritos. Ela é produzida em duas opções de cores, a “Competition Blue” (azul sólido) e “Black Eclipse” (Preto sólido).

Na versão “S”, com visual mais “on”, o para-lama é baixo, junto a roda. Ela é igualmente valente e capaz de encarar caminhos irregulares, inclusive no fora de estrada. Outro diferencial é o acabamento das tampas laterais do motor em preto fosco, que transmitem mais sofisticação. As opções de cores da Crosser “S” para 2019 são a “Sports White” (branco sólido), e “Black Eclipse” (Preto sólido).

O painel da Nova Crosser 2019 é bonito, moderno e mais completo da categoria, ele é equipado com conta giros analógico e visor LCD digital, que mostra as funções de velocímetro, hodômetro parcial e total, marcador de combustível, fuel trip, relógio. Possui também o exclusivo indicador eco, que auxilia na pilotagem focada na economia de combustível. Ele ainda conta com o útil indicador de marchas. Sua iluminação, na cor branca, é eficiente e permite uma ótima leitura das informações.

DESEMPENHO
O motor é um dos destaques da Crosser, do tipo monocilíndrico arrefecido a ar, com exatos 149cc, ele é capaz de gerar a potência máxima de 12,2cv quando abastecido com gasolina, e 12,4CV com etanol.  Ele não só chama atenção por seu fôlego e pela suavidade no funcionamento, como impressiona pela robustez mecânica e pelo baixo consumo. Sua alimentação é feita pela segunda geração do moderno sistema de injeção eletrônica de combustível BLUEFLEX, que permite o abastecimento com gasolina, etanol, ou mistura de ambos em qualquer proporção, trazendo melhor distribuição de torque e de potência em todas as faixas de rotação.

 

O motor da Crosser conta com o YRCS (Yamaha Ram Air Cooling System), sistema exclusivo presente em motocicletas Yamaha, que tem a função de potencializar a refrigeração do sistema, fazendo assim com que o desempenho e performance da motocicleta sejam otimizados.

 

Completa o conjunto motriz, o escapamento. Sua inspiração deriva dos modelos de alta cilindrada da Yamaha, e seu posicionamento em ângulo bem acentuado, combina com sua melhor tecnologia de exaustão, garantindo com isso o fluxo ideal na saída dos gases, temperatura e controle de emissões.

CONFORTO

Nada melhor que um breve passeio na Crosser para que o condutor e o garupa se encantem com o conforto que ela proporciona. Seu assento, em dois níveis, é amplo e foi desenvolvido especialmente para proporcionar um ótimo apoio lombar.

O funcionamento suave também se deve às suspensões dianteira e traseira – do tipo Monocross com link –, capaz de filtrar com grande eficiência as imperfeições do piso.

Para se adaptar à altura do piloto, a Crosser traz outro diferencial, o guidão é ajustável, possibilitando explorar ainda mais sua versatilidade e aumentar a sensação de conforto.

AGILIDADE E PRATICIDADE

Graças a união de elementos como a ótima geometria do chassi, o baixo peso e a combinação do tamanho das rodas raiadas com 19” na dianteira e 17” na traseira, a Crosser é capaz de desviar dos obstáculos com grande rapidez, sempre de forma estável e equilibrada. Esse comportamento faz dela uma motocicleta fácil de ser conduzida, tornando-a uma opção perfeita para motociclistas iniciantes e experientes.

Os pontos importantes a favor da praticidade, são o moderno bagageiro com alças de apoio em alumínio, cuja capacidade de carga é de 7 kg, e o tanque de combustível

com capacidade de 12 litros, que garante uma ótima autonomia, possibilitando um amplo intervalo entre um abastecimento e outro.

GARANTIA DE 3 ANOS E REVISÃO PREÇO FIXO YAMAHA

Para provar que, além de uma motocicleta incrivelmente ágil, econômica e reconhecidamente resistente, a nova Crosser 2019 também é um bom negócio e um produto de qualidade, a Yamaha segue com a garantia de 3 anos.

A Crosser 2019 também faz parte do programa Revisão Preço Fixo, da Yamaha. Com ele, o cliente sabe exatamente quanto pagará nas revisões periódicas, garantindo economia, transparência e valorização do modelo.

No que se refere a peças de reposição, tanto a Crosser Z quanto a S têm como opção a linha Y-TEQ – pastilhas dos freios dianteiro e traseiro, e relação secundária – cujo custo é mais acessível, porém sem perder a qualidade Yamaha.

As versões S e Z da CROSSER 2019, estarão disponíveis na Rede de Concessionários Yamaha na segunda quinzena de fevereiro de 2019. A Crosser 150 S tem o preço sugerido de R$ 12.390,00 + frete. Já a versão Z, com para-lama junto à roda, o preço sugerido é de R$ 12.590,00 + frete.

Por Leo Tavares direto da redação com informações da Yamah do Brasil.

 

A Yamaha Motor do Brasil, alinhada com a estratégia global de desenvolver e oferecer produtos com tecnologias mais modernas, traduzidas em motos mais leves, com motores mais eficientes e que atendam às novas exigências da legislação, despede-se com muito orgulho de seu consagrado modelo XJ6-N.

Ao longo dos seus 9 anos de existência no Brasil, a XJ6-N acelerou cerca de 21.000 corações de felizes proprietários, marcando uma trajetória de muito sucesso e paixão.

Foi justamente por essa ligação do brasileiro com o modelo, que o Brasil foi o único país em que a Yamaha ainda produzia a XJ6-N, mesmo ela tendo sido descontinuada no exterior em 2016.

A Yamaha continuará bem representada no segmento naked de média/alta cilindrada no Brasil, com MT-07 e MT-09, oferecendo modernidade em termos de design, agilidade e performance com tecnologia Crossplane, oriunda do MotoGP.

As unidades ainda em estoque na rede de concessionárias da XJ6-N tem o preço sugerido de R$34.690,00 + Frete e as cores são a Racing Blue (azul) e Matt Gray (Cinza).

Por Leo Tavares direto da redação com informações da Yamah do Brasil

 

 

A equipe MXF Motors vem com tudo para a temporada de competições off-road 2019, apostando forte no Enduro FIM. O time deste ano integra quatro dos melhores pilotos da modalidade. São eles: Tinho (Vice Campeão Brasileiro na EA 2018); Vitor Borges (Campeão EA 2014); Pélmio Simões (Tetra Campeão na E45) e Anderson da Luz – o Caxopa (Vice Campeão E4 2018).

Todos os pilotos patrocinados competirão com as novas motos da MXF250RX 4 tempos Black 2019. Conheça eles:

Tinho mora no Rio Grande do Sul e competirá pela MXF no Campeonato Brasileiro de Enduro Fim na categoria EA e no Gaúcho, com a categoria ainda por ser definida entre a E4 e E3. O piloto também participará de provas avulsas de Hard Enduro e Cross Country em sua região. “Já corro de moto há bastante tempo e espero me destacar nas competições junto à MXF”, diz.

Vitor Borges, de Minas Gerais, começou a carreira no motocross, sendo Campeão Mineiro na categoria 85cc, em 2008. Depois migrou para o Enduro, onde conquistou o título de Campeão Brasileiro na categoria Amador em 2014. Também em 2014 foi Campeão Mineiro de Cross Country na categoria XC1 e Campeão da Copa EFX 2014, categoria E5. “A expectativa é grande! Estou animado em competir com a moto da MXF, que promete ganhar muito mais espaço no cenário off-road. Sem contar que estou entusiasmado para fazer um bom campeonato brasileiro, buscando colocar a marca no lugar mais alto do pódio”, conta.

O também mineiro Pélmio Simões, de Viçosa, compete pela categoria E45 no Brasileiro. Com 30 anos de experiência em competições de motociclismo, o piloto acumula títulos importantes em sua carreira como o de tetracampeão do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. “É uma grande honra entrar para a família MXF e representar uma marca que tem se tornado referência no segmento. Fiquei muito feliz pelo convite e espero poder contribuir para a equipe”, afirma.

Pelo segundo ano consecutivo, corre ainda com a MXF o piloto catarinense Anderson da Luz. Caxopa, como é conhecido, foi vice-campeão pela equipe em 2018 no Brasileiro de Enduro FIM e está confiante para a temporada deste ano. “Estou focado na competição e me sinto preparado para seguir na frente”, diz o piloto.

Os pilotos da equipe MXF Motors mantém também como parceiros e patrocinadores: Borilli Racing, Biker Acessórios, Renovagrafix, Belparts, GaiaMX, Baterias Motobatt, VM Racing Preparações, Web Lama Suspensões, Parts 57, Italian Braap.

Foto/Crédito: Divulgação MXF. Legenda: Vitor Borges integra o time MXF e correrá com a nova moto 250RX no Brasileiro de Enduro FIM

Por Leo Tavares direto da redação com colaboração e foto de Adalto Gomes/Motoraid

A cidade de Araucária, localizada na região metropolitana de Curitiba (PR), irá receber os melhores pilotos do estado para a final da Copa Verão e também para a abertura da Copa Cross Rio de Velocross, que acontecem simultaneamente neste domingo, dia 3 de fevereiro, no traçado do Centro de Treinamento - BR-476, KM 162.

Na Copa Verão, quem está a frente na classificação são os atletas: Vitor Hugo - 65cc, Jorge Marcos - VXJR, Alan Plens - 230cc e FLN, Matheus Silva - Intermediária Especial, Rafael Mello - Intermediária Nacional, Bradley Gabardo - Intermediária 230cc, Matheus Zerbatto – VXPró, Guilherme Henrique - TR50F, Raoni Ramos - TR100F, Leonardo Cassarotti - VX3 Especial, Antonio Carlos Bueno - VX3 Nacional e VX4 Nacional, Alexandro Medeiros - VX4 Especial e Marcelo Medeiros - VX45 Especial.

Ao todo serão disputadas 19 categorias, com mais de R$ 4 mil em premiação. As inscrições devem ser feitas na hora, pelo investimento de R$ 70. Já o ingresso para o público custa apenas R$ 10. A programação inicia às 9h, com a realização dos treinos, enquanto que as corridas estão previstas para as 11h.

Pro Tork garante inscrição gratuita

A Pro Tork, maior fábrica de motopeças da América Latina e líder mundial na produção de capacetes, patrocina ambas as competições e oferece inscrição subsidiada a todos os participantes que utilizarem equipamentos da marca. Confira o regulamento completo no site: www.fprm.com.br.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração e foto da ID Assessoria de Comunicação Estratégica.

O atual campeão do Rally dos Sertões, na categoria Marathon, o piloto de Rally Túlio Borges Malta fechou com a concessionária O2BH Yamaha para a temporada 2019. Ele vai disputar o Campeonato Brasileiro da modalidade. 

A parceria com o Grupo Orange começou em 2018, quando o piloto mineiro defendeu a marca japonesa Kawasaki, por meio da O2BH Kawasaki, concessionária que também pertence ao grupo, que é lider em vendas em Minas Gerais. Esse ano, Túlio vai competir com uma Yamaha WR 450. 

O anúncio da parceria foi feito hoje, em Belo Horizonte, durante o tradicional café que é realizado todos os sábados na sede do grupo. Para o diretor de competições, Carlos Augusto Constantino, esse é só mais um anúncio de uma série de contratações que estão sendo anunciadas recentemente. "O esporte a motor está em nosso DNA, anunciamos duas equipes no Motocross e ainda teremos mais novidades pela frente", disse Guto.

Túlio Malta é da cidade de Lagoa da Prata/MG. Possui 29 anos e já acumula grandes títulos na carreira. É Tricampeão Brasileiro de Rally Cross Country, Tricampeão do Enduro da Independência, Bicampeão Brasileiro de Regularidade e Tricampeão Mineiro de Regularidade.

Por Leo Tavares com a colaboração da O2BH Yamaha e foto de Estevão Galvão.

Após uma emocionante disputa pela liderança, repleta de reviravoltas na tabela de classificação, o mineiro Tunico Maciel sagrou-se tricampeão da categoria Master no Rally Piocerá/Cerapió nesta sexta-feira (25), em Juazeiro do Norte, Ceará. O piloto da Honda Racing foi o grande destaque das motocicletas após quatro dias de prova, superando o capixaba Jomar Grecco por apenas um ponto de vantagem. Chefe de equipe do time vermelho, o piloto Dário Júlio alcançou o terceiro lugar com a recém-lançada motocicleta Honda CRF 250F.

O quarto e último dia do 32º Rally Piocerá, que nos anos pares leva o nome de Cerapió, trouxe o roteiro mais curto da programação. Foram percorridos 206 quilômetros entre as cidades de Iguatu e Juazeiro do Norte, no Ceará. Nesta arrancada final pelo tricampeonato, Maciel, a bordo da Honda CRF 450RX, ficou três pontos à frente de Grecco - exatamente a diferença que precisava para ser campeão.

“É uma conquista maravilhosa, ainda mais por ter sido bastante sofrido. Ganhar por apenas um ponto não é fácil. Estou muito feliz”, disse o piloto mineiro. “É muito bom conquistar o tricampeonato, tenho me dedicado muito e o título é resultado desse trabalho, assim como o suporte de toda a equipe Honda Racing”, continuou.

Se o desempenho na temporada 2018, quando conquistou o Rally dos Sertões e o Brasileiro de Rally Cross Country na categoria Production Aberta, foi altamente satisfatório, o início do novo ano mostra-se promissor para Maciel. “Que seja a primeira de muitas comemorações na temporada 2019 com a Honda CRF 450RX. Depois dos títulos de 2018, a moto volta a mostrar que está pronta para as competições e é um modelo vitorioso”, afirmou.

Para o mineiro Dário Júlio, a prova marcou a estreia da nova Honda CRF 250F na temporada. E o balanço foi positivo. “A moto teve um desempenho fantástico. Estou muito animado para os próximos desafios”, disse o tetracampeão brasileiro de Enduro de Regularidade, citando a abertura do certame nacional em Prado (BA), em março.

O Rally Piocerá 2019 teve início no dia 22 de janeiro em Teresina (PI) e incluiu mais de 1200 km de desafios. Além das motos, houve disputas para UTVs, quadriciclos, carros e bicicletas.

Rally Piocerá 2019 - Categoria Master (Motos) - Classificação final

1 - Tunico Maciel - Honda Racing - 278 pontos
2 - Jomar Grecco - 277 pontos
3 - Dário Júlio - Honda Racing - 234 pontos
4 - Lauro Lopes - 196 pontos
5 - Leonardo Malagutti - 191 pontos
6 - Misael Amariz - 181 pontos
7 - Ryan de Sousa - 175 pontos

Rally Piocerá 2019 - Categoria Master (Motos) - 4º dia

1 - Tunico Maciel - Honda Racing - 72 pontos
2 - Jomar Grecco - 69 pontos
3 - Dário Júlio - Honda Racing - 60 pontos
4 - Lauro Lopes - 52 pontos
5 - Leonardo Malagutti - 50 pontos
6 - Misael Amariz - 44 pontos
7 - Ryan de Sousa - 43 pontos.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração da Mundo Press e foto de Idário Café.

Não bastasse uma equipe anunciada na semana passada, a O2BH Kawasaki RKS Racing, o grupo Orange, proprietário das concessionárias Orange BH KTM, O2BH Yamaha e O2BH Kawasaki, anuncia um novo time na escuderia verde. 

Trata-se da Pro Tork O2BH Kawasaki BW3 Racing, equipe que terá nada mais nada menos que Jorge Balbi Júnior como chefe de equipe e treinador. O diretor de competições do Grupo Orange, Carlos Augusto Constantino será o gestor da equipe, junto com a família Balbi. 

No calendário estão previstos o Campeonato Brasileiro e o Mineiro de Motocross. Os pilotos que compõem a escuderia são: o gaúcho Pedro Magero (categorias MX2 e MX2-Jr) e os paulistas Fredy Spagnol (MX2) e Viny Borgarelli (MX3). 

De 1992 a 2016, Balbi foi o maior nome do Brasil no Motocross, possui mais de 15 títulos nacionais e 40 regionais. Foi o primeiro brasileiro a se destacar fora do país. Competiu no Campeonato Americano de Motocross, onde conquistou importantes resultados para o país, chegando a estar entre os 5 melhores. Também possui larga experiência como piloto e capitão da equipe brasileira no Motocross da Nações. 

Além dos patrocinadores que dão nome ao time, a Pro Tork O2BH Kawasaki BW3 Racing, terá  Scud, Blau Farmacêutica, Preserve e a Balbi School como parceiros. Outras empresas e fornecedores serão anunciados na apresentação oficial da equipe, na semana que antecede o primeiro evento da temporada, que será realizado dia 17 de março, na cidade de Barbacena, abertura do Campeonato Mineiro.

Por Leo Tavares direto da redação com colaboração da O2BH Kawasaki e foto Estevão Galvão/Grupo Orange

Encontro de trilheiro, considerado um dos maiores e melhores do país, será realizado nos dias 16 e 17 de março, em Campo Alegre (SC). Expectativa é bater recorde mundial, com a presença de mais de três mil pilotos de motos, quadriciclos e UTVs.

á estão abertas as inscrições para a 10ª Pro Tork Trilha da Ovelha, encontro de trilheiros que promete ser o maior e melhor da história da modalidade. A expectativa é que mais de três mil pilotos de motos, quadriciclos e UTVs participem do evento, agendado para os dias 16 e 17 de março, em Campo Alegre, cidade próxima a Joinville, na região Norte de Santa Catarina.

O Ovelhama Trail Club está preparando uma grande festa off road, pensando não apenas no trilheiro, mas também na família que o acompanha. Além das trilhas de aproximadamente 60km para cada tipo de veículo, também estão garantidos camping com estrutura completa, equipes de manobras radicais da Pro Tork e demais atrações da Festa da Ovelha, como shows nacionais com Fernando e Sorocaba e Zezé Di Camargo e Luciano.

Mas o grande diferencial será o sorteio de 15 motos 0km: dez Yamaha TT-R 230 e cinco Pro Tork TR50F. Quem garantir vaga de maneira antecipada concorre a todas elas, mas quem deixar para o dia, poderá pleitear apenas cinco Yamaha TT-R 230. Por isso, vale a pena fazer a inscrição através do site www.ovelhama.com.br, pelo investimento de R$ 100. Na hora, o valor será R$ 120.

O presidente do clube, Edemir Melo, se mostra animado. “Fechamos grandes parcerias para a décima edição, uma data marcante, que merece ser celebrada de maneira especial. Teremos camisa para os 2.500 primeiros inscritos, além de café da manhã, lanche no neutro e um delicioso almoço com carne de ovelha para todos. Convido os amigos que conquistamos ao longo desses anos a se prepararem, será demais”, afirma.

Acompanhe as novidades da 10ª Pro Tork Trilha da Ovelha através do Facebook: www.facebook.com/Ovelhama-Trail-Club

10ª Pro Tork Trilha da Ovelha

Data: 16 e 17 de março
Local: Ginásio de Esportes de Campo Alegre (SC)
Inscrições antecipadas: www.ovelhama.com.br ou ainda nos pontos físicos Rudnick Motos - em São Bento do Sul e Pro Sport - em Campo Alegre. Investimento: R$ 100
Benefícios: camisa para os 2.500 primeiros inscritos, além de café da manhã, lanche no neutro e um delicioso almoço com carne de ovelha para todos

Sobre o Ovelhama Trail Clube: O Ovelhama Trail Club surgiu no ano de 2010, após um convite da Prefeitura de Campo Alegre (SC), para que motociclistas organizassem um encontro de trilheiros durante a tradicional Festa da Ovelha. O primeiro evento foi um sucesso, com 270 participantes. Desde então, não parou de crescer. Em sua última edição, reuniu mais de 2,7 mil trilheiros de todo o país, chegando cada vez mais perto do recorde mundial, que é de 3.312 inscritos. A entidade organiza diversas ações sociais com o objetivo de ajudar a comunidade na qual está inserida, tendo um verdadeiro compromisso com o desenvolvimento da cidade.

Por Leo Tavares coma colaboração da ID – Assessoria de Comunicação Estratégica