A temporada 2019 do Campeonato Gaúcho de Velocross começou neste fim de semana, dias 4 e 5 de maio, na cidade de Triunfo, localizada a cerca de 78 quilômetros de Porto Alegre. Para Maiara Basso, atual tricampeã brasileira da modalidade, o início no estadual não poderia ser mais perfeito. Disputando a categoria MXF no primeiro dia do evento, a atleta da equipe KTM Sacramento conquistou uma vitória consistente.

A competição foi realizada em um circuito inédito, construído dentro do Parque Camboatá. "A corrida foi no final da tarde e a pista estava bem lisa, então fiz uma prova com bastante cuidado para conseguir pontos importantes no campeonato", destacou Maiara.

Mesmo acelerando com cautela sua KTM 250 SX-F, Maiara dominou totalmente a disputa abrindo 36 segundos da rival mais próxima. Além disso ela registrou a melhor volta da bateria com um tempo quase 8 segundos abaixo das concorrentes.

A segunda etapa do Campeonato Gaúcho de Velocross 2019 está prevista para os dias 25 e 26 de maio na cidade de Tupanciretã. Maiara Basso conta com patrocínio da KTM Sacramento.

Resultado da primeira etapa do Campeonato Gaúcho de Velocross 2019

MXF
1. Maiara Basso - KTM Sacramento
2. Stefanie Gallas
3. Mayree Ribeiro
4. Leticia Bordin

por Leo Tavares direto da redação com a colaboração da Publix e foto de Anisteu Faggion.

O piloto Eric Granado da equipe Honda Racing, marca novo recorde durante os treinos extra oficial do GP Gerais no Circuito dos Cristais nesta sexta-feira (04/05/2019).

O jovem talento do motovelocidade bateu a marca de1min,56s785 em 4.420 metros de pista. 

Que venha novas quebras de recordes no Domingo!

Por Leo Tavares direto de Curvelo/MG no GP Gerais.

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte recebe pela primeira vez a competição, nos dias 25 e 26 de maio. A final do campeonato, em novembro, também será realizada no local

Belo Horizonte, abril de 2019 –Começam a ser vendidos, nesta segunda-feira (29/4), os ingressos para a terceira etapa do Campeonato Mineiro de Motocross, que será realizada nos dias 25 e 26 de maio. Depois de vinte anos, a região metropolitana da capital volta a receber etapas da competição e a área escolhida, também inédita, será o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Cerca de 250 pilotos de todo o Estado, com idades entre 5 e 55 anos, disputam a melhor colocação nas 15 categorias da competição. A final do campeonato, prevista para 9 e 10 de novembro, também será realizada no aeroporto. A expectativa é atrair um público de 5 mil pessoas para acompanhar as provas.

O preço dos ingressos será de R$ 22,00 por pessoa, que podem ser adquiridos por meio do site abaixo. Menores de 12 anos não pagam. A venda de ingressos será realizada até o dia 24/5, véspera da competição. Confira abaixo o link para adquirir os ingressos: https://web.lets.events/e/bhairportmotocross/?lang=pt-BR

Estacionamento – Durante o final de semana do campeonato, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte vai disponibilizar o estacionamento E2 para o público que vier acompanhar o evento. Os ingressos vão dar direito a uma tarifa única de estacionamento, de R$ 12,00 por dia, que deverá ser pago no momento da compra do ingresso pelo site.O acesso ao local do evento será feito exclusivamente pelos ônibus de transfer que serão disponibilizados ao público e o ponto de parada será no próprio pátio do estacionamento.

Arena da competição – No momento da compra dos ingressos pelo site, o público receberá um comprovante com o QR Code de identificação. Ao chegar ao estacionamento e antes de embarcar nos ônibus, estes comprovantes deverão ser trocados pela identificação que dará direito ao acesso à arena da competição.

Para receber os motociclistas, uma praça de esportes foi instalada às margens da rodovia LMG-800, atrás do Aeroporto Indústria, dentro do sítio aeroportuário, incluindo uma pista exclusiva, com 1.350 metros de extensão, boxes, área para o público acompanhar as provas e área para foodtrucks.

Parceria – A realização da terceira etapa do Campeonato Mineiro de Motocross é fruto de uma parceria entre a concessionária BH Airport e a Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG).

“Depois de conquistar o prêmio anual de Melhor Aeroporto da América Latina e Caribe, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte quer se tornar também um espaço de lazer e entretenimento para as cidades vizinhas e a capital. Acreditamos que esta é melhor estratégia para fortalecer o turismo na região e no Estado”, diz o diretor-presidente da BH Airport, Marcos Brandão.

Para o presidente da FMEMG, Gustavo Jacob, a iniciativa vai favorecer a prática do esporte no Estado. “É uma iniciativa pioneira que reflete a gestão da BH Airport, de oferecer novidades para o dia a dia do aeroporto. Esta será a praça de esportes mais próxima de Belo Horizonte, que trará muitos benefícios para o motociclismo em Minas”, disse.

Eventos – A escolha do local para a realização do Campeonato Mineiro de Motocross, confirma a vocação do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte como espaço para a realização de eventos esportivos de grande porte. A estratégia ganhou força depois da realização da BH Airport Night Run, em novembro do ano passado. A corrida noturna, realizada pela primeira vez na pista de um aeroporto, atraiu mais de 1 mil atletas amadores em dois circuitos de  5,5k e 10k.

Campeonato Mineiro – Parte do calendário de eventos esportivos em Minas, o Campeonato Mineiro de Motocross é realizado no Estado desde os anos 1970. A competição conta com seis etapas, sendo que as duas primeiras já foram realizadas em Barbacena (março) e Alfenas (em abril, junto com uma das fases do Campeonato Brasileiro). Depois de Belo Horizonte, será a vez de Fama (em agosto, junto com a segunda etapa do Brasileiro) e Conceição do Mato Centro (em outubro), até encerrar o Mineiro, em novembro, novamente o Aeroporto.

Serviço
3ª etapa do Campeonato Mineiro de Motocross
Data: 25 e 26 de maio (sábado e domingo)
Horário: 8h às 17h
Local:Rodovia LMG – 800 (atrás do Aeroporto Indústria)

Por Leo Tavares com a colaboração de Raquel Massote da BHAirport

Como escolher um novo piloto para uma equipe? A Honda incentiva o motociclismo nacional há mais de 40 anos e mantém o Honda Talent Test (HTT), projeto totalmente focado nos jovens talentos. O objetivo é investir na base do esporte e garimpar novos pilotos para as equipes da Honda Racing e para os times satélites da marca em diferentes modalidades do motociclismo.

Criado há dois anos no Brasil, o HTT reúne candidatos para uma bateria completa de testes, tanto físicos quanto práticos com moto, durante a pré-temporada. Uma comissão formada por chefe de equipe, instrutores, pilotos oficiais e representantes da Honda Racing avalia o desempenho para eleger os novos integrantes do time.

Além de transparente, o trabalho desenvolvido no programa estimula o crescimento do motociclismo. “O DNA da Honda está nas competições e o HTT tem sido essencial no trabalho de desenvolvimento do esporte de duas rodas no Brasil. A renovação dos pilotos vem das categorias de base e dar oportunidade a jovens promissores talentos incentiva a evolução de tudo que está ao redor dos campeonatos”, aponta Fábio Taddone, Supervisor de Sports Marketing da Moto Honda da Amazônia.

Em 2019, o foco do HTT ficou com o motocross e o selecionado para fazer parte da Honda Racing foi Matheus Klysman, de Anápolis (GO). O piloto de 20 anos representa a equipe na categoria MX2, com a moto CRF 250R, ao lado dos catarinenses Lucas Dunka e Leonardo Souza - também revelados pelo HTT, só que em 2018. O trio luta pelo título da classe no Brasileiro de Motocross e no Arena Cross.

“Confesso que fiquei bem ansioso durante os testes. Afinal, isso poderia decidir meu futuro. Na hora, eu só pensava em fazer o meu melhor. Foram sete concorrentes, todos muito bons e com chances de entrar. Felizmente, eu fui o escolhido”, conta Klysman. “Estou realizando meu sonho, que é estar em uma equipe grande, junto com os melhores”, completa.

Para quem comanda o time, o HTT é fundamental para encontrar os talentos no momento certo, como explica Cale Neto, chefe de equipe da Honda Racing de motocross. “Conhecemos os pilotos e sabemos quem eles são. Porém, o HTT serve para colocá-los sob pressão, já que ninguém chega em um teste tranquilo. Avaliamos não somente a atuação do candidato dentro da pista. Além da técnica e posicionamento, analisamos o comportamento e sociabilidade. Temos que pensar que o piloto também representará a marca Honda”, explica.

Outros dois participantes da seleção deste ano ganharam uma vaga na nova equipe satélite de motocross: a Circuit Honda. Reginaldo Ribeiro, o “Juninho”, também disputa as provas pela categoria MX2, enquanto Rafael Araújo, o “Bubinha”, defende o time na categoria MX2 Jr.

Motovelocidade - Selecionado pelo HTT em 2018, Pedro Sampaio é um dos destaques na motovelocidade. “Muitos pilotos sonham em estar na equipe Honda. Eu mesmo sonhei em ser um piloto Honda. O projeto é incrível para manter acesa essa chama e tudo que envolve o esporte. O HTT mudou completamente como eu corro de moto e como eu levo a vida. Com certeza é o maior marco da minha carreira”, ressalta.

O piloto gaúcho terminou a temporada passada na terceira colocação, na sua estreia na principal categoria do SuperBike Brasil, com a CBR 1000RR Fireblade SP.

Por Leo Tavares com a colaboração de Angela Monteiro e com foto de Idário Café.

A Husqvarna Motorcycles Brasil apresentou na noite da última quinta-feira (25) os modelos 2019 recém-chegados ao país. As motocicletas de Enduro TE250i, TE300i, TX300 e FX350, de Motocross FC450 Rockstar e a Supermoto FS 450. Os empresários Raul e Mauricio Fernandes da 2W & Fernandes Group, que representam a marca nacionalmente, anunciaram também as boas novas para essa temporada como a entrada de novos pilotos na equipe e, sobretudo os novos parceiros como a Jeri Adventure Ride, Fox Racing e Bianchini Rally. O lançamento aconteceu na Power Husky, a primeira Concept Store da marca da América do Sul. Inaugurada há menos de um ano, a concessionária Flagship, localizada no bairro de Moema, na capital paulista, funciona também como boutique e oficina, ou seja, os apreciadores da marca podem encontrar tudo no mesmo lugar.

“A inédita na nossa linha é a FC450 Rockstar que faz parte de uma edição especial em comemoração ao título do Supercross americano, inclusive ganhou peças e acessórios exclusivos”, ressalta Raul Fernandes Jr. “As demais já eram modelos que comercializávamos mas recebemos, agora, as versões 2019. Já a TX300 e FX350 foram alteradas praticamente 90% e ganharam quadro novo”, explica o empresário.

A concessionária comercializa todas os modelos Husqvarna disponíveis no mercado internacional. Os modelos mais requisitados podem ser encontrados a pronta entrega, já os mais específicos são por encomendas. “A TE é o carro chefe da marca, onde a 300 domina como uma das melhores motos de enduro do mundo”, afirma Raul.

Os cinco pilotos da equipe Power Husky também estão equipados com os melhores modelos da marca durante o Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Nas duas primeiras provas da temporada, em Itapema (SC) e Nova Brescia (RS), todos subiram ao pódio em suas respectivas categorias, sobretudo Gustavo Pellin que abriu a temporada com vitória, ao vencer na geral no litoral catarinense. O mineiro Nielsen Bueno, 43 anos, está competindo na categoria E35 com a FC 450. O gaúcho Pellin, 35 anos, defende a E3 e o Enduro GP com uma FE 501. Os novos integrantes da equipe Diego Colett, 32 anos, acelera uma FE 450 na E2, enquanto Cassiano Tebaldi, 43 anos, uma FX 350 na E40. Ambos são da cidade de Casca, no Rio Grande do Sul. Já Maurcio Fernandes, 48 anos, pilota uma TE300i na E45.

“Estamos muito felizes e temos boas expectativas para temporada. A entrada de novos pilotos na equipe só nos fazem acreditar que estamos no caminho certo. Os resultados das duas primeiras provas no Sul já comprovaram isso. Os desafios são grandes mas contamos com um time muito competente e, aliado a uma marca tão conceituada como a Husqvarna Motorcycles, certamente vão resultar em boas conquistas”, diz Mauricio, que tem uma respeitada trajetória no off-road tanto no Enduro como no Cross Country.

Novas parcerias - Sobre os novos parceiros para a temporada, Mauricio afirma que a Husqvarna Brasil está investindo e trabalhando na expansão da marca em várias vertentes: “Estamos muito felizes por contar com parceiros que possam somar à marca. A Jeri Adventure Ride irá mostrar para mais de 500 pilotos, ao ano, a oportunidade de conhecer de perto as nossas motocicletas em um dos lugares mais lindos do Brasil. A Fox é uma marca premium e condiz com o nível premium da Husqvarna e a Bianchini Rally é uma das equipes mais tradicionais do grid de Baja e Cross Country e do Rally dos Sertões e vai brigar por bons resultados.”

A FX350 2019 impressionou os apaixonados por off-road, como o piloto Nielsen Bueno, pentacampeão brasileiro de Enduro e um dos sócios da Jeri Adventure Ride que trocou a frota de quase 20 motocicletas pelas Husqvarnas. “Além do design arrojado, a moto é muito forte, leve e ao mesmo tempo, proporciona uma pilotagem divertida e prazerosa nas dunas de Jericoacoara”, afirma. “Vendemos um sonho para nossos clientes de estar em uma das regiões mais lindas do Brasil. Temos uma base bem estruturada com pousada, área de lazer e espaço Racing muito bem montado e a entrada da Husqvarna do Brasil foi o toque que faltava para melhorar ainda mais nosso passeio”, completa Nielsen. Em 2018 atenderam aproximadamente 400 clientes e, neste ano, já estão com 450 inscritos antes de a temporada começar.

“Em 2019, em parceria com a Power Husky, voltamos forte às competições, sempre assessorando os pilotos com os melhores equipamentos para performance que temos”, destaca  Jonathas Paz, Gerente de Marketing da BR Motorsport, que representa a Fox no Brasil. “Estar aliado à uma grande equipe oficial é sempre uma honra. E com a Husqvarna não é diferente. A Fox Racing é a maior marca de equipamentos do off-road mundial e a Husqvarna a marca pioneira no segmento. Juntos, unimos as duas grandes potências do mercado.”

Com uma trajetória de 25 anos no motociclismo nacional, Fabrício Bianchini foi Campeão Brasileiro de Rally Baja em 2018 (categoria Production) pilotando uma Husqvarna e só tem elogios. “Com certeza essa é a melhor moto que competi na vida. Tem uma ciclística confortável e segura para andar em alta velocidade, além de motor que sobra em qualquer momento dos Bajas, estou apaixonado pela FE 501cc, tanto que nesta temporada seguirei com o mesmo modelo.”  O piloto e também chefe de equipe comemora a parceira, tanto que a equipe passa a se chamar Bianchini Rally - Power Husky. “Husqvarna é uma marca que não pode ficar fora do Brasileiro de Baja e do Rally dos Sertões e junto à Bianchini Rally pretendemos fazer um bom trabalho com essa união e trazer bons resultados”, finaliza Bianchini.

Sobre a 2W & Fernandes Group - Os empresários e irmãos Raul Fernandes Jr e Mauricio Fernandes possuem uma vasta experiência no mundo de duas rodas, seja pela paixão por motocicletas propriamente dita, ou gerindo seus negócios no segmento ao representar marcas de peso no mercado mundial. Em 2011 criaram a BMW Power Motorrad e um ano depois a Triple Triumph, mas foi a partir de 2015 que passaram a representar a marca de origem sueca Husqvarna Motorcycles no Brasil. Em 2017 foi fundada a empresa 2W & Fernandes Group por Raul, Maurício e, ainda por Marcela Fernandes, que diferentemente dos irmãos não é ligada ao segmento, pois é médica. Em julho de 2018, o grupo inaugurou a Power Husky, no bairro de Moema, na capital paulista, a primeira Concept Store da marca da América do Sul. A Concessionária Flagship Husqvarna trabalha com todos os modelos disponíveis no mercado internacional, sendo que os mais requisitados estão disponíveis para pronta entrega, já os mais específicos somente por encomenda. No Brasil o carro-chefe de vendas é a TE, onde a TE300i domina, por ser considerada uma das melhores motocicletas de enduro do mundo. Seja com os modelos off-road ou nos on-road os consumidores da marca são aqueles que apreciam motocicletas com performance e grande diferencial de qualidade. Além da Husqvarna Motorcycles, a 2W & Fernandes Group trabalha também com a Royal Enfield, o grupo fundou em 2017 a primeira concessionária da marca no país e é líder nacional no segmento de motocicletas clássicas.

Por Leo Tavares com a colaboração de MSuzuki Comunicação e foto de Renato Durães/Power Husky.

Rodar pelas estradas de terra entre as montanhas mineiras, tomar aquele café com queijo e curtir as belezas naturais é a nova proposta do novo passeio da Triumph BH. A frente do projeto o piloto e guia, Rafael Horta levará os participantes pelos encantos da região dos Ouros, passando por estradas asfaltadas, de terra e um visual de tirar o fôlego.

Confira abaixo a programação completa desta incrível aventura e o clip com imagens do trajeto:

Triumph BH Rides - 25 e 26 de Maio

>> SÁBADO - 25 /05/19

Encontro com café da manhã na Concessionária Triumph às 9h.

Briefing, distribuição dos kits, mapas e saída às 10h.

Obs.: saída em comboio de BH, seguir programação.

Roteiro: Asfalto por 70 km saindo de BH até Nova União, estrada de terra até a Fazenda Germana (degustação), Alto do Barreado, Morro Redondo e almoço no Cantinho da Serra às 14h. Em seguida a Serra dos Alves, Mata Grande, Cabeça de Boi e Itambé do Mato Dentro.

Receptivo, jantar às 20h e pernoite 1 na Pousada Lava Pés.

Total de km rodados: da Revenda Triumph BH até Nova União = 75 km (asfalto)

De Nova União até Itambé do Mato Dentro = 93,8 km (estrada de terra).

Total de: 168,8 km

>> DOMINGO - 25/05/19

Café da manhã às 8h.

Início do passeio às 9:30h.

Roteiro: Estrada de terra passando pelo Baltazar, Os Coelhos e o belo Vale do Travessão.

Café, mussarela e prosa boa na fazenda Sr. Cutica.

De Itambé do Mato Dentro até Sr. CuticaTotal = 20,3 km  (estrada de terra)

Do Cutica até Senhora do Carmo (Restaurante da Dona Efigeninha) = 35,4 km (estrada de terra)

Retorno livre de Senhora do Carmo até BH = 110 km (estrada de terra e asfalto)

Retorno livre passando por Senhora do Carmo, Ipoema, Bom Jesus do Amparo e BH.

INCLUÍDO: 

>> 1 pernoite com café da manhã, 1 jantar, petiscos, 1 almoço, kit trilha (sanduíche, suco, gel, barrinhas, isotônico, aminoácido e mariola), hidratação, guias, rádios, apoio de veículo 4 x 4, van da revenda e seguro.

GRAU DE DIFICULDADE: todo o trajeto compreende estrada de terra, quintal de fazendas. Não é trilha mas exige uma certa experiência.

IMPORTANTE: Cada participante receberá o arquivo em formato GPX para usar em seus GPS ou celular. Haverá marcações de percurso com placas indicativas de sentido. Levar protetor solar, repelente, short para banho nas cachoeiras do percurso.

INFORMAÇÕES: Rafael Triumph BH (31) 99807-9629 [email protected]

**VAGAS LIMITADAS

Por Leo Tavares direto da redação com as informações de Raphael Horta.

 

No dia 5 de maio de 2019, a cidade de Curvelo receberá novamente os melhores pilotos de motovelocidade na 2º Etapa do GP Gerais.

Quando se pensa em motovelocidade, Minas Gerais vem se destacando pelo excelente nível das suas competições. O GP Gerais tem atraído cada vez mais adeptos de todo o Brasil em busca de uma prova bem organizada, competitiva. E para celebrar está ótima fase, o GP Gerais recebe novamente mais uma das etapas do Campeonato Brasileiro de motovelocidade.

São esperados os principais competidores de todos os cantos do país em busca de um lugar no pódio, entre eles alguns feras como Jirios Abboud na categoria 1000cc Máster, Toninho Franzen da categoria 600cc, Rodrigo Dazzi e Danilo Lewis na categoria SBK e muitos outros campeões.

Atrativos para o público
Além de assistir de perto de acompanhar os melhores pilotos acelerando pelo Circuito dos Cristais em Curvelo/MG, o público ainda poderá desfrutar do moto passeio que é realizado entre o intervalo das corridas no domingo, degustar um gelado chopp no espaço da Cervejaria Backer entre outros atrativos montado nas dependências do motódromo.

Domingo 05/05: Abertura dos portões às 10:00.

O GP Gerais conta com o patrocínio Pirelli, Zoom Moto Center, X11, Ello Clube de Benefícios, Água Mineral Ingá, Cervejaria Backer, Prefeitura de Curvelo, Supervisão da CBM, FMEMG, BEMC e Apoio da Microcity, Cordeiro Supermercados, Estilo Telemarketing e organização e realização de Tech Time.

Por Leo Tavares direto da redação.

A segunda etapa do Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2019 ocorre no fim deste mês, dia 28 de abril, na cidade de Tamarana, localizada a cerca de 60 quilômetros de Londrina. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas através do link: https://fprm.com.br/evento/13197.

Cerca de 100 pilotos são aguardados pela organização do evento. Um percurso foi especialmente desenvolvido para a ocasião, sendo composto por dois enduros teste e um cross teste, totalizando 15 quilômetros. Os competidores completarão quatro voltas no circuito, sendo uma de reconhecimento.

Os enduros testes são bastante técnicos, disputados em solo de terra roxa com alguns trechos de pedras. Eles cruzam plantações e também fazem curvas fechadas, com pontos de velocidade alta e outros travados. Já o cross teste inicia com obstáculos artificiais e segue para uma pista de motocross.

Romulo Bottrel defenderá a liderança na categoria principal, a E1. “A competição tem um nível alto, com adversários muito bons. Minha expectativa é de conquistar mais uma vitória e seguir obtendo resultados positivos no estadual e no Brasileiro da modalidade, em busca dos dois títulos”, destaca.

Os demais líderes em cada classe são: Lucas Busatto Marques - E2, Jose Mario da Fonseca - E35, Valmir Antonio Maison - E45 e Matheus Marques - E4. Todos se mostram bastante animados para o desafio.

A largada do primeiro atleta será às 10h. O acesso do público ao Sítio Panorama, local que recebe a realização, é gratuito. O espaço dispõe de praça de alimentação, área para camping e possibilita acompanhar de perto boa parte da disputa. A prova também será válida como segunda etapa da Copa Norte Paranaense de Enduro FIM.

Confira a classificação:

E1

1) Romulo Bottrel - 25 pontos
2) Douglas Massucato - 22 pontos
3) Eduardo Vinicius Hiert - 20 pontos
4) Eleandro Gurkevicz - 18 pontos
5) Maycon Bruno Lara Rodella - 16 pontos

E2

1) Lucas Busatto Marques - 25 pontos
2) Osvaldo Lunior Garcia Gallo - 22 pontos
3) Caio Cesar Carneiro - 20 pontos
4) Gabriel Brandeleiros - 18 pontos
5) Rodrigo Nunes Rocha - 16 pontos

E35

1) José Mario da Fonseca - 25 pontos
2) Alessandro Gonçalves Rodrigues - 22 pontos
3) Claudio Gallo - 20 pontos
4) Fernando Francisco Fortuna - 18 pontos
5) Hugo Moreira de Queiroz - 16 pontos

E45

1) Valmir Antonio Maison - 25 pontos
2) Carlos Beluco - 22 pontos
3) Claudio Zielinski - 20 pontos
4) Gilberto Antonio Abramoski - 18 pontos
5) Romeu Eurich - 16 pontos

E4

1) Matheus Marques - 25 pontos
2) Rodrigo Furchini - 22 pontos
3) Claudio Kirnev - 20 pontos
4) Anderson Clayton Weissheimer - 18 pontos
5) Gilberto Rosa - 16 pontos

Serviço: Campeonato Paranaense de Enduro FIM 2019

Etapa: 2
Data: Domingo, 28 de abril – Largada às 10h
Local: Sítio Panorama – Tamarana (PR)
Inscrição: Categorias E1, E2, E35, E45 e E4: R$ 130 antecipada e R$ 150 no local. Categorias E5A e E5B: R$ 110 antecipada e R$ 130 no local. Faça a sua: https://fprm.com.br/evento/13197
Entrada: Gratuita 

Por Leo Tavares coma colaboração e foto de Daniela Burgonovo

Recém lançada na Tailândia, a nova CB150R Streetster promete mexer com o mercado de lá. Ela é oferecida em três cores: branco, preto e vermelho. A moto tem  uma faixa de fora a fora no tanque junto com um número tipo retro '150' gravado na parte traseira da moto.

As aletas do tanque da CB150R têm um acabamento de alumínio e para dar ao a moto um apelo esportivo, a Honda pintou as pinças dianteiras e traseiras junto com o amortecedor traseiro na cor em vermelho.

Mesmo com uma aparência bem retro, há elementos modernos, como o farol de LED circular. Por baixo do chassi tipo diamante da CB150R, encontra-se um motor de 149 cc, DOHC, refrigerado a líquido e monocilíndrico.

Bem que um modelo deste tipo poderia desembarcar no Brasil.

Vamos ficar na torcida!

Por Leo Tavares com informações da Bikewale

 

 

A terceira etapa da competição deverá reunir 150 pilotos, em 25 e 26 de maio, em pista exclusiva instalada na área do Aeroporto.  A final do campeonato, em novembro, também será realizada no local

Aproveite e confira ai o clip chamada da prova e compartilhe com os amigos.

Depois de vinte anos, a região metropolitana de Belo Horizonte volta a receber etapas do Campeonato Mineiro de Motocross e a área escolhida, também inédita, será o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Nos próximos 25 e 26 de maio, cerca de 150 pilotos de todo o País, com idades entre 5 e 55 anos, disputam a melhor colocação nas 15 categorias da competição. A final do campeonato, prevista para 9 e 10 de novembro, também será realizada no aeroporto.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a concessionária BH Airport e a Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG). A expectativa é atrair um público de até 5 mil pessoas para acompanhar a competição.

Para receber os motociclistas, uma praça de esportes exclusiva será instalada às margens da rodovia LMG-800, atrás do futuro Aeroporto Indústria, dentro do sítio aeroportuário. A escolha do local para a realização do Campeonato Mineiro de Motocross, confirma a vocação do Aeroporto como espaço para a realização de eventos esportivos de grande porte.

Por Leo Tavares direto da redação com colaboração do BH Airport.