Tunico Maciel sobe no pódio em quarto lugar da categoria Master na 31ª edição do Enduro da Polenta, em Venda Nova do Imigrante (ES).

A equipe Honda Racing completou neste domingo (2) a 31ª edição do Enduro da Polenta, realizada na região de Venda Nova do Imigrante (ES). Após dois dias de disputas com a motocicleta Honda CRF 450R, o mineiro Tunico Maciel subiu no pódio da categoria Master em quarto lugar. A prova foi válida como a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade.

Maciel estreou na categoria de elite na temporada passada. “Consegui colocar um ritmo constante e, no balanço final, foi um bom resultado. Preciso melhorar ainda mais a navegação. A experiência é fundamental no enduro de regularidade e vou continuar treinando muito para realizar o sonho de ser campeão brasileiro”, declarou o piloto.

Com a motocicleta nacional Honda CRF 250F, Dário Júlio confirmou o nono lugar da categoria Master. “O Enduro da Polenta, por conta do relevo, das trilhas e de todo o envolvimento dos organizadores, sempre é uma prova fantástica e seletiva. O desafio é digno de Campeonato Brasileiro. Todos os pilotos saem com o mesmo sentimento, de que disputaram um verdadeiro enduro de regularidade”, concluiu.

A terceira etapa do Campeonato Brasileiro está marcada para os dias 13 e 14 de julho em Viana (ES). A equipe Honda Racing de enduro de regularidade é patrocinada por ASW, Michelin, DID, Seguros Honda e Óleo Genuíno Honda.

Brasileiro de Enduro de Regularidade
31º Enduro Nacional da Polenta

Resultado final

Categoria Master
1 - Jomar Grecco
2 – Emerson Loth
3 - Luiz Felipe Zacarize
4 - Tunico Maciel - Honda CRF 450R
5 - Thiago Lopes
9 - Dário Júlio - Honda CRF 250F

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Ângela Monteiro e foto de Janjão Santiago.

O Circuito dos Cristais, autódromo localizado em Curvelo região central de Minas Gerais, foi inaugurado em setembro de 2016 e de lá pra cá os frequentadores estão sempre se deparando com constantes evoluções, melhorias e novidades.

Em sua quarta temporada, o maior autódromo do Brasil, com 4.420 metros de pista, se fortalece, aumenta o número de eventos e também de locações coorporativas para a indústria automobilística e motociclística. Várias montadoras e fabricantes de pneus já utilizam a pista mineira para realização de testes e lançamentos de novos modelos.

Outra característica é a segurança. Com a homologação em dia para a prática da Motovelocidade no Brasil, o Circuito dos Cristais recebe cada vez mais pilotos de motos, provenientes de todas as regiões do Brasil.

Com um baixo índice de acidentes e com gravidade perto de zero, a pista mineira vem crescendo e sendo eleita pelos próprios frequentadores como a mais segura do Brasil. Desde sua concepção, a prioridade sempre foi a segurança dos pilotos e por isso o autódromo está sempre promovendo melhorias.

Seguindo esse foco, um plano com 35 intervenções em 2019 foi criteriosamente elaborado com base nos depoimentos de pilotos, comissários técnicos das federações e promotores de eventos.

“Apesar de ser a pista que prioriza a segurança para a modalidade motovelocidade, inclusive usando sistemas de desaceleração com “caixas de brita” (seixo), barreiras de proteção e defensas são essenciais para o automobilismo, sendo assim o maior desafio é conciliar os elementos de segurança para atender simultaneamente as duas modalidades”, é o que ressalta Marco Túlio Santos, diretor do autódromo.

As obras de melhorias iniciaram no dia 06 de maio, após a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. A primeira fase estará finalizada antes das próximas etapas dos campeonatos Mineiro de Automobilismo e o GP Gerais de Motovelocidade, previstas para os dias 16 e 28 de junho, respectivamente.

Já são 222 novas placas de zebra instaladas, das 738 previstas. Além da ampliação das zebras, foram aplicadas mais 980 toneladas de seixos, em duas áreas de escape que foram ampliadas e tiveram suas as defensas recuadas. No total seis áreas de escape terão suas dimensões ampliadas, todas previstas ainda para este ano.

A evolução do Circuito dos Cristais contempla ainda um centro comercial com galpões, posto de gasolina, hotel e também novas pistas para motocross e dirt track, integradas a um centro de treinamento off road. Porém "a prioridade é sempre direcionar os esforços para melhorar a segurança das instalações já em uso", afirma Túlio.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman.

A Ducati está de casa nova e apresenta sua mais nova parceria com o Grupo Orange. Foi apresentado na noite de hoje a imprensa e convidados, o novo espaço da marca Italiana em terras Mineiras que contou com a presença do Presidente da Ducati Brasil, o Sr. Diego Borghi.

Conforme Borghi, a operação caiu como uma luva para a marca, onde os clientes terão uma experiência 360º como a Ducati Riding Experience (DRE) Safety marcada para o dia 06/07 no Mega Space em BH, comentou Diego.

E a O2BH Ducati, contará com uma completa infra-estrutura para atender aos apaixonados pela marca, completa linha de produtos, boutique e muito mais.

Por Leo Tavares, direto do evento de apresentação da O2BH Ducati.

O Brasileiro de Enduro FIM teve sequência neste fim de semana, dias 25 e 26, nas trilhas de Campos do Jordão (SP). Além da terceira etapa do campeonato 2019, no domingo a corrida contou com mais uma edição do "Enduro Para Todos" projeto de iniciativa da KTM Sacramento que incentiva a participação de atletas amadores nas competições.

E entre os pilotos profissionais, que aceleraram nos dois dias, a equipe colheu grandes resultados. O ponto alto para o time laranja foi a vitória de Vinícius Calafati na categoria E3. "Foram três especiais muito bem montadas. O primeiro Enduro Teste era meio arenoso com uma parte de terreno seco e o segundo de chão duro e liso, ambos em mata travada e com alguns trechos mais rápidos. O Cross Teste na pista 'Sobre as Nuvens', que já foi sede do Mundial de Motocross, era bem aberto e rápido, legal pra caramba", destacou o paulista.

"No sábado tive uma boa disputa com o (Gustavo) Pellin, cometi um erro, sofri uma queda, mas ele também e venci (na classe E3) por 13 segundos. Na Enduro GP briguei pelo segundo lugar e acabei atrás do francês (Romain Dumontier). Ele e o Bruno (Crivilin) vieram em um ritmo mais acelerado no domingo e eu mais tranquilo. Consegui uma boa vantagem na E3 já na primeira volta e na última tinha mais de 50 segundos de margem, então procurei não arriscar. Fiquei muito feliz com o resultado e os acertos que fiz na minha KTM 300 EXC. Nas duas primeiras etapas sofri muito, mas agora estou colhendo os frutos", completou Calafati. 

Lolo Anton também acelerou forte brigando pelas primeiras posições da E1 com a nova KTM 250 XC-F 2019 e, após uma acirrada disputa, completou a rodada no pódio. "Sábado consegui andar melhor, mais focado. Achei as especiais bem técnicas, gostei e acabei em terceiro, 7 segundos atrás do primeiro. No domingo acabei caindo na primeira especial e perdi um tempo. Logo depois bati a mão em uma árvore e andei o resto do dia com dor. Não consegui ir tão bem e acabei em quinto. Terceiro, quarto e quinto colocados somaram os mesmos pontos", explicou o catarinense.

A KTM Sacramento também foi representada na prova por Felipe Legarrea, que conquistou a quarta posição na categoria E2, Fernando Splinder, quinto colocado na E40, e Fábio Campos, que sofreu com as dores de uma lesão e, competindo apenas no primeiro dia, alcançou a sétima posição na E50.

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM será realizada nos dias 8 e 9 de junho em Aracruz (ES). A equipe KTM Sacramento é patrocinada por KTM, Dafra, Motul, Alpinestars, Bell, 100% e Edgers.

Resultados da terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019

Enduro GP
1. Bruno Crivilin, 50 pontos
2. Romain Dumontier, 44 pontos
3. Vinicius Calafati, 38 pontos - KTM Sacramento

E1
1. Bruno Crivilin, 50 pontos
2. Rômulo Bottrel, 44 pontos
3. Júlio Ferreira, 36 pontos
5. Loandro Anton, 36 pontos - KTM Sacramento

E2
1. Romain Dumontier, 50 pontos
2. Gabriel Soares, 44 pontos
3. Diego Colett, 40 pontos
4. Felipe Legarrea, 36 pontos - KTM Sacramento

E3
1. Vinicius Calafati, 50 pontos - KTM Sacramento
2. Gustavo Pellin, 44 pontos
3. Crispy Arriegada, 40 pontos

E40
1. Cassiano Tebaldi, 50 pontos
2. Erasmo Klering, 44 pontos
3. Adriano de Ávila, 38 pontos
5. Fernando Splinder, 34 pontos - KTM Sacramento

E50
1. José Antônio Cadima, 50 pontos
2. Washington da Silva, 42 pontos
3. Daniel dos Reis, 40 pontos
7. Fábio Campos, 14 pontos - KTM Sacramento

Classificação do Campeonato Brasileiro após três etapas

Enduro GP
1. Romain Dumontier, 131 pontos
2. Gustavo Pellin, 113 pontos
3. Gabriel Soares, 112 pontos
7. Loandro Anton, 83 pontos - KTM Sacramento
10. Vinicius Calafati, 68 pontos - KTM Sacramento

E1
1. Rômulo Bottrel, 127 pontos
2. Júlio Ferreira, 123 pontos
3. Loandro Anton, 114 pontos - KTM Sacramento

E2
1. Romain Dumontier, 147 pontos
2. Gabriel Soares, 135 pontos
3. Diego Colett, 120 pontos
4. Felipe Legarrea, 90 pontos - KTM Sacramento

E3
1. Gustavo Pellin, 144 pontos
2. Vinicius Calafati, 128 pontos - KTM Sacramento
3. Crispy Arriegada, 122 pontos

E40
1. Cassiano Tebaldi, 132 pontos
2. Erasmo Klering, 129 pontos
3. Fernando Mauri Splinder, 112 pontos - KTM Sacramento

E50
1. José Antônio Cadima, 130 pontos
2. Daniel dos Reis, 117 pontos
3. Washington da Silva, 112 pontos
11. Fábio Campos, 14 pontos - KTM Sacramento

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração e foto de Maurício Arruda/PubliX

Passar por obstáculos quase intransponíveis, disputar guidão com guidão e chegar na frente de outros talentos não será nada fácil para os pilotos da 1º Etapa do Super Enduro que acontecerá em Belo Horizonte no dia 1º de junho, no espaço do Aeroporto Carlos Prates.

Para o público, uma festa de acrobacias e saltos pelo trajeto além de contar com toda uma infraestrutura e segurança que o local oferece como estacionamento, banheiros, espaço gourmet e muito mais.

E ai, se você estiver no fim de semana na Capital Mineira venha prestigiar esta incrível modalidade do esporte das duas rodas motorizado.

Serviços:

Brasileiro de Trial, Hard e Super Enduro / Carlos Prates

Data: 1 e 2 de junho de 2019

Sábado (01/06): Prólogo e corrida de Trial, Hard e Super Enduro nas dependências do Aeroporto Carlos Prates em Belo Horizonte/MG.

Domingo (02/06): Concentração, largada e chegada no Restaurante Alpenrose em Sabará/MG.

Link para chegar no Alpenrose: https://goo.gl/maps/G4fRAb7dLo4qFQzj7

Inscrição: http://chronusae.com.br/eventos/169

Programação sujeita a alterações.

Inscrição de pilotos pelo site: http://chronusae.com.br/eventos/169

Programação sujeita a alterações.

Para saber mais acesse o site:

http://chronusae.com.br/eventos/169

O campeonato brasileiro de Hard, Super Enduro e Moto Trial conta com o Patrocínio da  Chronus Assessoria Esportiva, Belotur, Prefeitura de Belo Horizonte, E-Hangar, Fast Brothers e Moto Trial Brasil. Apoio da Infraero, Prefeitura de Caeté e Restaurante Alpenrose. Supervisão  da CBM e FMEMG.

Por Leo Tavares direto da redação.

 

 

Subir barrancos, empurrar moto morro acima, cair, levantar, passar perrengue, picada de inseto… parece um suplício, mais para os pilotos da Modalidade de Hard Enduro, mais um dia normal de prova para estes amantes do esporte fora de estrada.

Seguindo a regra desta divertida modalidade, a 2º Etapa do Brasileiro de Hard enduro desembarca em terras Mineiras no dia 01 e 02 de junho em busca de novos desafios e muita adrenalina em busca do tão desejado título de Campeão Brasileiro.

Com o prólogo marcado para sábado, 01/06 no Aeroporto Carlos Prates em Belo Horizonte, um trajeto repleto de obstáculos servirá como um esquenta braço para a prova do dia seguinte.

No domingo, 02/06 será entre as montanhas da região da cidade de Caeté, largando do tradicional restaurante Alpenrose, um dos redutos dos praticantes do fora de estrada. Pelo caminho muitas pedras, minério de ferro, raízes, servirão de obstáculos para testar ao máximo os pilotos e suas motos.

Serviços:

Brasileiro de Trial, Hard e Super Enduro / Carlos Prates

Data: 1 e 2 de junho de 2019

Sábado (01/06): Prólogo e corrida de Trial, Hard e Super Enduro nas dependências do Aeroporto Carlos Prates em Belo Horizonte/MG.

Entrada Gratuita

Domingo (02/06): Concentração, largada e chegada no Restaurante Alpenrose em Sabará/MG.

Link para chegar no Alpenrose: https://goo.gl/maps/G4fRAb7dLo4qFQzj7

Inscrição: http://chronusae.com.br/eventos/169

Programação sujeita a alterações.

O campeonato brasileiro de Hard, Super Enduro e Moto Trial conta com o Patrocínio da  Chronus Assessoria Esportiva, Belotur, Prefeitura de Belo Horizonte, E-Hangar, Fast Brothers e Moto Trial Brasil. Apoio da Infraero, Prefeitura de Caeté e Restaurante Alpenrose. Supervisão  da CBM e FMEMG.

Por Leo Tavares direto da redação.

Bruno Crivilin domina o final de semana em Campos do Jordão (SP) e conquista a vitória nos dois dias de prova nas categorias E1 e Enduro GP; Francês Romain Dumontier continua na liderança do campeonato.

O capixaba Bruno Crivilin (equipe Honda Racing) foi o destaque na terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Realizada na cidade paulista de Campos do Jordão, neste final de semana (25 e 26), a prova passou por pontos históricos do motociclismo e teve o relevo e as baixas temperaturas como maiores dificuldades para os pilotos. Além da icônica pista de Motocross “Sobre as Nuvens”, os pilotos percorreram durante o deslocamento parte do Caminho da Fé, que atravessa a Serra da Mantiqueira por estradas vicinais e trilhas e vai até a cidade de Aparecida do Norte.

Crivilin levou a melhor no duelo com Romain Dumontier (equipe Yamaha O2BH Racing) na Enduro GP, categoria que reúne os mais rápidos do campeonato. O francês ficou em segundo lugar nos dois dias de prova, além de vencer a classe E2, e continua na liderança da classificação. Os pilotos cumpriram três voltas por dia em um circuito de 45 quilômetros, incluindo três especiais cronometradas, e o capixaba ainda comemorou vitória na classe E1.

“Foi um final de semana muito bom em Campos do Jordão. A prova foi bem técnica, com terreno escorregadio em alguns pontos e com bastante tração em outros. No sábado, andei forte, mas tranquilo, e venci minha categoria e a Enduro GP. No domingo, os pilotos entraram mais forte e foi um dia mais pegado. As especiais ficaram mais esburacadas e ainda mais técnicas, mas ainda assim ninguém diminuiu o ritmo. Foi um dia bem disputado”, relatou Crivilin. Ele é o atual campeão brasileiro da Enduro GP e da E1.

“Fico feliz em voltar a vencer a Enduro GP, depois da lesão é minha primeira vitória. Agora tenho que intensificar os treinamentos, a próxima etapa é daqui a duas semanas na minha cidade, Aracruz (ES). Estou bem ansioso, quero voltar a vencer para levar a Honda ao degrau mais alto do pódio mais uma vez”, concluiu Crivilin, que subiu para o quarto lugar na classificação da Enduro GP (vale lembrar que o piloto estava lesionado e não completou a primeira prova do calendário).

Quem também tem motivos para comemorar é o mineiro Rômulo Bottrel (Yamaha O2BH Racing). Segundo colocado nos dois dias de competição, na E1, o piloto assume a liderança da categoria. “Estou evoluindo no decorrer do campeonato e ainda mais otimista para as próximas etapas. Depois de duas provas difíceis, com muita chuva, competimos em terreno seco - apesar de alguns trechos escorregadios - e me senti melhor”, explicou o novo líder.

Segundo colocado na Enduro GP, Dumontier venceu os dois dias na categoria E2 e ampliou para 12 pontos a vantagem na liderança da classe. O piloto francês também é o destaque da Enduro GP, com 18 pontos a mais que o segundo colocado. “Fiz uma corrida pensando no campeonato e consegui ampliar a vantagem na Enduro GP e na minha categoria. O importante é que após três etapas disputadas estamos na liderança do campeonato. Temos duas semanas até a próxima rodada, fico esse tempo no Brasil e posso me preparar ainda mais”, contou Dumontier.

A categoria E3 teve a vitória do paulista Vinicius Calafati, atual campeão brasileiro na categoria E2. Calafati levou a melhor nos dois dias de prova e ainda conquistou a terceira colocação na Enduro GP, na soma dos dois dias. “Gostei da prova, acho que foi bem montada e a melhor etapa do calendário até agora. As disputas estavam bem acirradas, então tive que forçar, ao mesmo tempo em que procurei não errar”, disse Calafati.

Na Categoria EJ, o líder Patrik Capila, da Yamaha O2BH Racing, venceu os dois dias e anotou mais 50 pontos no campeonato. “Foi uma prova muito boa, com um Cross Teste em uma pista de motocross e dois Enduros Testes em trilhas mais travadas. Tive um pouco de dificuldade no sábado, mas consegui a vitória na categoria. No domingo, imprimi um ritmo melhor durante a prova e garanti mais uma vitória na EJ e a quinta colocação na Enduro GP. Deixo Campos do Jordão bem feliz, consegui ampliar a vantagem na categoria EJ e agora a próxima prova é no Espírito Santo, bem perto da minha cidade”, comemorou. Ele abriu 23 pontos de vantagem na liderança da categoria EJ.

As disputas desta terceira etapa ainda levaram ao degrau mais alto do pódio os pilotos Anderson da Luz (categoria E4 Pró - MXF Team), Nielsen Bueno (E35 - Equipe Power Husky), Cassiano Tebaldi (cat. E40 - Equipe Power Husky), Frederico Garcia (E45 – Q4 Enduro Team), José Antônio Cadima (E50), Fávio Volpi (E4 230 – DNA Racing/ Moto Litoral) e Juliano Wilgen (EAmador).

A quarta etapa da competição está marcada para os dias 8 e 9 de junho em Aracruz (ES). O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2019 é patrocinado por Yamaha, Honda e IMS e tem apoio de MXF, Parts 57, Fotop, Motul, Jeri Adventure Ride, Husqvarna, Power Husky, BMP, Airoh, Tech Ride, Edgers, MR Pro Braces, BMS Racing, KTM Sacramento, Race Tech, Motorex, Sig Visual e Borilli.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM

3ª etapa - Campos do Jordão (SP)

Resultados

Categoria Enduro GP
1 - Bruno Crivilin - 50 pontos
2 - Romain Dumontier - 44 pontos
3 - Vinicius Calafati - 38 pontos

Categoria E1
1 - Bruno Crivilin - 50 pontos
2 - Rômulo Bottrel - 44 pontos
3 - Júlio Ferreira - 36 pontos

Categoria E2
1 - Romain Dumontier - 50 pontos
2 - Gabriel Soares - 44 pontos
3 - Diego Colett - 40 pontos

Categoria E3
1 - Vinicius Calafati - 50 pontos
2 - Gustavo Pellin - 44 pontos
3 - Crispy Arriegada - 40 pontos

Categoria EJ
1 - Patrik Capila - 50 pontos
2 - Willian Lauers Tanaka - 44 pontos
3 - Washington Murillo - 40 pontos

Categoria E4 Pró
1 - Anderson da Luz - 50 pontos
2 - Vitor Borges - 44 pontos
3 - Paulo Júnior - 40 pontos

Categoria E35
1 - Nielsen Bueno - 50 pontos
2 - André Urso - 44 pontos
3 - Willian Almeida - 38 pontos

Categoria E40
1 - Cassiano Tebaldi - 50 pontos
2 - Erasmo Klering - 44 pontos
3 - Adriano de Ávila - 38 pontos

Categoria E45
1 - Frederico Garcia - 50 pontos
2 - Fábio Bizarria - 44 pontos
3 - Leonardo Lima - 40 pontos

Categoria E50
1 - José Antônio Cadima - 50 pontos
2 - Washington da Silva - 42 pontos
3 - Daniel dos Reis - 40 pontos

Categoria E4 230
1 - Flávio Volpi - 50 pontos
2 - Fernando Pereira - 44 pontos
3 - Agenor Varela - 40 pontos

Categoria EA
1 - Vinicius Aguilar - 45 pontos
2 - Jonas Sawan - 44 pontos
3 - Lucas Lames Santos - 38 pontos

Classificação do Campeonato Brasileiro após três provas

Categoria Enduro GP

1 - Romain Dumontier - 131 pontos
2 - Gustavo Pellin - 113 pontos
3 - Gabriel Soares - 112 pontos

Categoria E1
1 - Rômulo Bottrel - 127 pontos
2 - Júlio Ferreira - 123 pontos
3 - Loandro Anton - 114 pontos

Categoria E2
1 - Romain Dumontier - 147 pontos
2 - Gabriel Soares - 135 pontos
3 - Diego Colett - 120 pontos

Categoria E3
1 - Gustavo Pellin - 144 pontos
2 - Vinicius Calafati - 128 pontos
3 - Crispy Arriegada - 122 pontos

Categoria EJ
1 - Patrik Capila - 147 pontos
2 - Washington Murillo - 124 pontos
3 - Willian Lauers - 111 pontos

Categoria E4 Pró
1 - Anderson da Luz - 97 pontos
2 - Vitor Borges - 84pontos
3 - Judi Brescansin - 47 pontos

Categoria E35
1 - Nielsen Bueno - 150 pontos
2 - André Urso - 118 pontos
3 - Tiago Bellaver - 81 pontos

Categoria E40
1 - Cassiano Tebaldi - 132 pontos
2 - Erasmo Klering - 129 pontos
3 - Fernando Mauri Splinder - 112 pontos

Categoria E45
1 - Frederico Garcia – 138 pontos
2 - Fábio Bizarria - 125 pontos
3 - Maurício Fernandes - 122 pontos

Categoria E50
1 - José Antônio Cadima - 130 pontos
2 - Daniel dos Reis - 117 pontos
3 - Washington da Silva - 112 pontos

Categoria E4 230
1 - Fernando Pereira - 141 pontos
2 - Flávio Volpi - 139 pontos
3 - Agenor Varela - 126 pontos

Categoria EA
1 - Juliano Wilgen - 97 pontos
2 - Felipe Schwantz - 82 pontos
3 - Roberto Theodoro - 62 pontos

EFeminina
1 - Bárbara Neves - 50 pontos
2 - Tainá Aguiar - 42 pontos
3 - Beatriz Miozzo - 22 pontos

Categoria Youth
1 – Leonardo Kauffmann - 50 pontos
2 - Vinicius aguilar - 42 pontos
3 - Bruno Massa - 37 pontos

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Ângela Monteiro e foto de Janjão Santiago.

Em uma prova marcada por grandes disputas, baixas temperaturas e que passou em locais históricos para o motociclismo brasileiro, a terceira rodada do Campeonato Brasileiro de Enduro foi realizada neste sábado (25) e domingo (26) em Campos do Jordão/SP.

O francês Romain Dumontier continua na liderança da temporada com 18 pontos de vantagem para o segundo colocado na classificação geral e ampliou para 12 a diferença para o segundo na categoria E2.

Dumontier teve um resultado similar, tanto na etapa de sábado (5ª), quanto domingo (6ª). Com sua Yamaha YZ 250X, o francês venceu a E2 os dois dias e foi o segundo na somatória geral.

Outro destaque da equipe foi Patrik Capila, que venceu os dois dias e ampliou 36 pontos a liderança na categoria EJ. Com apenas 20 anos, o capixaba tem a meta de se tornar bicampeão brasileiro. Ele pilota uma Yamaha YZ 450FX e foi o sétimo colocado na classificação geral da etapa.

Quem também acumula títulos é o mineiro Rômulo Bottrel. Ele chegou na etapa em segundo e saiu em primeiro, na categoria E1, com sua Yamaha YZ 250F, mesmo fazendo dois segundos lugares em Campos do Jordão. Na classificação geral, conseguiu a quarta colocação na etapa. Tanto Bottrel quanto Capila tiveram problemas com pequenas quedas no sábado.

Também se destacaram os atletas com apoio da Concessionária O2BH Yamaha e que possuem os incentivos do programa bLU cRU. Tiago Wernersbach foi o 4º colocado na disputada categoria E1, com uma Yamaha YZ 250F e está em 4º lugar na competição a 8 pontos do terceiro. Erasmo Klering sai de Campos do Jordão com um 2º lugar na etapa e 2º na classificação do Campeonato, na E40 com sua Yamaha WR 450F a 3 pontos do líder.

Entre as novidades no traçado da prova, a lendária pista "Sobre as Nuvens", palco do Campeonato Mundial de Motocross em 87, 89 e 91. O percurso foi todo entre as montanhas da Serra da Mantiqueira e atingiu mais de 2.000 metros de altitude.

A próxima rodada do Campeonato Brasileiro de Enduro será dias 8 e 9 de junho, em Aracruz/ES, válido para a 7ª e 8ª rodadas.

A Yamaha O2BH Racing utiliza calças, camisas e luvas ASW; Pneus Kenda, Lubrificantes Motul, Capacetes Airoh, Óculos Dragon, Guidão Pro Taper, Botas Gaerne, Componentes BR Parts, Coroas e Pinhões Durag, Correntes DID, Protetores de Mão e plásticos Circuit, Suspensões W-Tech, Braces MR Pro, Escapamentos Foco e Gráficos Alex Design. Os pilotos da equipe transportam seus equipamentos pessoais nas Malas Ogio e utilizam Suplementos Exceed para reposição de energia.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman e foto de Janjão Santiago.

O alto índice técnico do competidores marcou a etapa de Campos do Jordão, em São Paulo, realizada neste sábado (25) e domingo (26). Representando a Orange BH KTM Racing, o argentino Crispy Arriegada, terminou na 3ª colocação na categoria E3, com sua KTM 500 EXC-F e segue em terceiro na classificação do Campeonato Brasileiro de Enduro a seis pontos do segundo lugar.

Seu companheiro de equipe Thales Vilardi, manteve na 7ª colocação na E1, pilotando uma KTM 250 EXC-F e está a cinco pontos do sexto. O piloto paulista também ficou em sétimo no resultado individual dos dois dias de prova dura e rápida nas trilhas da Serra da Mantiqueira. Piloto consagrado no motocross, Thales está se adaptando a nova modalidade.

Além de grandes disputas e pilotos voando baixo, a prova também foi marcada pelas baixas temperaturas e uma especial histórica na pista "Sobre as Nuvens", palco do Campeonato Mundial de Motocross em 87, 89 e 91, realizado na bela e charmosa cidade serrana. Haviam dezenove anos que o Brasileiro de Enduro não se realizava no município.

A próxima rodada do Campeonato Brasileiro de Enduro chega a metade. Será dias 8 e 9 de junho, em Aracruz/ES, válido para a 7ª e 8ª etapas de um total de 14 previstas.

A Equipe Orange BH KTM Racing utiliza pneus Kenda, equipamentos ASW e capacetes Airoh, que são os patrocinadores principais e a W-Tech, Durag, Circuit, Motul, TCX, MrPró, Exceed e Alex Design são fornecedores oficiais.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman e foto de Janjão Santiago.

A 3 º Etapa do Mineiro de Motocross 2019 levantou vöo neste sábado (25;05) no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. O dia começou com aquele friozinho típico do ano que aos poucos, foi dando lugar ao calor da emoção de ver de perto os melhores pilotos do MX Mineiro e do Brasil em ação.

Com a presença de pilotos de diversos estados, o dia foi marcado por grandes saltos e disputas eletrizantes ao longo do dia. Outro atrativo, foi a estrutura oferecida pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte que disponibilizou um enorme espaço para as equipes e pilotos. Um enorme galpão coberto serviu de base para montagem dos Box, um estacionamento asfaltados, banheiros limpos e com diversos chuveiros quente, área para lavagem de moto, segurança 24 horas entre outras estrutura nunca antes vista em uma prova do MX no país.

Para o público, não foi diferente. Estacionamento com transfer até a pista, food trucks, bebidas, mesas e cadeiras além das empresas parceiras presente no evento que sorteou diversos brindes completou a festa do dia.

Então anota aí que no domingo a corrida continua e você não pode perder!

Confira a programação:

Domingo (26/05)

8h:00 às 9h:38 - Treinos Livres

09h:38 às 10h:05 - Manutenção da pista

10h:05 às 12h:25 - Treinos Classificatórios

12h:30 às 13h:00 - Show com a Banda Tianastacia

13h:00 as 13h:20 - Cerimônia de abertura

13h:25 às 16h:40 - Competição - 3º Etapa

17h:00 às 17h:45 - Show com a Banda Tianastacia

Ingressos pelo link: bit.ly/ingresso-motocross

Menores de 12 anos não pagam. A venda de ingressos será realizada até o dia 24/5, véspera da competição.

*A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Por Leo Tavares direto da pista do Mineiro de Motocross no Aeroporto Internacional de BH.