Com o Campeonato Brasileiro de Enduro chegando em sua reta final, Júlio Ferreira assume liderança da Categoria E1; Willian Lauers Tanaka se aproxima dos líderes em temporada de recuperação.

O final de semana (8 e 9 de junho) foi de bons resultados para os pilotos da Edgers Factory Team, na cidade de Aracruz, no Espírito Santo, palco da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro. Com o resultado dos dois dias de competição, o mineiro Júlio Ferreira assumiu a liderança da classe E1, para motocicletas até 250cc.

Em uma prova muito técnica, os pilotos tiveram que acelerar em três especiais cronometradas bastante exigentes. Logo após largarem do paddock na Praça da Paz, no centro da cidade, encaravam a primeira especial, um Enduro Teste com muitas trilhas, decidas e subidas e 3,3 km de distância. Logo depois era a vez do Extreme Teste, com 2,8 km e muitas pedras e grandes rochas características da região. E ao final da volta pelo percurso de 43 km, a última especial, o Cross Teste, dentro da cidade e com mais de 5 km.

Júlio Ferreira soube aproveitar bem o final de semana e com os resultados assumiu a liderança do campeonato na Categoria E1, a mais disputada da temporada. O piloto ficou na segunda colocação no final de semana e agora encara a reta final com boas perspectivas, já que as três últimas provas são em terrenos que ele conhece bem. A próxima etapa, no final de junho, tem terreno parecido com sua cidade, Paraopeba, que será a sede da penúltima etapa, no final de julho. A final será em Patrocínio, terreno que também gosta muito de acelerar.

Willian Lauers Tanaka também teve um final de semana de bons resultados. Competindo praticamente em casa e com boa torcida a seu favor – o piloto é de São Roque do Canaã, a cerca de 80 kms de Aracruz – Tanaka conquistou a segunda colocação no final de semana e agora está a apenas 5 pontos do vice-líder. O capixaba enfrentou problemas nas duas primeiras etapas e agora encara uma temporada de recuperação.

Os pilotos tem agora duas semanas de treinos intensivos visando a próxima etapa do campeonato, que acontece na cidade de Marzagão, em Goiás, nos dias 29 e 30 de junho.

A Edgers Factory Team é a equipe de competição da Edgers Racing, que desenvolve e fabrica peças para motos off road e faz parte do Grupo Etam Brasil. A equipe conta ainda com o patrocínio da Tech Ride, Zanol Parts e Fly Racing. Tem o apoio da Honda, Ipemig, Motorex, Race Tech, D.I.D, 100%, Mattos Racing, Sig Visual e Dino Performance Training.

Resultado do 7º Enduro de Aracruz

Categoria E1
1 – Bruno Crivilin
2 – Júlio Ferreira – Edgers Factory Team
3 - Loandro Anton

Categoria EJ
1 - Patrik Capila
2 – Willian Lauers – Edgers Factory Team pontos
3 – Luiz Felipe Zavarize

Classificação do Campeonato Brasileiro após quatro provas

Categoria E1
1 – Júlio Ferreira – 167 pontos – Edgers Factory Team
2 – Rômulo Bottrel – 165 pontos
3 - Loandro Anton – 152 pontos

Categoria EJ
1 - Patrik Capila – 197 pontos
2 – Washington Murillo – 160 pontos
3 – Willian Lauers – 155 pontos – Edgers Factory Team

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração e foto de Janjão Santiago.

O mineiro Tunico Maciel conquistou o título inédito do Rally Jalapão neste domingo (9), em Luis Eduardo Magalhães (BA), após três dias de disputas e 1229 quilômetros de desafios - incluindo 730 de trechos cronometrados (especiais). Com o desempenho, o piloto da equipe Honda Racing assume a liderança da classificação geral das motocicletas no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, além de ser o primeiro colocado na tabela da categoria Production Aberta, com a Honda CRF 450RX.

Válido também pelo campeonato Sertões Series, o Rally Jalapão teve início na última sexta-feira (7), em Luis Eduardo Magalhães. Antes de retornar à cidade baiana, a prova passou pelas trilhas do Tocantins. A terceira e última etapa foi formada por 459 quilômetros (288 de especiais), com início na cidade de São Félix do Tocantins.

“Estou muito feliz com essa vitória. É a primeira vez que ganho o Rally Jalapão e foi uma experiência maravilhosa”, comemorou Tunico Maciel, atual campeão do Rally dos Sertões. “A última etapa foi mais um dia de muita areia e trechos rápidos. Passamos por lugares novos, que ainda não tinham feito parte do trajeto de outras edições. A motocicleta Honda CRF 450RX, mais uma vez, foi perfeita no desafio”, continuou o piloto, que também levou para casa a taça da Production Aberta do Rally Jalapão.

Vice-campeão da categoria Super Production, o paulista Jean Azevedo foi outro destaque da prova. “Deu tudo certo. O Rally Jalapão terminou com um dia muito rápido e estou feliz por finalizar mais um rali. A prova, sem dúvidas, foi um ótimo treino para o Rally dos Sertões”, contou o experiente piloto, dez vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country.

Já o gaúcho Gregorio Caselani levou um grande susto, mas concluiu o Rally Jalapão em terceiro lugar da Super Production. Assim como Azevedo, ele compete com a motocicleta Honda CRF 450RX. “Fui bem na prova, mas tomei um susto muito grande na metade da terceira especial, quando infelizmente atropelei um animal de porte médio quando estava em alta velocidade. Eu não caí e consegui seguir até o final.”

Referência da categoria Rally Brasil, Bissinho Zavatti segue na liderança do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, na classe exclusiva para motocicletas nacionais. “Gostei muito de participar do Rally Jalapão, a prova é importante para o campeonato e para a nossa preparação para o Rally dos Sertões. Vamos avaliar todas as questões e fazer os ajustes necessários para a prova, que é a principal do nosso calendário”, lembrou Bissinho. Ele pilota a nova motocicleta Honda CRF 250F.

A próxima parada do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country será nos dias 5, 6 e 7 de julho em Lages (SC). A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por ASW, Michelin, DID, Seguros Honda e Óleo Genuíno Honda.

5º Rally Jalapão - Resultados extraoficiais

Classificação geral – Motocicletas (final)
1 - #5 - TUNICO MACIEL - 9:19:28.1 - Honda CRF 450RX
2 - #4 - TULIO MALTA - 9:25:19.6
3 - #2 - RICARDO MARTINS - 9:26:58.5
4 - #3 - JEAN AZEVEDO - 9:38:30.3 - Honda CRF 450RX
5 - #26 -THIAGO PROCOPIO - 9:51:45.0
7 - #1 - GREGORIO CASELANI - 9:57:18.3 - Honda CRF 450RX

Categoria Super Production (final)
1 - #2 - RICARDO MARTINS - 9:26:58.5
2 - #3 - JEAN AZEVEDO - 9:38:30.3 - Honda CRF 450RX
3 - #1 - GREGORIO CASELANI - 9:57:18.3 - Honda CRF 450RX

Categoria Production Aberta (final)
1 - #5 - TUNICO MACIEL - 9:19:28.1 - Honda CRF 450RX
2 - #4 - TULIO MALTA - 9:25:19.6
3 - #38 - VITOR BETA - 10:08:37.2

Resultados 3º dia - Motocicletas
1 - #5 - TUNICO MACIEL - 03:19:59.9 - Honda CRF 450RX
2 - #2 - RICARDO MARTINS - 03:20:56.0
3 - #4 - TULIO MALTA - 03:22:14.9
4 - #3 - JEAN AZEVEDO - 03:25:03.0 - Honda CRF 450RX
5 - #32 - CLAUDIO SILVA - 03:27:32.5
7 - #1 - GREGORIO CASELANI - 03:28:52.4 - Honda CRF 450RX

Categoria Super Production
1 - #2 - RICARDO MARTINS - 03:20:56.0
2 - #3 - JEAN AZEVEDO - 03:25:03.0 - Honda CRF 450RX
3 - #1 - GREGORIO CASELANI - 03:28:52.4 - Honda CRF 450RX

Categoria Production Aberta
1 - #5 - TUNICO MACIEL - 03:19:59.9 - Honda CRF 450RX
2 - #4 - TULIO MALTA - 03:22:14.9
3 - #38 - VITOR BETA - 03:31:29.1
Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Ângela Monteiro e foto de Ale Moreira/DFotos.

O piloto Bruno Crivilin, da equipe Honda Racing, viveu um final de semana especial em Aracruz (ES), sua cidade-natal e local da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Com a presença da família, amigos e uma grande torcida, o capixaba venceu a competição nas categorias Enduro GP (que reúne os melhores pilotos) e E1, com a moto Honda CRF 250RX. A prova no Espírito Santo terminou também com a quinta posição do pódio para Bárbara Neves, que excepcionalmente correu com os homens na categoria E4 Pro, para motos nacionais, com a Honda CRF 250F.

No sábado (8), Crivilin “gabaritou” a disputa, que contou com um circuito de cerca de 40 quilômetros e três trechos especiais (cronometrados), sendo um Enduro Teste, um Extreme Teste e um Cross Teste. Ele venceu as seis especiais percorridas em três voltas no circuito. No domingo (9), o piloto confirmou o favoritismo e agitou o público, que fez uma grande festa na chegada do último percurso.

Com o desempenho, Crivilin assume a vice-liderança da categoria Enduro GP no Campeonato Brasileiro, mesmo sem ter participado da prova de abertura por conta de uma lesão. “Sem dúvida a etapa de Aracruz é a melhor do ano para mim. É muito gratificante vencer mais uma vez em casa, olhar todo mundo gritando, tomando poeira comigo e me incentivando. Só tenho a agradecer todo esse carinho, que é o que me motiva a evoluir mais”, comenta o atual campeão brasileiro da Enduro GP e da E1.

Bárbara Neves também finalizou a etapa em Aracruz muito satisfeita e com o pódio na E4 Pro, ao concluir os dois dias em quinto lugar. “Como não houve a classe feminina nesta etapa, encarei uma categoria com nível técnico mais alto, junto com os homens. Foi um fim de semana difícil, mas consegui um bom desempenho em todas as especiais. A experiência foi ótima e um grande treino para meus próximos desafios”, ressalta a goiana, campeã brasileira de Enduro FIM em 2017.

O mineiro Gabriel Soares completou a etapa na terceira colocação da E2, com a Honda CRF 450RX. No campeonato, ele segue na vice-liderança da categoria. Nicolás Rodriguez, que representa o time na classe E3, esteve em Aracruz para apoiar a equipe, porém não competiu devido a uma lesão na mão esquerda.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM será nos dias 29 e 30 de junho, em Marzagão (GO). A Equipe Honda Racing de Enduro FIM é patrocinada por ASW, Alpinestars, DID, Seguros Honda e Óleo Genuíno Honda.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM

Resultados – 4ª etapa – Aracruz (ES)

Enduro GP
1º – Bruno Crivilin (#1) – 50 pontos – Honda CRF 250RX
2º – Romain Dumontier (#93) – 44 pontos
3º – Patrik Capila (#33) – 40 pontos
4º – Vinicius Calafati (#32) – 36 pontos
5º – Júlio César Eliziário (#2) – 32 pontos

E1
1º – Bruno Crivilin (#1) – 50 pontos – Honda CRF 250RX
2º – Júlio César Eliziário (#2) – 44 pontos
3º – Loandro Anton (#133) – 38 pontos
4º – Rômulo Bottrel (#22) – 38 pontos
5º – Tiago Wernersbach (#41) – 32 pontos

E2
1º – Romain Dumontier (#93) – 50 pontos
2º – Felipe Legarrea (#29) – 40 pontos
3º – Gabriel Soares (#7) – 36 pontos – Honda CRF 450RX
4º – Gustavo Bissoli (#253) – 35 pontos
5º – Alexson Gums (#256) – 31 pontos

E4 Pro
1º – Vítor Borges Garcia (#51) – 50 pontos
2º – Anderson da Luz ( #791) – 44 pontos
3º – Patrik Velz (#761) – 40 pontos
4º – Anderson Simoni (#759) – 36 pontos
5º – Bárbara Neves (#116) – 32 pontos – Honda CRF 250F

Classificação do campeonato – Após quatro etapas

Enduro GP
1º – Romain Dumontier (#93) – 175 pontos
2º – Bruno Crivilin (#1) – 145 pontos – Honda CRF 250RX
3º – Gustavo Pellin (#44) – 126 pontos
4º – Gabriel Soares (#7) – 125 pontos – Honda CRF 450RX
5º – Júlio César Eliziário (#2) – 124 pontos

E1
1º – Júlio César Eliziário (#2) – 167 pontos
2º – Rômulo Bottrel (#22) – 165 pontos
3º – Loandro Anton (#133) – 152 pontos
4º – Bruno Crivilin (#1) – 150 pontos – Honda CRF 250RX
5º – Tiago Wernersbach (#41) – 138 pontos

E2
1º – Romain Dumontier (#93) – 197 pontos
2º – Gabriel Soares (#7) – 171 pontos – Honda CRF 450RX
3º – Diego Baesso Colett (#25) – 136 pontos
4º – Felipe Legarrea (#29) – 130 pontos
5º – Gustavo Bissolli (#253) – 35 pontos

E3

1º – Gustavo Pellin (#44) – 184 pontos
2º – Vinicius Calafati (#32) – 178 pontos
3º – Crispy Arriegada (#9) – 164 pontos
4º – Nicolás Rodriguez (#310) – 96 pontos – Honda CRF 450RX
5º – Ricardo Campos (#370) – 36 pontos

E4 Pro
1º – Anderson da Luz (#791) – 141 pontos
2º – Vítor Borges Garcia (#51) – 134 pontos
3º – Judi Brescansin – 47 pontos
4º – Paulo Junior (#715) – 40 pontos
5º – Patrik Velz (#761) – 40 pontos
7º – Bárbara Neves (#116) – 32 pontos – Honda CRF 250F

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Ângela Monteiro e foto de Idário Café.

Melhor piloto Júnior do Brasil, Patrik vai ao pódio na Enduro GP e Dumontier seguer líder geral no Brasileiro de Enduro

Patrik Capila, de apenas 20 anos foi o destaque na etapa de Aracruz/ES, durante o Campeonato Brasileiro de Enduro realizado neste sábado (8) e domingo (9). Foi a 7ª e 8ª etapas de 14 previstas na temporada. Natural de Colatina, o piloto da terra venceu a sua categoria, Júnior e ainda conquistou a terceira colocação na Enduro GP (Geral), duelando entre os grandes e mais experientes. O jovem talento chegou atrás apenas do francês Dumontier e do brasileiro Crivilin.

Em ascensão na carreira, o piloto alcançou a sua 8ª vitória consecutiva no Brasileiro este ano e dedicou o êxito a presença dos familiares, à sua Yamaha YZ 450FX e todos os patrocinadores da equipe. "Contar com a torcida dos amigos, da minha namorada, dos fã e dos parentes me fez sentir confiante, voltei a minha melhor forma, estou 100% recuperado do acidente no início da temporada. Tudo isso, aliado ao suporte da equipe, nossos patrocinadores, a minha bela motocicleta que me empurra pra frente, então conseguimos esse bom resultado pro nosso time, mas sei que posso melhorar mais", disse Capila, piloto da Yamaha O2BH Racing.

Seus companheiros de equipe também saíram vitoriosos. Romain Dumontier venceu a E2, foi segundo na EGP e segue lider na classificação geral com 30 pontos de vantagem para Crivilin, segundo colocado. Ele permanece competindo com o number plate dourado.
Jomar Grecco, especialista no Regularidade, foi o ganhador da E40 e segue líder no Capixaba de Enduro, mesmo encarando a modalidade como treinamento.

Fechando o time oficial azul, Rômulo Bottrel na E1 fez a 4ª colocação na etapa e segue em 2º no campeonato, a 2 pontos do líder. É o sexto na classificação geral do Campeonato, na categoria EGP.

Tiago Wernersbach e Erasmo Klering que recebem o apoio da concessionária O2BH Yamaha e são adeptos do programa bLU cRU também subiram ao pódio, ficaram na 5ª colocação (E1) e 5º (E40), respectivamente.

Rally

Outro piloto O2BH Yamaha que se destacou no fim de semana foi o mineiro Túlio Malta foi segundo na categoria Production Aberta e segundo na geral, durante o Rally do Jalapão, válido pela segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

A Yamaha O2BH Racing utiliza calças, camisas e luvas ASW; Pneus Kenda, Lubrificantes Motul, Capacetes Airoh, Óculos Dragon, Guidão Pro Taper, Botas Gaerne, Componentes BR Parts, Coroas e Pinhões Durag, Correntes DID, Protetores de Mão e plásticos Circuit, Suspensões W-Tech, Braces MR Pro, Escapamentos Foco e Gráficos Alex Design. Os pilotos da equipe transportam seus equipamentos pessoais nas Malas Ogio e utilizam Suplementos Exceed para reposição de energia.

Por Leo Tavares direto da redação colaboração de Flávio Bergman e foto de Janjão Santiago.

Neste final de semana (8 e 9 de junho), será realizado o 7º Enduro de Aracruz, prova que marca a metade do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Os pilotos da Edgers Factory Team querem bons resultados para encarar a reta final da temporada na luta pelos títulos de suas categorias.

Júlio Ferreira, vice-líder da categoria E1, para motocicletas até 250cc, conhece bem a prova e quer um bom resultado no final de semana. O piloto tem participado das provas na cidade desde 2014, quando a prova estava ainda em sua segunda edição. Desde então, sempre foi figura constante no pódio.

Já Willian Lauers “Tanaka”, tem ainda mais motivos para acelerar. O capixaba é da cidade de São Roque do Canaã, a cerca de 80 km de Aracruz e vai contar com a torcida de familiares e amigos na prova. Depois de um início de temporada com problemas, o piloto da categoria Junior (até 23 anos), vem se recuperando e já ocupa o terceiro lugar na sua categoria. O objetivo é subir ainda mais na tabela de classificação.

Os pilotos fizeram o reconhecimento das especiais e gostaram do que viram. Serão trechos bem técnicos, onde a habilidade e técnica serão exigidos ao máximo. A primeira especial tem 3,3 km de extensão e mescla trilhas em mata, plantação de eucalipto e até uma pedreira. Na segunda especial, de 2,8 km, um percurso ainda mais exigente com muitas pedras e terrenos descompensados. A terceira e última especial é um cross teste, mais aberto e de maior velocidade média, dentro da cidade, onde o público pode ver de perto os pilotos em ação.

Ao todo os pilotos terão que realizar três voltas por dia em um percurso de 43 km e passar pelas três especiais em cada volta.

A Edgers Factory Team é a equipe de competição da Edgers Racing, que desenvolve e fabrica peças para motos off road e faz parte do Grupo Etam Brasil. A equipe conta ainda com o patrocínio da Tech Ride, Zanol Parts e Fly Racing. Tem o apoio da Honda, Ipemig, Motorex, Race Tech, D.I.D, 100%, Mattos Racing, Sig Visual e Dino Performance Training.

Classificação do Campeonato Brasileiro após três provas

Categoria E1
1 – Rômulo Bottrel – 127 pontos
2 – Júlio Ferreira – 123 pontos – Edgers Factory Team
3 - Loandro Anton – 114 pontos

Categoria EJ
1 - Patrik Capila – 147 pontos
2 – Washington Murillo – 124 pontos
3 – Willian Lauers – 111 pontos – Edgers Factory Team

Por leo Tavares direto da redação com a colaboração e foto de Janjão Santiago.

Além de Romain Dumontier, líder nas categorias EGP e E2; Patrik Capila líder na EJ e Rômulo Bottrel líder na E1, o Campeonato Brasileiro de Enduro terá mais um representante oficial da Yamaha O2BH Racing, neste sábado (8) e domingo (9) em Aracruz/ES.

Trata-se de Jomar Grecco, o capixaba multi campeão e especialista em Regularidade. O Bruto, como é conhecido, vai encarar a E40 com sua Yamaha WR 450F. Ele é o líder da categoria no Campeonato Capixaba, que terá a terceira e quarta etapas realizadas junto com o Brasileiro.

"Eu faço mais para manter o ritmo, encaro como treino, não tenho nenhuma aspiração de vencer a prova, nem de brigar com os mais rápidos, mas vou lutar para vencer a minha categoria", disse Jomar.

Os quatro pilotos são oficiais da equipe Yamaha e ainda terão nos boxes a companhia dos pilotos bLU cRU, projeto de incentivo aos que competem com motos Yamaha, destacando Erasmo Klering e Thiago Wernersbach que aceleram com o apoio da concessionária O2BH.

A concentração do evento, largadas e chegadas serão na Praça da Paz, no Centro da Cidade. O circuito montado pelos organizadores terá 43 km por volta, dos quais 11,4 km cronometrados e divididos em 3 especiais, sendo uma de Cross Teste, uma de Enduro Teste e outra de Extreme Teste.

A Yamaha O2BH Racing utiliza calças, camisas e luvas ASW; Pneus Kenda, Lubrificantes Motul, Capacetes Airoh, Óculos Dragon, Guidão Pro Taper, Botas Gaerne, Componentes BR Parts, Coroas e Pinhões Durag, Correntes DID, Protetores de Mão e plásticos Circuit, Suspensões W-Tech, Braces MR Pro, Escapamentos Foco e Gráficos Alex Design. Os pilotos da equipe transportam seus equipamentos pessoais nas Malas Ogio e utilizam Suplementos Exceed para reposição de energia.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman e foto de Janjão Santiago.

Emerson Loth, o Bombadinho, foi destaque na 31ª edição do Enduro da Polenta completando a prova como vice-campeão com a KTM 350 EXC-F. A competição, válida pela segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade, foi realizada em dois dias pelas trilhas da região de Venda Nova do Imigrante (ES). Foram cerca de 320 quilômetros de desafios entre os dias 1 e 2 de junho em um dos mais tradicionais eventos nacionais da modalidade.

"Comecei bem. A etapa da manhã de sábado não venci por um ponto, apenas um segundo. Na etapa da tarde deu um problema no meu sensor de navegação, demorei para conseguir trocá-lo durante a prova e acabei em sexto. Assim, na soma do primeiro dia, fui o terceiro colocado", explicou o piloto da equipe KTM Sacramento. "No segundo dia ganhei a etapa da manhã e estava ganhando a tarde quando errei, não encontrei uma descida de pedras, perdi tempo e acabei ficando em segundo", completou.

Com o resultado, Loth ocupa a terceira colocação na temporada e segue firme na disputa pelo título do campeonato nacional. A próxima rodada do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade está prevista para os dias 13 e 14 de julho em Viana (ES). Emerson Loth é patrocinado pela KTM Sacramento.

Resultado final do 31º Enduro da Polenta (soma dos dois dias):

Master
1. Jomar Grecco
2. Emerson Loth - KTM Sacramento
3. Luiz Zavarize
4. Tunico Maciel
5. Thiago Lopes

Classificação geral do Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade 2019 após duas etapas:

Master
1. Jomar Grecco, 184 pontos
2. Luiz Zavarize, 182 pontos
3. Emerson Loth, 146 pontos - KTM Sacramento
4. Tunico Maciel, 136 pontos
5. Guilherme Carvalho, 131 pontos

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Maurico Arruda da Publix e foto de Erik Araujo.

O Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2019 continua nesta semana com o 5º Rally Jalapão, a segunda prova da temporada. A cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA) recebe a equipe Honda Racing e os demais competidores para a largada e chegada da disputa, que faz parte também do Sertões Series, visando à preparação para a 27ª edição do Rally dos Sertões.

Nesta quinta-feira (6/7), os pilotos realizam o Prólogo, que definirá a ordem de largada da primeira etapa. No dia seguinte, eles partem para Dianópolis (TO) e no sábado para São Félix do Tocantins (TO). Já no domingo, a caravana encerra o desafio na cidade baiana onde tudo começou. Serão percorridos mais de 1.200 quilômetros no total, incluindo 730 cronometrados.

Dez vezes campeão brasileiro de Rally Cross Country, Jean Azevedo ressalta a importância do Rally Jalapão para o campeonato. “É uma prova com duração de três dias, com muita areia e navegação em uma região que também passaremos no Rally dos Sertões, nossa principal competição do ano. Nas últimas edições, a gente saiu de Palmas e agora será ao contrário, o que trará novos desafios”, conta o paulista de 45 anos. Ele disputa a categoria Super Production com a Honda CRF 450RX.

Líder da classificação geral das motos e da Super Production no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, Gregorio Caselani confessa que o Rally Jalapão não é uma das suas provas favoritas. “Mesmo sendo uma etapa que não gosto muito por causa do piso de areia, temos que encarar. São três dias de competição que valem pontos essenciais para a temporada”, explica o gaúcho de Caxias do Sul.

Em ritmo intenso, Tunico Maciel competiu no último fim de semana pelo Brasileiro de Enduro de Regularidade. O atual campeão do Rally dos Sertões está pronto para mais um desafio. “Andar no Jalapão é muito bom, além de ser um verdadeiro rali, com especiais longas e terreno arenoso, que exigem bastante do piloto e da moto. A organização do evento promete um roteiro 90% inédito e estou bastante animado para acelerar”, destaca o mineiro, representante da equipe na categoria Production Aberta, também com a motocicleta Honda CRF 450RX.

Bissinho Zavatti, referência na modalidade quando o assunto é a categoria Rally Brasil, destinada às motos de fabricação nacional, também está motivado para esta edição do Rally Jalapão. “A região lá é impressionante, muito dura e difícil. Depois do Rally RN 1500, fizemos uma revisão na Honda CRF 250F e tenho certeza de que a moto irá surpreender mais uma vez”, afirma o piloto de Monte Alto (SP).

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por ASW, Michelin, DID, Seguros Honda e Óleo Genuíno Honda.

Programação do 5º Rally Jalapão*
Área de box - Praça dos Três Poderes - Avenida JK – s/n ou Avenida Octogonal 311- Jardim Imperial - Luís Eduardo Magalhães (BA)

Quarta-feira (5/6) - Luís Eduardo Magalhães (BA)
Local - Praça dos Três Poderes
13h às 19h - Secretaria de prova
13h30 às 19h - Vistoria técnica para motos, quadriciclos e UTVs

Quinta-feira (6/6) - Luís Eduardo Magalhães (BA)
Local - Praça dos Três Poderes
9h - Briefing
13h - Prólogo
18h - Parque fechado
20h - Largada promocional

Sexta-feira (7/6) - 1º dia
Luís Eduardo Magalhães (BA) / Dianópolis (TO)
8h - Largada 1ª moto no parque de apoio
9h50 - Largada 1ª moto na especial
13h30 - Chegada 1ª moto em Dianópolis (TO)
20h - Briefing em Dianópolis (TO)

Deslocamento iniciaI - 87,91 km
Trecho especial (cronometrado) - 161,20 km
Deslocamento final - 4,82 km
Total do dia - 254 km

Sábado (8/6) - 2º dia
Dianópolis (TO) / São Félix do Tocantins (TO)
6h - Largada 1ª moto no parque de apoio
8h30 - Largada 1ª moto na especial
13h30 - Chegada 1ª moto em São Félix do Tocantins (TO)
20h - Briefing em São Félix do Tocantins (TO)

Deslocamento inicial - 124,67 km
Trecho especial (cronometrado) - 288,10 km
Deslocamento final - 46 km
Total do dia - 459 km

Domingo (9/6) - 3º dia
São Félix do Tocantins (TO) / Luís Eduardo Magalhães (BA)
7h - Largada 1ª moto no parque de apoio
7h30 - Largada 1ª moto na especial
15h30 - Chegada 1ª moto em Luís Eduardo Magalhães (BA)
21h - Premiação

Deslocamento inicial - 22,31 km
Trecho especial (cronometrado) - 280,47 km
Deslocamento final - 213,14 km
Total do dia - 516 km

Total do percurso - 1.229 km
Total dos trechos cronometrados - 730 km.

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Ângela Monteiro e foto de Doni Castilho.

A 31ª edição do Polenta Off Road, realizada neste sábado (1) e domingo (2) em Venda Nova do Imigrante (ES), coroou mais uma vez o trabalho sério da equipe Yamaha O2BH Racing em prol do desenvolvimento do motociclismo no Brasil.

Tanto o piloto da casa Jomar Grecco, quanto o mineiro Fabinho Amaral fizeram bonito e venceram pela segunda vez consecutiva mais uma etapa do Campeonato Brasileiro de Regularidade, na categoria principal (Máster) e na Brasil respectivamente.

Grecco guiou a Yamaha WR 450F e Amaral a TTR 230 em uma prova difícil e que tradicionalmente acontece anualmente em solo capixaba. A competição se divide em quatro etapas, Jomar venceu três e Fabinho obteve êxito em todas.

Essa foi a nona vitória de Jomar no Polenta Off Road. Diferente dos anos anteriores a competição este ano foi com terreno seco. "A organização esteve impecável, tanto nas trilha, quanto roteiro e marcações, tudo muito bem feito, os pilotos de fora gostaram bastante, estão todos de parabéns", disse Grecco logo após a prova.

Fabinho também frisou o belo trabalho realizado pelos organizadores e ainda comentou a importância de escolher os pneus certo. "O primeiro dia foi mais tranquilo, muita trilha, organização top. Já no segundo foi mais difícil, o terreno estava muito liso e a escolha do pneu Trackmaster da Kenda foi fundamental", revelou o piloto, que destacou também a importância do escapamento Foco Racing, que lhe garante mais potência em sua moto.

Jomar e Fabinho transportam seus materiais de corrida nas malas de equipamento Ogio, utilizam os óculos Dragon, botas Gaerne e o conjunto calça, camisa e luvas ASW, além de brace MrPró na proteção dos joelhos.

Nas motos da equipe, além dos lubrificantes Motul, as suspensões são preparadas pela W-Tech Brasil, as coroas fabricadas pela Durag, os escapamentos Foco Racing, guidãos Protaper, BR Parts componentes e correntes DID. Os plásticos e protetores de mão são da Circuit com gráficos Alex Design.

A concessionária O2BH Yamaha é responsável pela gestão da equipe. Pertence a Grupo Orange que apoia mais de 20 atletas brasileiros em modalidades esportivas on e off road.

Por Leo Tavares direto da redação com a colaboração de Flávio Bergman e com foto de Janjão Santiago.

O final de semana em Minas Gerais foi agitado com a tríplice prova do Brasileiro de Trial, Super e Hard Enduro que rolou nos dias 01 e 02/06 na Capital Mineira e em Caeté aos pés da imponente Serra da Piedade.

Sábado de céu de brigadeiro, aviões, helicópteros e motos na pista. Assim foi a etapa do Brasileiro de Trial e Super enduro realizado no Aeroporto Carlos Prates na Capital Mineira. A pista da prova foi montada ao lado da de decolagem dos aviões e atraiu pilotos de todos os cantos do país, em busca de levantar novo vôos.

Logo pela manhã, os habilidosos pilotos de Trial entraram no circuito para realizarem manobras incríveis e de desafiar a gravidade e logo na sequência, entram em cena os competidores do Super Enduro que levantaram poeira com seus saltos pelas pistas repleta de obstáculos como enormes pneus, caçambas entre outros.

E a prova do Super Enduro, também serviu de Prólogo para definir a largada da Etapa de Domingo em Caeté/MG do Brasileiro de Hard Enduro.

Para o público presente, foi um sábado de muita ação que contou com amplo estacionamento, segurança, banheiro e até uma praça de alimentação montado com os food Trucks para todos os gostos e bolsos, atraindo mais de 1500 pessoas ao espaço dedicado ao esporte das duas rodas.

E o domingo a festa continuou, só que desta vez o desafio seria enfrentar as temidas trilhas da região de Caeté/MG, um dos berços do off road nacional. O local escolhido não podia ser melhor, o tradicional Restaurante Alpenrose abriu seus portões para receber os pilotos de todo o Brasil.

Motores ligados e muita trilha casca grossa pela frente. A organização arquitetou um trajeto ímpar, passando por intermináveis plantações de eucaliptos, trechos de matas fechadas repletos de pedras, lama e limo, enormes paredões morro acima e muita, muita ação durante quase 06 horas de prova.

Para muitos competidores, esta foi uma das mais técnicas etapas enfrentadas no ano, exigindo preparo físico e muita concentração na navegação. Sem dúvida, Minas Gerais demonstrou novamente a sua aptidão pelo esporte fora de estrada atraindo pilotos de todos os cantos do país em busca de aventura.

O resultado desta aventura, você pode conferir abaixo:

Resultado de Trial e Super Enduro/Sábado/BH:

Trial Super:
1º Guilherme Magno
2º Thiago Vermelho
3º Igor Azevedo

Trial Avançado:
1º Leonardo Martins
2º Caio Santos
3º Vinícius Pan

Trial Novato:
1º Marcelo Vieira
2º Rodrigo Perez
3º Vicente Benedicts

Super Enduro Nacional:
1º Pedro Brito
2º Marcelo Ernesto
3º Estevão Alves

Super Enduro Iron:
1º Leonardo Brandão
2º Jirios Abboud
3º Luan Nery Marques

Super Enduro Bronze:
1º Eduardo Furtado
2º Sidney Elias
3º Vitor Souza

Super Enduro Silver:
1º Washington Silva
2º Guilherme Oliveira
3º Lucas Rocha

Super Enduro Gold:
1º Ronald Santi
2º Ripi Galileu
3º Guilherme Araujo Carvalho

Categoria Trial:
1º Thiago Vermelho
2º Wladimir Jasinski
3º Caio Santos

Resultado Hard Enduro/Domingo/Caeté:

Categoria Gold:
1º Ripi Galileu
2º Igor Azevedo
3º Gustavo Vasconcelos

Categoria Silver:
1º Wagner Campos
2º Washington Silva
3º Leonardo Preato de Luca

Categoria Bronze:
1º Vitor Souza
2º Sidney Elias
3º Rodrigo Ferreira Maia

Categoria Nacional:
1º Messias de Souza da Cruz
2º Marcelo Ernesto
3º Gilson Henrique Costa Silva

Categoria Iron:
1º Leonardo Brandão
2º Jirios Abboud
3º Caio Bach

Por Leo Tavares direto das trilhas de Caeté e do Aeroporto Carlos Prates.

Fotos: Leo Tavares e Allan Teodoro.