Em uma ótima participação, Rossi e Viñales compoem o primeiro pódio juntos na temporada 2018.No Grande Prêmio da Alemanha de MotoGP deu Yamaha em dobro no pódio, com os pilotos da Equipe Movistar Yamaha MotoGP Valentino Rossi e Maverick Viñales conquistando o segundo e terceiro lugares respectivamente em Sachsenring.

Rossi teve um excelente início de prova. Ele largou em sexto e logo após a primeira curva já ocupava o quarto lugar. Desde o início da corrida Rossi se manteve perto dos ponteiros, colocando pressão contínua em Danilo Petrucci, que não resistiu e cedeu o terceiro lugar no início da 9ª volta.

Com uma margem de menos de um segundo para Jorge Lorenzo e Marc Marquez, o nove vezes Campeão do Mundo usou toda sua experiência e também a potência de sua Yamaha M1 para fazer mais uma ultrapagem, dessa vez sobre Jorge Lorenzo, que apesar de esboçar o contra ataque sobre o piloto da Yamaha, não teve sucesso.

Apesar de bem sucedida a ultrapassagem sobre Lorenzo, a disputa custou caro a Rossi, que não tevo tempo para brigar pela liderança, terminando assim a corrida em segundo, a 2.196s do primeiro.

Para Maverick Viñales as disputas no circuito de Sachsenring foram mais difícieis, mas todo seu esforço foi recompensado no final. O jovem piloto perdeu algumas posições e chegou a ocupar a oitava colocação, contudo, munido de garra e talento, Viñales encontrou um ótimo ritmo na segunda metade da prova. Um a um, Vinãles foi ultrapando seus oponentes e recuperando posições até cruzar a linha de chegada na terceira colocação, logo atrás de Valentino Rossi.

Com o segundo lugar conquistado na Alemanha, Rossi se mantém na segunda posição do campeonato, com 119 pontos, 10 pontos à frente do companheiro de equipe Viñales, que permanece na terceira posição.

A Yamaha subiu para o segundo lugar no Campeonato de Construtores, com uma margem de 40 pontos para o primeiro, enquanto a equipe Movistar Yamaha MotoGP permanece na primeira posição na classificação entre as equipes, agora com uma diferença de 14 pontos para a segunda colocada.

Após o GP da Alemanha, o MotoGP vai fazer uma pequena pausa. A equipe Movistar Yamaha MotoGP regressará em três semanas, no Monster Energy Grande Prêmio da República Checa, a ser disputada no entre 3 e 5 de Agosto no Autodromo de Brno.

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Yamaha Racing

A equipe técnica do Enduro da Independência finalizou o levantamento do percurso da prova de 2018. Foram 10 dias e 650 quilômetros rodando pelas melhores trilhas da região das montanhas da Mantiqueira e enfrentando aquele um friozinho.

“Os pilotos vão encontrar pelo caminho, muitas trilhas entre matas fechadas, passagens por pastos, estradas abandonadas e, é claro, enfrentarão o frio típico da região. Passamos por 10 municípios para ligar a prova saindo de Lavras, passando por Lambari até chegar em Itajubá, final da prova. Os neutros serão de fácil acesso para as equipes de apoio dos pilotos e a prova será dívida em duas partes técnicas bem distintas. Nos dois primeiros dias, os pilotos vão enfrentar um terreno firme e, nos dois últimos, um piso liso e bem úmido” comentou Lúcio Ribeiro, responsável pelo equipe técnica do levantamento da prova 2018.

Até o momento, o trajeto levantando está assim:

Primeiro Dia – 150KMs

Segundo Dia – 200kms

Terceiro Dia – 150Kms

Quarto Dia – 150Kms

Resumo da prova:

04/09

Entrega de Material e Largada Promocional em Lavras/MG

05/09

Lavras/MG a Lavras/MG

06/09

Lavras/MG a Lambari/MG

07/09

Lambari/MG a Itajubá/MG

08/09

Itajubá/MG a Itajubá/MG

O Enduro da Independência 2018 conta com o patrocínio e apoio da Honda do Brasil, Yamaha do Brasil, O2BH Yamaha, ASW Racing, Rinaldi Pneus, Cervejaria Backer, Menta Motos, BMP Especial Parts, Tecar Jepp, Água Mineral Ingá, Microcity, Prefeitura Municipal de Lavras, Prefeitura de Lambari e Prefeitura Municipal de Itajubá.

Colaboração e foto: EI2018/Leo Tavares/CF