Após quarto triunfo consecutivo, piloto da equipe Honda Racing soma mais que o dobro de pontos do rival mais próximo Júlio Ferreira segue imbatível na Copa EFX Brasil 2018. Neste domingo (29), em Bueno Brandão (MG), o piloto Honda Racing conquistou a quarta vitória consecutiva na competição e manteve a invencibilidade na Geral e na categoria Elite.

A cidade mineira estreou no calendário da competição com um evento muito elogiado pelos competidores. Foram três especiais cronometradas no entorno do Campo de Aviação, local que serviu de base para as equipes e de onde o público pôde acompanhar boa parte das quatro voltas, cada uma com cerca de 30 quilômetros de trilhas.

Cada vez mais próximo do título, Júlio Ferreira quer manter o mesmo ritmo na reta final do campeonato com a sua Honda CRF 450RX. "Estou muito feliz com essas quatro vitórias seguidas na Copa EFX e vou trabalhar bastante para que venha um campeonato perfeito. Seria muito bom ser campeão invicto na Elite e na Geral", projetou o mineiro que aprovou a primeira prova da temporada em Minas Gerais. "Minha avaliação sobre o evento em Bueno Brandão é muito positiva. Foram três especiais bem distintas. Uma bem aberta, outra bem fechada e um Cross Teste muito bacana para o público acompanhar. O campeonato vem evoluindo e espero que a prova permaneça no calendário, só tem a agregar", elogiou o líder da competição que completou a prova com o tempo de 56 minutos e 16 segundos.  

Com o segundo lugar na etapa, Vinícius Lopes, o Musa, assumiu também a vice-liderança da categoria Elite no campeonato. "A prova foi muito boa. No geral gostei do meu rendimento, apesar de algumas quedas. Tenho que melhorar na parte física ainda para conseguir atacar o dia todo por igual. Estou voltando ao ritmo que eu estava antes, conseguindo brigar pelo melhor tempo nas especiais. Agora é me preparar para as próximas", comentou o piloto da KTM Sacramento que, por conta de uma lesão, esteve ausente das duas primeiras etapas.

Nascido em Bueno Brandão, Nielsen Bueno, um dos ícones do enduro brasileiro, completou o pódio no terceiro lugar. Depois de duas temporadas invicto na classe Over 35, o veterano de 42 anos - que já foi campeão da categoria principal - voltou à Elite em 2018 competindo pela equipe Power Husky.

Outro representante da cidade que fez bonito foi Renan Bueno, que é primo de Nielsen. O atleta bueno-brandense venceu a categoria E4 e assumiu a liderança do campeonato. "Foi uma bela prova, com bastante público prestigiando. Tivemos três especiais, duas mais abertas e uma de mata fechada, bem travada, que não permitia erros. Estava bem motivado por ser uma etapa em casa", destacou Renan. "Consegui andar bem, sem cometer muitos erros, e o resultado veio. Agora é continuar, pois ainda temos duas etapas para o fim do campeonato", disse o piloto patrocinado pela IMS Racing. 

Na E1, Nicolás Rodriguez manteve a boa fase com mais uma vitória e ainda completou a dobradinha da Honda Racing com o segundo lugar na Geral. O carioca, que acelera uma CRF 250R, permanece invicto na temporada e fechou a corrida em 58 minutos e 15 segundos. Vitor Menino terminou na segunda posição e Luiz Fernando Martins na terceira.

Na categoria Feminina, Janaína Souza faturou o primeiro lugar seguida por Tainá Aguiar e Patrícia Campos. "A etapa de Bueno Brandão foi bem bacana, especiais com nível técnico bem alto, todos os pilotos puderam se testar. Eu procurei manter um ritmo mais constante, mais conservador nesta reta final de campeonato", explicou Jana que busca o sexto título de campeã na competição.  

A Over 35 consagrou o quarto vencedor diferente na temporada. Desta vez, Claudiney Couto foi o mais rápido. "O dia foi sensacional, consegui andar redondo, foi uma prova muito bem feita, com um descolocamento muito gostoso, técnico, com bastante pedra. Me acertei nas especiais, coloquei pneus novos que funcionaram bem e consegui vencer os companheiros da categoria que andam muito parelhos. Estou feliz com o resultado aqui em Minas", avaliou. Com o segundo lugar, Luciano de Menezes manteve a liderança na classificação geral seguido por Felipe Lima, terceiro colocado na etapa. 

Na disputa por equipes, a Honda Motofield BMP Team, representada pelos pilotos Vítor Menino, Fernando Pereira e Yan Proque, se destacou conquistando a segunda vitória consecutiva. A Enduro MX, com Renan Bueno, Felipe Lima e Rodolfo Ripamonti, garantiu a segunda colocação, enquanto a Impact Motos Racing, com Ravi Lopes, Douglas Kawabe e Vinícius Aguilar, fechou a disputa na terceira posição.

Nas demais categorias, os vencedores da etapa foram: Íthalo Nogueira (E2), Flavio Yatsugafu (E3), Fábio Bizarria (Over 45), José Antonio Ramos Cadima (Over 50), Leo Kauffmann (E5), Ewerson Araújo (E6), Fernando Pereira (E8), Josmar Silva (Trilheiros Importada) e Roberlei de Pádua (Trilheiros Nacional).     

Para o organizador Fábio Simões, o Fabião do Adrenatrilha Trail Club, o evento não poderia ter sido melhor. "Foi nossa primeira vez em Bueno Brandão e fomos muito bem acolhidos. A recepção da Prefeitura Municipal, do COMTUR e da população foi excelente e nos faz ter vontade de voltar no próximo ano. Temos que agradecer o empenho de todos e celebrar o sucesso do evento", destacou.   

A quarta etapa da temporada será disputada no dia 23 de setembro. O local do evento será revelado em breve pela organização. A Copa EFX Brasil 2018 é realizada pelo Adrenatrilha Trail Club com o patrocínio da Honda, co-patrocínio da IMS e apoio da Motofield, Sig Visual, Tech Ride, Edgers, CrossFit Saúde, Jeri Adventure Ride, Art Video, Colorart, MR Pro, Gat Logística, Pró Moto, MR Segurança Eletrônica, Art Pedras Mármores e Granitos, Circuito Serras Verdes, Prefeitura Municipal de Bueno Brandão e COMTUR.

Resultados

Elite    
1. 1 Julio César Ferreira Eliziário, 0:56:16,03
2. 3 Vinicius Luis Lopes Da Silva, 0:58:03,09
3. 4 Nielsen Bueno, 1:00:08,01
nc 2 Bruno Batista Martins, 7:14:33,08

Enduro 1    
1. 5 Nicolas Rodriguez Rodriguez, 0:58:15,06
2. 6 Vitor Martins Menino, 0:59:59,05
3. 9 Luiz Fernando Urtado Martins, 1:04:56,02
nc 7 Guilherme Bueno Da Silva, 7:15:43,01

Enduro 2    
1. 11 Ithalo Nogueira, 1:02:02,08
2. 10 Rodolfo Ripamonti, 1:06:50,10
3. 12 Douglas Kawabe, 1:06:53,04

Enduro 3    
1. 13 Flavio Yatsugafu, 1:11:23,03
2. 15 Bruno Russo, 1:13:25,05
3. 16 Marcelo Lanhoso De Lima, 1:27:31,10
4. 14 Eduardo Lanhoso De Lima, 4:05:09,08

Enduro 4    
1. 18 Renan Bueno Da Silva Filho, 1:00:59,07
2. 21 Ravi Rodrigues Lopes, 1:04:15,04
3. 19 Yan Bueno Proque, 1:06:07,00
4. 22 Jailom Silva Riciati, 1:07:07,09
5. 23 Denis Gabriel Ribeiro, 1:08:45,10

Over 35    
1. 30 Claudiney Da Silva Couto, 1:03:16,04
2. 26 Luciano De Menezes, 1:03:34,06
3. 27 Felipe Lima, 1:05:40,03
4. 28 David Roberto Carrilho, 1:09:35,00
5. 29 Rosemberto Vicente, 1:17:11,09

Over 45    
1. 33 Fabio Bizarria, 1:04:31,03
2. 35 Evandro Bozetti, 1:08:24,01
3. 37 Agnaldo Ferreira Barreto, 2:56:04,01
nc 36 Deivi Sarti Domene, 6:01:22,07
nc 34 Clodoaldo Shoji Uemura, 6:45:00,03

Over 50    
1. 38 Butu José Antonio Ramos Cadima, 1:09:59,06
2. 41 Manuel C. Madruga De Simas, 1:10:34,05
3. 40 Jefferson Colantonio, 1:12:53,03
4. 39 Valvissir Antonio De Aguilar, 1:16:17,10
5. 43 Waldir Bertolucci Estevam, 4:15:09,04

Enduro 5    
1. 44 Leo Kauffmann, 1:07:19,05
2. 45 Vinicius Lopes Aguilar, 1:09:03,06
3. 47 Thales Uemura, 1:13:25,06
4. 46 Thyago Barletta Azevedo, 1:15:04,08
5. 48 Evandro Lopes Amorim, 1:20:44,00

Enduro 6    
1. 52 Ewerson Lorenzi Araujo, 1:08:54,04
2. 53 Renato Uemura, 1:11:20,04
3. 54 Fabricio Souza, 1:12:19,09
nc 55 Caio Aschermann, 5:44:23,04

Enduro 8    
1. 57 Fernando Alberto Pereira, 1:00:46,02
2. 56 Otávio Oliveira Dias Cardoso, 1:05:45,10
3. 58 Pedro Motta, 1:07:53,09
4. 59 Murilo Silveira Rodrigues, 1:11:25,10
5. 60 Andre Ricardo Costa Lima, 1:13:01,01

Feminina    
1. 66 Janaina Souza, 1:13:38,04
2. 67 Tainá Aguiar, 1:19:37,04
3. 69 Patricia De Andrade Campos, 2:42:40,07
4. 68 Aline Gorgulho, 3:00:32,10
5. 72 Simone Domene De Campos, 4:26:46,09

Trilheiros Import    
1. 78 Josmar Vicente Da Silva, 1:14:46,04
2. 79 Joilson Vicente Da Silva, 1:18:39,08
3. 82 Daniel Fernandes Pereira, 1:18:42,01
4. 77 Bruno Massa, 1:20:13,09
5. 74 Marcel Brene, 1:20:24,05

Trilheiros Nac    
1. 89 Roberlei Mota De Pádua, 1:11:54,07
2. 86 Rodrigo Netto Alves Lima, 1:13:30,07
3. 85 Phellipe De Oliveira Marcon, 1:14:35,04
4. 88 Alexandre Avelino Dos Santos, 1:20:23,06
5. 92 Mateus Vieira Serafim, 1:25:45,01

Resultado por Equipes

1. Honda Motofield BMP Team 3:06:52,06
6 Vitor Martins Menino
57 Fernando Alberto Pereira
19 Yan Bueno Proque

2. Enduro MX 3:13:30,09
18 Renan Bueno da Silva Filho
27 Felipe Lima
10 Rodolfo Ripamonti

3. Impact Motos Racing 3:20:12,04
21 Ravi Rodrigues Lopes
12 Douglas Kawabe
45 Vinicius Lopes Aguilar

4. Foca Motos 3:23:26,08
11 Ithalo Nogueira
56 Otávio Oliveira Dias Cardoso
62 Valter Pimenta

5. Box 33 3:33:02,03
9 Luiz Fernando Urtado Martins
86 Rodrigo Netto Alves Lima
85 Phellipe de Oliveira Marcon

Colaboração e foto: Publix/Maurício Arruda

Mesmo diante de problemas que antecederam a corrida e tiraram de ação um dos pilotos da Equipe, Yamaha vence de forma histórica.  Em um esforço heróico, a equipe oficial de Endurunce da Yamaha conquistou a pela quarta vez seguida o lugar mais alto no pódio de uma das corridas de moto mais emblemáticas, tradicionais e difícieis do mundo, a 8 Horas de Suzuka, que é disputada no Circuito de Suzuka no Japão desde 1978.

Considerada um verdadeiro teste de resistência para motos e pilotos, a corrida de 8 horas de Suzuka se destaca pelas disputas dentro e fora da pista. Isso porque para vencê-la, além do desempenho dos pilotos, é fundamental o trabalho das equipes, sobretudo a agilidade dos mecânicos em abastecerem e trocarem os pneus das motos e, em muitos casos, recuperá-las em pouquíssimo tempo após sofrerem quedas.

Para a Yamaha, a vitória em Suzuka teve uma sabor especial. Além da relevância de vencer a 41ª edição desta importante competição, o modelo utilizado para vencê-la, a icônica YZF R1, completa 20 anos de seu lançamento.

A CORRIDA – As fortes emoções da lendária competição começaram para Equipe Yamaha antes mesmo da largada. Após um grande acidente durante os treinos, foi decidido que o membro principal da equipe e herói local, Katsuyuki Nakasuga, não correria em função de uma lesão no ombro. Sendo assim, Van der Mark foi o escolhido para ser o piloto a largar e encarar um início de corrida difícil, com a mudança repentina do clima que trouxe condições de pista molhada.

Calmo, o holandês não errou, largando na quinta posição e assumindo a liderança da corrida antes de passar a moto ao companheiro de equipe, o britânico Alex Lowes, que mesmo sofrendo ataques, foi capaz de manter a a Yamaha R1 na ponta da prova.

Além das disputas, Lowes e Van der Mark também se depararam com muitos outros fatores que toranaram a vitória ainda mais memorável, como várias intervenções Safety Car em função de acidentes, e também muita chuva, sol e derrames de óleo e combustível na pista.
 
Volta a volta, o que se viu foi uma batalha campal entre a Yamaha Factory Racing e a rival Kawasaki – com menos de um segundo de diferença entre as motos –, que seguiu por dezenas de voltas e enlouqueceu o público japonês.

 Uma combinação de estratégia de equipe, intervenções de safety car e pura velocidade de corrida garantiu a Lowes e Van der Mark a vantagem sobre seus rivais com um ritmo imbatível da YZF-R1.

Lowes cruzou a linha de chegada depois de oito horas e 30 segundos de vantagem e garantiu a incrível quarta vitória consecutiva no 8 Horas de Suzuka. Ao fazer isso, ele e Van der Mark escreveram mais uma página nos livros de história da Yamaha Factory Racing e confirmaram seu status como heróis, superando vários desafios e dificuldades para chegarem ao degrau mais alto do pódio.

A combinação de dois pilotos que competem no Mundial de Superbike, a inestimável contribuição de Nakasuga durante a semana de corrida e os esforços de toda a Equipe Yamaha Factory Racing Team transformaram uma semana de surpresas de Suzuka, como chuva e até um tufão, em mais uma incrível história de sucesso da Yamaha.

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil

A ansiedade aumenta npara os pilotos do motocross. Nos dias 4 e 5 de Agosto a cidade de Extrema (MG) vai receber pelo terceiro ano consecutivo a 5ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, que também será válido pelo campeonato mineiro. As inscrições podem ser feitas a partir desta segunda-feira (23 de julho) no site da CBM. O valor promocional das inscrições vão até o dia 01 de agosto, após esta data será cobrado 50% a mais do valor..

Participam da 5ª etapa as classe elite MX, MX1, MX2, MX3, MX2JR, MXJR, MX4 e MX5 e é considerada uma etapa importante para os pilotos já que restarão apenas mais três etapas para conhecermos os campeões brasileiros de motocross.

Extrema não terá a participação do piloto  da MX2 Gustavo Pessoa, que deixou a equipe Honda anunciou recenetemente contrato com a Bike It DRT Kawasaki. O piloto que perdeu a liderança da competição na etapa de Nova Alvorada do Sul (MS), agora segue carreira em solo europeu. Com isso quem aproveita a oportunidade é Fábio Santos da Yamaha que está na ponta da tabela com seis pontos de diferença do segundo colocado, Pepê Bueno.

Muitas surpresas ainda esperam no Brasileiro de Motocross. Na categoria MX1 a disputa segue acirrada entre os primeiros colocados, Carlos Campano (Yamaha), Jetro Salazar (Honda), Paulo Alberto (IMS)  que brigam para recuperar ou manter os 3 e 4 pontos de diferença de si.

A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) vai transmitir a etapa para o mundo todo através do canal no Youtube CBMTV - Motociclismo Brasileiro. O campeonato Brasileiro de Motocross tem patrocínio de Honda, Baterias ERBS, Rinaldo Pneus, Yamaha, IMS Racing e apoio da Uniart Troféus.

 

Confira a programação:

SEXTA-FEIRA, 03/08/2018

13:30 às 18:30h  - Secretaria / Vistoria: Todas as Classes

 

SÁBADO, 04/08/2018

07:00h às 08:00h - Vistoria técnica: Todas as Classes

TREINOS LIVRES

08:30h às 09:00h - MX1 (Brasileiro / Mineiro)

09:05h às 09:35h - MX2 / MX2JR  (Brasileiro / Mineiro)

09:40h às 10:00h - MX3  (Brasileiro / Mineiro)

10:05h às 10:25h - MXJR  (Brasileiro / Mineiro)

10:30h às 10:45h - MX Intermediária (Mineiro)

10:50h às 11:05h - MX4 / MX5 (Brasileiro / Mineiro)

Manutenção de pista

TREINOS CRONOMETRADOS

12:30h às 13:00h - MX1  (Brasileiro / Mineiro)

13:05h às 13:35h - MX2 / MX2JR  (Brasileiro / Mineiro)

13:40h às 14:00h - MX3 (Brasileiro / Mineiro)

14:05h às 14:25h – MXJR  (Brasileiro / Mineiro)

14:30h às 14:45h - MX Intermediária  (Mineiro)

14:50h às 15:05h - MX4 / MX5  (Brasileiro / Mineiro)

PROVAS

15:40h - MX3 - 20 min. + 2 voltas  (Brasileiro / Mineiro)

16:10h Pódio classe: MX3 (Brasileiro / Mineiro)

 

DOMINGO, 05/08/2018

WARM-UP

08:00h às 08:20h - MX1  (Brasileiro / Mineiro)

08:25h às 08:45h - MX2 / MX2JR  (Brasileiro / Mineiro)

08:50h às 09:05h - MX Intermediária  (Mineiro)

09:10h às 09:25h - MX4 / MX5  (Brasileiro / Mineiro)

09:30h às 09:45h - MXJR  (Brasileiro / Mineiro)

PROVAS

10:10h - MX Intermediária - 15 min. + 2 voltas  (Mineiro)      

10:35h Pódio classe: MX Intermediária  (Mineiro)

Manutenção de pista

11:30h - MX2 / MX2JR - 30 min. + 2 voltas (Brasileiro / Mineiro)

12:30h - MX1 - 30 min. + 2 voltas  (Brasileiro / Mineiro)

13:30h - MX4 / MX5 - 15 min. + 2 voltas  (Brasileiro / Mineiro)      

14:10h - MXJR - 20 min. + 2 voltas  (Brasileiro / Mineiro)

14:45h - Pódio das classes: MX2JR / MXJR e MXF (Brasileiro / Mineiro)

15:10h - Elite MX, MX1 e MX2 - 30 min. + 2 voltas (Brasileiro / Mineiro)

16:00h - Pódio das classes: Elite MX, MX1 e MX2  (Brasileiro / Mineiro)

Colaboração e foto: CBM

Bárbara Neves levou o Team Rinaldi ao lugar mais alto do pódio no fim de semana, dias 28 e 29 de julho, e não foi apenas uma vez. A atleta venceu a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Cross-Country, realizada junto ao Goiano, em Anápolis, e as 6h de Cross-Country, em Araguari, no estado de Minas Gerais.

No sábado, ela ganhou a categoria Feminina do Brasileiro de ponta a ponta, seguindo firme em primeiro lugar na classificação. E no domingo, conseguiu manter o ritmo na classe Iron Man Nacional das 6h de Cross-Country, uma prova tradicional, que exigiu bastante resistência dos competidores.

“Fiquei muito feliz com meu desempenho, principalmente nas 6h de Cross-Country, onde fui a única mulher participante, vencendo não apenas a Iron Man Nacional, mas também o evento geral. Foi um desafio repleto de pedras, no qual os pneus Rinaldi SR 39 e HE 40 me ajudaram bastante”, explica.

Agora, Bárbara se prepara para o próximo desafio. Nos dias 25 e 28 de agosto, em Socorro (SP), ela encara a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Hard Enduro, competição na qual é líder da categoria Feminina. A expectativa é buscar mais uma vitória e pontos importantes na tabela.

Colaboração e foto: ID – Assessoria de Comunicação Estratégica/Danyllo Proto | MXGO.com.br

Os brasileiros Eliton Kawakami e Bruno César foram convidados para participar da quinta edição do Yamaha VR46 Master Camp. Os pilotos competem, respectivamente, nas categorias SuperSport e Yamalube R3 Cup, do SuperBike Brasil. O VR46 Master Camp é uma sessão de treinos organizada pela Yamaha em parceria com a Valentino Rossi’s VR46 Riders Academy e seleciona jovens talentos do motociclismo para aperfeiçoamento. O evento acontece entre 27 e 31 de julho, no Misano World Circuit Marco Simoncelli, autódromo italiano que fica próximo da cidade de Misano, no Mar Adriático.

Todas as motos do evento, modelo YZF-R3, estarão calçadas com pneus Pirelli DIABLO™ Supercorsa. Na dianteira, serão usadas medidas 110/70 ZR 17 com composto SC1. Na traseira, serão 140/70 ZR 17 com composto SC2. São os mesmos pneus utilizados na categoria WorldSSP300 do FIM Superbike World Championship.

Colaboração e foto: Pirreli

Com a proximidade do evento, cresce a expectativa para a quarta etapa da Copa EFX Brasil, que será disputada no próximo domingo, dia 29, em Bueno Brandão (MG). A cidade mineira, localizada na divisa com o estado de São Paulo, prepara sua estreia no calendário da competição de enduro.

A prova terá quatro voltas por um percurso de aproximadamente 30 quilômetros com três especiais cronometradas. O público poderá acompanhar a passagem das motos a partir das 9h da manhã, quando os competidores começam a largar do Campo de Aviação, na Rua Luís Coutinho da Rocha, s/n, que também será o local de concentração das equipes.

Vice-líder da categoria E4, Renan Bueno (IMS Racing) é um dos pilotos da cidade em condições de brigar pela vitória e conta com o apoio da torcida. "A estrutura montada no Campo de Aviação possibilita uma vista privilegiada da maior parte das especiais. Ter uma etapa em casa é muito empolgante e vou fazer o meu melhor para buscar um bom resultado", destacou Renan.

O atleta bueno-brandense garante que vale a pena prestigiar a corrida que integra as festividades de inverno do município. "Além das belas cachoeiras, Bueno Brandão possui excelentes trilhas com variados tipos de terreno, bastante mata fechada e trechos com pedras. A cidade é muito hospitaleira e está de braços abertos para receber as equipes, pilotos e seus familiares", completou o piloto.

Outro destaque da competição, o experiente Nielsen Bueno (Power Husky), primo de Renan, representa a cidade na categoria Elite, a principal da Copa EFX. Depois de um terceiro lugar na primeira etapa, Nielsen sofreu uma lesão e perdeu as duas rodadas seguintes, mas já está apto a acelerar novamente nas trilhas entre os pilotos de enduro mais rápidos do país.

As inscrições para a prova podem ser realizadas com desconto através dos sites www.adrenatrilha.com.br e www.megatrilha.com.br até quinta-feira, dia 26. Para mais informações entre em contato com o Adrenatrilha Trail Club através do telefone (11) 4513-5421.

Serviço

Copa EFX Brasil - 4ª etapa
Data: 29 de julho de 2018
Cidade: Bueno Brandão (MG)
Local: Campo de Aviação
Endereço: Rua Luís Coutinho da Rocha, s/n
Inscrições: antecipadas com desconto até o dia 26 de julho
Informações: (11) 4513-5421 Adrenatrilha / (11) 99956-8006 Fábio Simões (Fabião)
Transmissão ao vivo: página do Adrenatrilha Trail Club no Facebook
Sites: www.adrenatrilha.com.br e www.megatrilha.com.br

Programação*

Sábado (28/07)
6h -  Abertura do parque de eventos para montagem dos boxes;
15h - Abertura da secretaria para entrega de material;
16h - Início do show de manobras radicais da equipe Xmotos Show;
18h - Término do show de manobras radicais da equipe Xmotos Show;
18h30 - Fechamento da secretaria para entrega de material.

Domingo (29/07)
7h -  Abertura da secretaria;
7h30 - Início da vistoria técnica e entrada no parque fechado;
8h45 - Briefing técnico aos pilotos e equipes;
9h - Início das largadas com os primeiros pilotos;
10h - Fim da vistoria técnica e entrada no parque fechado;
10h - Fechamento da secretaria;
15h - Previsão da premiação aos campeões;
17h - Encerramento das atividades.

*Programação sujeita a alterações

Categorias
Elite (Força Livre) - Pilotos classificados no resultado geral do Campeonato Brasileiro e EFX Brasil.
E1 (Pró) - Motos até 150cc 2T e até 250cc 4T.
E2 (Pró) - Motos de 175cc até 250cc 2T e de 251cc até 450cc.
E3 (Pró) - Motos acima 251cc 2T e acima de 450cc 4T.
E4 (Pró) - Motos originalmente de até 28CV.
E35 (Força Livre) - Pilotos acima de 35 anos completados no ano.
E45 (Força Livre) - Pilotos acima de 45 anos completados no ano.
E50 (Força Livre) - Pilotos acima de 50 anos completados no ano.
E5 (Novato) - Motos até 150cc 2T e até 250cc 4T.
E6 (Novato) - Motos de 175cc até 250cc 2T e de 251cc até 450cc 4T.
E8 (Novato) - Motos originalmente de até 28CV.
EF (Força Livre) - Feminina.
Trilheiros Importada - Pilotos que nunca participaram de provas de enduro (motos importadas).
Trilheiros Nacional - Pilotos que nunca participaram de provas de enduro (motos nacionais).
Equipe - Soma dos três melhores tempos na geral de cada equipe.

A Copa EFX Brasil 2018 é realizada pelo Adrenatrilha Trail Club com o patrocínio da Honda, o co-patrocínio da IMS e o apoio da Motofield, Sig Visual, Tech Ride, Edgers, CrossFit Saúde, Jeri Adventure Ride, Art Video, Colorart, MR Pro, Gat Logística, Pró Moto, MR Segurança Eletrônica, Art Pedras Mármores e Granitos, Circuito Serras Verdes, Prefeitura Municipal de Bueno Brandão e Comtur. 

Colaboração e foto: Publix/Lucidio Arruda

Pilotar uma moto não é tudo igual. Cada modelo exige do piloto conhecimento e horas rodadas pelas estradas da vida. Engana quem acha que rodar em uma moto esportiva é a mesma coisa de uma big trail ou vice versa. 

Pensando nisso, o piloto e instrutor Luciano Peixoto, lançou seu novo curso para os adeptos das motos big trail. Um curso com o objetivo de garantir o prazer de pilotar com segurança. Instruções sobre o posicionamento correto de pilotagem; controle da moto em subidas e descidas; leitura de terreno; parada de emergência; frenagem; ajustes mínimos na motocicleta e muito mais! 

O cursos será ministrado no próximo 25 de agosto, no Hotel Fazenda Coronel Jacinto - Bragança Paulista/SP. O investimento é de R$ 1.200,00 pagos em até 4 parcelas no cartão, com 5% de desconto para pagamento à vista e mais 10% para os membros da Comunidade Motorrad Experience*. 

Não conhece ainda a Comunidade Motorrad Experience? Então se inscreva lá no link https://motorradexperience.com.br/…/curso-de-pilotagem-off…/ 

Faça parte desta grande e forte Comunidade Motorrad Experience e *solicite o seu cupom de bônus para os cursos e workshop. 

Para saber mais, acesse: www.motorradexperience.com.br/comunidade 

Por Leo "Corrosivo" com apoio de Luciano Peixoto.

Maiara Basso foi a destaque do Team Rinaldi na terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Velocross 2018, realizada no fim de semana, dias 21 e 22 de julho, na cidade de Dona Francisca, localizada na região central do estado. A atleta de Gentil venceu a VXF de ponta a ponta, mas segue em terceiro na classificação.

Além dela, os irmãos Lucas e Mateus também defenderam a equipe, conquistando bons resultados para a temporada. Lucas ficou em segundo lugar na VX1 e em quarto na VX2, enquanto Mateus foi o terceiro na VX1 e o segundo na VX2. Todos utilizaram os pneus Rinaldi HE40 e RS47.

Para Maiara, foi uma grande conquista. “Eu venci a abertura, mas não pude alinhar no gate da segunda rodada, pois a data coincidiu com outra competição. Então, essa vitória foi bem importante, tenho que recuperar os pontos perdidos se quiser garantir o título”, explica a atual campeã brasileira da modalidade.

O Campeonato Gaúcho de Velocross 2018 volta a reunir os melhores pilotos do estado em menos de um mês; a quarta etapa está programada para acontecer nos dias 11 e 12 de agosto, no município de Tupanciretã. A expectativa do Team Rinaldi é brigar pelos lugares mais altos do pódio.
 
Colaboração e foto: ID – Assessoria de Comunicação Estratégica

A polivalência e robustez da Yamaha TT-R 230 é inegável, e a cada competição ela prova isso. Além da vitória esmagadora no Enduro de Regularidade, no mesmo fim de semana o modelo conquistou mais um feito. Rodrigo Khezam e sua TT-R 230 venceram a etapa 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, realizado na cidade de Lençóis Paulista.

Foram 224 km de prova disputados em dois dias, sendo a maior parte do trajeto, por entre plantações de eucalipto. As altas velocidades marcaram a etapa.

Além de vencer a prova na categoria Nacional, Khezam conseguiu um incrível 2º lugar na Geral, disputada por todas as motos, incluindo modelos especiais de alta cilindrada.

Com três vitórias e um segundo lugar, Rodrigo disparou na liderança do campeonato na categoria Nacional e segue na vice-liderança na Geral. 

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Donizetti Castilho

 

Além da conquista de Fábio Coelho, vencendo todas as etapas na Categoria Brasil do Brasileiro de Regularidade, Jomar Grecco é tricampeão e na Master competindo com as WR 250 e WR 450. 
 O Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade 2018 chegou ao fim e da melhor forma, com a Yamaha no pódio. Fábio Coelho Amaral conquistou o título na Categoria Brasil, competindo com uma TT-R 230, e Jomar Grecco sagrou-se Tricampeão Brasileiro de Enduro na Categoria Master com as WR 250 e WR 450.

Depois de passar por Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo e Santa Catarina, os pilotos voltaram novamente ao estado do Espirito Santo, mais precisamente na cidade de Viana/ES, para o desafio final. Nesta última etapa, disputada entre os dias 20 e 21 de julho, foram quase quatrocentos quilômetros de muitas trilhas para definir os campeões brasileiros da temporada.

Logo em sua primeira vez disputando uma temporada por inteiro do Campeonato Brasileiro de Enduro, o mineiro Fábio Coelho Amaral foi destaque na competição. Com uma Yamaha TT-R 230, disputou a Categoria Brasil – destinada às motocicletas nacionais – e venceu todas as provas que disputou. Assim, conquistou o título de forma invicta, subindo no mais alto degrau do pódio em todas suas participações no ano.

“Foi incrível poder participar pela primeira vez de toda a temporada do Campeonato Brasileiro. Tive que encarar com minha TT-R 230 trilhas bem diversificadas, de diferentes estilos. Desde as trilhas lisas no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, passando pelas pedras de Minas Gerais e finalizando com as matas fechadas e serras capixabas, a moto se portou muito bem e assim conseguimos liderar todo o campeonato, desde a primeira prova. Finalizar com o título de Campeão Brasileiro é gratificante, tenho que agradecer demais a minha equipe, patrocinadores e todos que acreditaram e torceram por mim. Esse título não é meu, é de todos nós”, comemorou o novo Campeão Brasileiro de Enduro invicto da Categoria Brasil.

 Iniciando o ano em plena recuperação de uma lesão que exigiu inclusive uma cirurgia, o capixaba Jomar Grecco começou de forma moderada a temporada, crescendo ao longo do campeonato. A coroação de tanto esforço veio com mais uma vitória, a terceira consecutiva do piloto da Yamaha. Das seis provas disputadas no ano, o piloto venceu as três últimas para arrematar mais um troféu de Campeão Brasileiro, o terceiro de Jomar na categoria Master.

“Essa conquista teve um sabor especial. Comecei a temporada lesionado e foi bem difícil superar as dificuldades. O campeonato todo foi muito disputado e à medida que me recuperei, consegui imprimir um ritmo melhor. O título só veio no último dia de prova do campeonato. Como o regulamento não permitia o descarte da última prova, estava totalmente aberto. Mas no final deu tudo certo e foi bom demais poder conquistar mais um título, principalmente pelo fato de ter sido no meu estado e perto da minha família e amigos”, comemorou o novo Tricampeão Brasileiro de Enduro na Categoria Master. 

Apesar da conquista dos títulos nacionais, os pilotos da Yamaha O2BH Racing não têm muito tempo para comemorar.  Ambos participarão de importantes provas como Ibitipoca Off-Road e o Enduro da Independência, onde Jomar tentará o pentacampeonato, e Fábio o Bicampeonato. 

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Janjão Santiago