A capital goiana ficou em festa no último final de semana (08/07) com a 2ª etapa do Brasileiro de Motovelocidade e abertura do campeonato estadual da modalidade. O público marcou presença em peso no Autódromo de Goiânia, ao todo 7 mil pessoas acompanharam de perto a alta velocidade das máquinas. O evento teve ainda o prestígio de cerca de mil motos de motoclubes, sendo mais de 30 motos entrarar na pista para um show de estilo. 

Na categoria Superbike, o mais veloz do dia foi Danilo Lewis. O paulista, que tem histórico vitorioso em Goiânia, precisou superar uma falha mecânica para garantir o pódio. “Fiquei nervoso porque na volta de apresentação meu quick shifter quebrou. Sem esse dispositivo, que não precisa tirar a mão do acelerador para trocar a marcha, precisei forçar a mão e isso cansa muito, ainda mais que quebrei dois dedos recentemente. Apesar disso, me mantive na liderança e estou satisfeito com o desempenho”, contou Danilo.
 
O grande destaque do dia foi a premiação da categoria 300cc Light, que contou com três novatos mirins. Caíque Lanna, de 13 anos, foi o campeão. O segundo e terceiro lugares ficaram com João Pedro e Raquel Nogueira, ambos de 11 anos. Natural de Brasília, Caíque celebrou a conquista com entusiasmo, já que foi a primeira vez correndo em Goiânia. “Estou muito feliz, porque consegui me manter entre os primeiros. Essa corrida foi importante para pegar ritmo”, disse.
 
O pequeno campeão minimizou o fato de disputar a prova com adultos. “Acho que a questão da idade não faz diferença na hora da corrida”, comentou o adolescente, que anda de moto desde os cinco anos de idade. Na verdade, Caíque afirmou que ganha até certa vantagem em relação aos adversários, já que o fato de ser mais leve o permite alcançar maior velocidade.  
 
Na mesma bateria em que Caíque competiu estava Josué Ferreira, o Buchecha. Policial militar reserva, o veterano de 54 anos venceu a categoria 300cc Master e ampliou um histórico positivo que já dura algumas temporadas. Com essa vitória o goiano chegou a 19 triunfos consecutivos. De quebra, ainda aumentou vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro de sua categoria. “Olhando o retrospecto parece fácil, mas a gente vem fazendo um trabalho muito sério e lutando para estar entre os primeiros”, comentou Buchecha.
 
Avaliação positiva
A animação do público, a estrutura do autódromo e a organização do evento impressionaram o presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), Firmo Alves. “Fiquei muito satisfeito com essa etapa. Goiânia já foi berço do Mundial MotoGP, que é o maior evento de motocicleta do mundo, e já foi palco de outros grandes eventos. Todo esse histórico e tradição credenciam Goiânia para receber outras etapas do Campeonato Brasileiro”, disse.

Já o presidente da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás (FMG), Roberto Boettcher, destacou que a qualidade técnica dos pilotos está aumentando a cada ano. “Não tivemos nenhum imprevisto, e isso prova que as corridas estão fluindo bem. Também devo destacar que tivemos a oportunidade de acompanhar nesse domingo o futuro do esporte sobre duas rodas. As crianças e adolescentes credenciados para a competição deram um verdadeiro show nas pistas”.

O calendário oficial do Goiás Superbike e do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade prevê mais uma etapa conjunta no Autódromo de Goiânia. O evento será realizado nos dias 8 e 9 de setembro. Na ocasião, serão disputadas a 2ª etapa do campeonato goiano e a 3ª da competição nacional.

Confira os primeiros colocados de cada categoria disputada neste domingo:

Superbike
1º Danilo Lewis
2º Ian Lucas
3º Gabriel Zampollo

SBK Light
1º Vigmar Cardoso
2º Elvis Preslei
3º Pedro Henrique Costa
 
SBK Master
1º Jirios Abboud
2º Nestore Guarino
3º Fernando Tavares
 
Super Sport 600cc
1º Michel Velludo
2º Kioman Munoz
3º Antônio Carlos Franzen

Sport 300cc
1º Bruno César
2º Rafael Rosa
3º Rafael Rosa

300cc Light
1º Caíque Lanna
2º João Pedro Pires
3º Raquel Amanda Nogueira

300cc Master
1º Josué Buchecha
2º Waldemir Gustavo
3º José de Barros
 
Sport 150cc
1º Wesley dos Reis
2º Ricardo do Amaral
3º Ewalber Santos

Colaboração e foto: CBM

 

 

Goiânia está inserida duas vezes na rota da principal competição sobre duas rodas do país. Neste domingo (8/7), a capital goiana receberá a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O evento contará com pilotos de ponta para corridas que podem ultrapassar a marca dos 300km/h. A outra etapa nacional em Goiânia será a 4ª do calendário e está prevista para 9 de setembro.

Os goianos têm motivos de sobra para marcar presença no Autódromo de Goiânia durante o fim de semana. Isso porque podem ajudar a fortalecer a torcida por um dos líderes do Brasileiro de Motovelocidade, que é o goiano Josué Araújo, o Buchecha. O piloto é 1º colocado da categoria 300cc Sport Master, sua especialidade há anos. Buchecha, inclusive, é o atual campeão da categoria pelo campeonato goiano de motovelocidade.

Além de Buchecha, grandes nomes do esporte sobre duas rodas já estão confirmados e devem desembarcar na capital nos próximos dias. Entre eles estão os atuais líderes Danilo Lewis (SBK Pro), Jirios Abboud (SBK Master), Michel Velludo (600cc) e Bruno César (Sport 300cc).

Goiás Superbike
O dia 8 de julho também reserva grandes emoções porque, mais que receber o Brasileiro de Motovelocidade, o Autódromo de Goiânia será palco da abertura da temporada 2018 do Goiás Superbike. “É uma oportunidade única para o público que gosta de motovelocidade. Teremos aqui os melhores pilotos do país. Nossa expectativa é reunir mais de 100 participantes e, é claro, lotar as arquibancadas”, disse o presidente da Federação de Motociclismo do Estado de Goiás (FMG), Roberto Boettcher.

De acordo com o cronograma, os treinos livres serão na quinta e sexta-feira (5 e 6/7). Cada categoria terá um horário específico, conforme consta na programação abaixo. Já na manhã de sábado (7) as motos participantes passam por uma vistoria, seguida por nova sessão de treino livre. No período vespertino, a partir das 15h10, ocorre o treino cronometrado para definição do grid de largada.

Sobre a premiação, a entrega de troféus continua sendo logo após cada corrida. A previsão da FMG é realizar seis etapas do Goiás Superbike durante a temporada 2018, que contará com oito categorias: Sport 150cc; Sport 300cc; Sport 300cc Master ; Sport 300cc Light; Super Sport 600cc; SuperBike Light; SuperBike Master e SuperBike.

Ingressos e programação
Os ingressos para a corrida podem ser adquiridos antecipadamente na sede FMG. Se preferir, o torcedor também pode garantir os bilhetes no dia do evento, na entrada do autódromo. A arquibancada custa R$ 10. Já para ter acesso ao box, o torcedor paga R$ 30.

O Goiás Superbike é realizado pela FMG, com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), e tem como patrocinadores/parceiros: Mobil Super Moto, Ducati Champion, Saga Triumph, Indian, Medcomerce, Umuarama KTM, Umuarama Harley Davidson, Saga BMW Motorrad, MR Motos, Moto Aires, Belcar Motos Yamaha, Seduce e ProEsporte.

Confira a programação completa do 1º Goiás Superbike e 2º Brasileiro de Motovelocidade:

Quinta e sexta-feira (5 e 6/7)

Treinos Livres
8h40 às 9h: Sport 150cc
9h10 às 9h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
9h40 às 10h: Super Sport 600cc
10h10 às 10h30: SBK – SBK Light – SBK Master
10h40 às 11h: Sport 150cc
11h10 às 11h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
11h40 às 12h: Super Sport 600cc
12h10 às 12h30: SBK – SBK Light – SBK Master
12h35 às 13h05: Intervalo
13h10 às 13h30: Sport 150cc
13h40 às 14h: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
14h10 às 14h30: Super Sport 600cc
14h40 às 15h: SBK – SBK Light – SBK Master
15h10 às 15h30: Sport 150cc
15h40 às 16h: SBK – SBK Light – SBK Master
16h10 às 16h30: Super Sport 600cc
16h40 às 17h: SBK – SBK Light – SBK Master

Sábado (7/7)
Treinos Livres
8h: Vistoria
8h40 às 9h: Sport 150cc
9h10 às 9h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
9h40 às 10h: Super Sport 600cc
10h10 às 10h30: SBK – SBK Light – SBK Master
10h40 às 11h: Sport 150cc
11h10 às 11h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
11h40 às 12h: Super Sport 600cc
12h10 às 12h30: SBK – SBK Light – SBK Master
12h35 às 13h05: Intervalo
13h10 às 13h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
13h40 às 14h: Super Sport 600cc
14h10 às 14h30: SBK – SBK Light – SBK Master
14h40 às 15h: Sport 150cc

Treinos Cronometrados
15h10 às 15h30: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
15h40 às 16h: Super Sport 600cc
16h10 às 16h30: SBK – SBK Master
16h40 às 17h: SBK Light
17h10 às 17h30: Sport 150cc

Domingo (8/7)
Warm Up
9h10 às 9h25: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master
9h30 às 9h45: Super Sport 600cc
9h50 às 10h05: SBK – SBK Master
10h10 às 10h25: SBK Light
10h30 às 10h45: Sport 150cc

Provas Oficiais
11h: Sport 300cc – 300cc Light – 300cc Master (12 voltas)
11h40: Super Sport 600cc (12 voltas)
12h20: SBK – SBK Master (14 voltas)
13h: SBK Light (10 voltas)
13h40: Sport 150cc (10 voltas)

Colaboração: CBM arquivo CF

Foi apresentado nesse sábado (07/07) o novo modelo 2 Tempos da MXF Motors. Pelo vídeo postado no perfil oficial da marca no Facebook, a moto vem equipada com um motor 250cc, partida elétrica (não vem com pedal de partida, conforme a MXF o sistema é muito confiavel e robusto), tanque de combustível de 7,5 litros, sistema de mistura de óleo 2 tempo com utilização de reservatório de 1,3 litros (quantidade suficiente para alimentar em torno de 7 tanques).

O valor sugerido de venda é de R$24,990,00 + Frete e em breve estará disponível na rede de revendas da marca em todo o Brasil. Parabéns a MXF Motos pelo lançamento! 

Por Leo "Corrosivo" direto da redação com fotos de Cleber Pacheco

Rolou na noite desta quinta feira (05/07) uma ação inédita no Brasil. O grupo Orange apresentou a sua nova ação de marketing e patrocínio por parte de uma concessionária de motos a um time de futebol. Considerado como um dos times mais queridos das Minas Gerais, a América passa a ter em suas camisas a logo da O2BH, e a equipe de competições do Grupo passa assinar o nome América no nome das equipes. 

O América Futebol Clube e o Grupo Orange, proprietário das concessionárias Orange BH KTM, O2BH Yamaha e O2BH Kawasaki, responsáveis pelas principais equipes do motociclismo nacional nas categorias de Enduro FIM, Enduro de Regularidade e Motovelocidade, promoveram na noite desta quinta-feira (5 Julho) na sede do Grupo Orange em Belo Horizonte, um coquetel para anúncio de uma parceria inédita no Brasil.

Além de levar a marca O2BH para os números de sua camisa, o América passa fazer parte das equipes que passam a se chamar Orange BH KTM América Racing, Yamaha O2BH América Racing e O2BH Kawasaki América Racing. A parceria prevê a utilização de todo a estrutura esportiva do América pelos pilotos do Grupo Orange, além de diversas ações integradas nos jogos e nas competições motociclísticas que os pilotos disputam no Brasil e exterior. O contrato firmado entre as partes tem duração de um ano e poderá ser expandido.   

No total 9 pilotos e uma ciclista estarão representando o América nas pistas de competição em três equipes distintas. Pela equipe Orange KTM Racing América Racing  Bruno Crivilin e Vinicius Calafati;  pela equipe Yamaha O2BH América Racing, Rômulo Bottrel, Jomar Grecco, Fábio Amaral, Patrik Capila e Ronald Santi são os representantes; e pela O2BH Kawasaki América Racing os pilotos Túlio Malta e Antonio Franzen, além da ciclista Barbara Jechow. Destaque para Crivilin, que lidera o campeonato Brasileiro e está em sexto lugar no Campeonato Mundial. (Confira no final o histórico, categoria, modalidade e principais conquistas de cada piloto)

Palavra do diretor do Grupo Orange – Felipe Nacif

“A parceria com o América vai permitir que nossos atletas tenham acesso a o que há de mais moderno em termos de preparação física, fisiológica e nutricional, algo inédito no motociclismo nacional. Além disso, traz visibilidade ao esporte através de um clube centenário, muito querido em Minas Gerais e no Brasil, e mostra ao publico que o América se posiciona na vanguarda dos clubes no Brasil, expandindo sua atuação no esporte para além das fronteiras do futebol, como já havia feito com o futebol americano”.

Palavra do diretor de Marketing e Negócios do América – Erley Lemos

“Esse é o segundo passo da parceria que estabelecemos com o Grupo Orange. Pensamos em um modelo 360º, com a presença da O2BH no uniforme do América e também do América nas equipes de Enduro e Motovelocidade. É uma estratégia que visa aproximar públicos diversos, do futebol e do motociclismo. Acreditamos muito nessa convergência e estamos muitos animados com as possibilidades futuras”

Mais sobre o América Futebol Clube

Primeiro decacampeão do mundo, o América Futebol Clube foi fundado em 30 de abril de 1912 e é um dos mais tradicionais clubes de Minas Gerais e do Brasil. Em sua rica trajetória centenária, a história do América se confunde com a de Belo Horizonte. Seu primeiro estádio (também o primeiro campo gramado e com arquibancadas cobertas em Minas) se localizava onde hoje se encontra o Mercado Central. Nos dias de hoje, a casa americana é o Estádio Independência, motivo de orgulho de toda torcida. O América destaca também pelo modelo de gestão diferente da maioria de outros Clubes, tendo à frente um Conselho de Administração formado por cinco integrantes, além do Conselho Consultivo, que contempla todos os presidentes e ex-presidentes vivos e ajuda a comandar o Clube e seu futuro. Fora de campo o América é também conhecido pelo seu grande patrimônio, avaliado em mais de R$ 550 milhões.

Por Leo "Corrosivo" direto do evento do Grupo Organge.

 

Mais uma vez a ASW impulsiona o motocross brasileiro no exterior. Com grandes capítulos anteriores em campeonatos estrangeiros, mais uma vez é hora de fazer história no MXGP e introduzir um piloto brasileiro de alto desempenho em uma equipe estrangeira de ponta.

A estrela da vez é Gustavo Pessoa, que agora é oficialmente um piloto ASW e fará parte da equipe Bike It Dixon Racing Team. Correndo pela categoria MX2, o piloto embarcará nesta terça-feira (03) para o Reino Unido, local de Origem da Dixon Racing Team. Sua estreia pela equipe está marcada para o dia 22 deste mês, no qual competirá a 14ª etapa do MXGP na pista de Loket, localizada na República Checa.

Não é a primeira vez que a ASW impulsiona um brasileiro no Mundial de Motocross. A primeira vez foi com Balbi Jr., que disputou o MXGP de 2005 com apoio da equipe Ricci Racing. A marca também é responsável pelo patrocínio de pilotos da equipe brasileira em campeonatos como o Motocross das Nações e o International Six Days Enduro, além de ter dado base para Felipe Zanol ter conquistado seu oitavo lugar no Mundial de Enduro, em 2011.
A vitória da categoria Silver de Bruno Crivilin no Red Bull Romaniacs também foi um marco na história do esporte nacionale considerada um grande acontecimento para a ASW.

Agora, Gustavo seguirá seus treinos para o Mundial de Motocross na Inglaterra. Você pode acompanhar a preparação, o desempenho e o estilo de vida do piloto no exterior por meio das redes sociais da ASW (@aswracing e @aswracingint) e pela página do piloto também (@capitao891).

Colaboração e foto: ASW Racing/

Piloto do Team Rinaldi foi o segundo colocado no Rally Caminhos da Neve, realizado neste fim de semana, em Lages. Ricardo Martins cumpriu seu objetivo no 1º Rally Caminhos da Neve, válido pelas oitava e nona etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country. O catarinense, que defende o Team Rinaldi, encerrou a disputa da Super Production em segundo lugar, somando pontos importante na briga pelo título. O evento aconteceu neste fim de semana, dias 30 de junho e 1º de julho, em Lages (SC).

O roteiro de dois dias de disputas compreendeu aproximadamente 650 quilômetros, entre especiais cronometradas e deslocamentos. Marcaram o evento trechos mistos de terra, com cascalho, inúmeras travessias de riachos, partes rápidas e travadas, subidas e descidas em serras com a beleza encantadora da região da Coxilha Rica e da paisagem da Serra Catarinense.

“No primeiro dia, enfrentamos muita lama e pedra, preferi manter a cautela, terminando em segundo lugar. Já no último, o terreno estava mais seco, porém, ainda perigoso. Mais uma vez optei por uma pilotagem menos agressiva, terminando em quarto. Na somatória, fiquei em segundo. Os pneus Rinaldi RMX 35 e HE 40 me ajudaram muito. Sigo em terceiro na classificação”, explica.

Esse cuidado de Ricardo tem uma razão especial, é a disputa do Rally dos Sertões, que acontece em agosto, sendo válido pelas próximas etapas do nacional. “É a principal prova do ano, a mais difícil, a que, provavelmente, irá definir o campeão. Prefiro pensar no campeonato como um todo, somando pontos importantes a cada corrida. Fiz uma boa preparação e vou em busca de pódio”, afirma.

Resultados - 1º Rally Caminhos da Neve:

Geral – Motocicletas

1 - Gregorio Caselani - 4:22:55.65
2 - Ricardo Martins - 4:31:04.93 (Team Rinaldi)
3 - Jean Azevedo - 4:32:59.08

Categoria Super Production

1 - Gregorio Caselani - 4:22:55.65
2 - Ricardo Martins - 4:31:04.93 (Team Rinaldi)
3 - Jean Azevedo - 4:32:59.08

Colaboração e foto: ID – Assessoria de Comunicação Estratégica/D Fotos

Talento nato e muito treino, desta forma que o piloto capixaba Bruno Crivilin vem conquistando títulos aqui no Brasil e lá fora do país. O piloto que esta invicto na temporada 2018, já venceu cinco provas do Brasileiro e segue líder absoluto na Categoria EnduroGP e na Categoria E1.

Na quinta prova do Brasileiro de Enduro, novamente os pilotos Bruno Crivilin e Vinicius Calafati ditaram o ritmo e conquistaram nova dobradinha para a equipe Orange BH KTM Racing. Crivilin venceu e Calafati foi o segundo no Enduro de Marzagão, em Goiás. Além disso, os pilotos conquistaram a vitória nas Categorias E1 e E2.

Nada de novo no Brasileiro de Enduro: assim como fizeram na última etapa do Campeonato, em Aracruz/ES, os pilotos da Equipe Orange BH KTM Racing mostraram superioridade e mais uma vez fizeram um primeiro e segundo lugares na Classificação Geral. É a quinta vitória em cinco etapas do Campeonato para Bruno Crivilin, que segue invicto. Já Calafati assumiu a liderança da Categoria E2, no momento em que o campeonato entra em sua reta final – faltam apenas duas provas pro final de temporada.
 
No sábado Crivilin começou vencendo desde o início e liderou a prova de ponta a ponta, tanto na Categoria EnduroGP (Geral), quanto na Categoria E1. No domingo não fez diferente, apesar de controlar o ritmo e dosar o acelerador.
 
"Estou muito feliz por mais uma vitória na temporada, mantendo a invencibilidade no Campeonato Brasileiro e abrindo mais alguns pontos na liderança, estou com uma vantagem muito boa. Muito bom ter uma etapa em uma cidade diferente, nunca havia competido no estado de Goiás. Quero agradecer demais a todos da minha equipe por todo o apoio, sem eles eu não conseguiria essas conquistas e não teria essa vantagem, não faria o campeonato que estou fazendo. Todos tem sido fundamentais para essa minha campanha e parabéns também para meu companheiro de equipe que está cada vez mais rápido e agora assumiu a liderança do Campeonato na sua categoria. Muito feliz por termos feito mais uma dobradinha no Campeonato”, comemorou o líder invicto do Brasileiro de Enduro.  
 
Vinicius Calafati, que chegou na etapa dois pontos atrás do líder na Categoria E2, atacou desde o início do sábado e venceu a etapa, assumindo a liderança do campeonato. No domingo fez o mesmo, atacou desde a primeira especial, mas por conta de uma queda, teve mais trabalho para garantir a vitória.
 
“A prova aqui em Marzagão foi bem dura, com dois Enduro Testes bem longos e técnicos e um Cross Teste mais simples, em um circuito de curvas no pasto. Então o que definia mais era nos Enduro Testes, foi lá que decidi atacar desde o início. Consegui uma vantagem e me preocupei em mantê-la durante todo o primeiro dia pra finalizar na primeira colocação na minha categoria. No domingo usei a mesma estratégia e consegui abrir um pouco, mas tomei uma queda na segunda volta que tirou toda a minha vantagem, tive que começar do zero novamente. No final consegui a vitória na minha categoria e junto com o Bruno, meu companheiro de equipe, conseguimos mais uma dobradinha na Geral. Então acho que fizemos tudo certo e agora vamos continuar nos dedicando aos treinos para conquistar nova vitória na prova de Farroupilha e ficarmos mais perto do título”, relatou o atual líder da Categoria E2 no Campeonato Brasileiro.

por Leo "Corrosivo" com apoio da Orange BH e foto de Janjão Santiago.

Pensa em uma equipe sintonizada e com sede de títulos, assim posso definir a equipe Yamaha O2BHRacing formada pelos talentosos pilotos Rômulo Bottrel e Patrik Capila, que conquistaram mais duas importantes vitórias no Campeonato Brasileiro de FIM.Já o piloto da equipe, Ronald Santi em sua Yamaha TTr/230cc finalizou a prova na terceira colocação em sua categoria e segue na briga pelo título.

Os pilotos da Equipe Yamaha O2BH Racing conquistaram importantes resultados no final de semana, em mais uma etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro. Faltando apenas mais duas provas para o fim da temporada, os pilotos conseguiram superar as dificuldades das trilhas de Marzagão, em Goiás, e coloriram de azul o pódio da prova. Rômulo Bottrel foi o vencedor da Categoria E3, Patrik Capila venceu a EJ e Ronald Santi foi o terceiro colocado na Categoria E4. Além disso, Patrik Capila conquistou a terceira colocação na Classificação Geral, em mais um pódio pra Equipe.
 
Com o resultado do final de semana, Rômulo Bottrel segue mais líder do que nunca na Categoria E3, após conquistar mais duas vitórias. Mesmo com a lesão no ombro e encarando as difíceis e exigentes trilhas do final de semana, o piloto mostrou superação para vencer seus adversários.
 
“Foi um final de semana bem complicado para mim. Desde que fiz o reconhecimento das especiais, vi que seria bem difícil conseguir andar em um bom ritmo, por causa da lesão no ombro. Me lesionei no início da temporada e em vez de melhorar, a lesão se agravou e vou ter que fazer uma cirurgia pra correção, mas vou esperar o final do campeonato pra isso. Pela lesão, pelo calor e pela dificuldade das trilhas, foi bem desafiador pra mim, tive muita dificuldade, até porque não estou nem podendo treinar. Mas consegui vencer os dois dias, no sábado foi mais intenso, mas no domingo consegui administrar melhor a corrida. Estou muito feliz em estar liderando o campeonato e já estou ansioso pela próxima etapa em Farroupilha”, explicou Bottrel, que luta pelo Pentacampeonato Brasileiro de Enduro.
 
O capixaba Patrik Capila mostrou om ritmo durante todo o final de semana. Além de vencer os dois dias de prova da categoria EJ, para pilotos até 23 anos, conquistou mais um pódio na Classificação Geral. O atual líder do Campeonato Brasileiro na EJ tem agora quatro vitórias em cinco etapas disputadas.
 
“Foi uma prova bem técnica, com especiais bem duras e longas. Cometi alguns erros que acabaram me custando segundos preciosos, mas consegui imprimir um bom ritmo e ser bem rápido. Finalizei com mais um pódio da Geral, o que me deixou muito satisfeito, principalmente por saber que poderia ter sido mais rápido não fosse os pequenos erros. Sei que posso melhorar e vou trabalhar bastante pra isso, vamos pegar pesado nos treinos. Quero aproveitar para agradecer ao Alex Crepaldi, da WP/W-Tech, que ficou na sexta-feira até mais tarde preparando minha suspensão. Esse ajuste foi de fundamental importância, pois deixou minha suspensão bem firme e a moto muito estável nas trilhas, me passando muita confiança para acelerar”, comentou o líder da Categoria EJ.
 
Na luta pelo título em uma das categorias que tem o maior nível de disputa, o mineiro Ronald Santi enfrentou alguns problemas no final de semana que podem ter lhe custado a vitória na etapa. O piloto finalizou a prova com mais um pódio, terminando na terceira colocação.
 
“Foi uma corrida bem difícil, com especiais bem duras, tive um bom primeiro dia e consegui finalizar na terceira posição. No segundo dia andei mais forte e consegui liderar boa parte da prova, mas no final enfrentei alguns problemas e finalizei o domingo na terceira posição, fazendo mais um pódio pra Equipe”, explicou Santi.  
 
O próximo desafio dos pilotos será pela sexta etapa do Campeonato Brasileiro, que acontece em Farroupilha/RS, nos dias 04 e 05 de agosto. 

Por Leo "corrosivo" com apoio e foto: O2BH Yamaha/Janjâo Santiago

Rolou na tarde desta sexta-feira (29/06) a visita dos alunos das escolas Municipais Maria Amália e Angelina Dotti de Curvelo/MG ao Autódromo Circuito dos Cristais. A visita faz parte do projeto social do GP Gerais que chegou a 3º prova do ano. 

Além da visita, a Policia Militar ministrou uma palestra cativante e alegre junto as crianças e a organização da prova sorteou 02 bikes e brindes das equipes durante o encontro. E a escola Municipal Maria Amália, ainda foi agraciada pela Microcity com um computador! 

Sem dúvida, o GP Gerais é muito mais que uma prova, é uma prova de cidadania! Vocë pode conferir a programação completa pelo site: www.gpgerais.com.br

Por Leo "Corrosivo" direto do Circuito dos Cristais em Curvelo/MG.

Dentre todos os países em que é disputada, a R3 Cup Brasileira é a que reuniu o maior grid, com 40 motos.Ano a ano, corrida a corrida, a Yamalube R3 Cup disputada no Brasil segue batendo recordes e se firmando como a principal categoria a formar novos pilotos no país. Na etapa mais recente, disputada dia 24 de junho em Interlagos, São Paulo, não foi diferente.

Superando o recorde de 37 participantes da primeira corrida de 2018, 40 pilotos alinharam suas YZF R3 ávidos por vencerem a prova, disputada em duas categorias. A Stock, cujas motos tem o peso aliviado e não recebem alterações mecânicas – mantendo até mesmo o óleo Yamalube recomendado pela Yamaha –, e a Pro, que tem como diferencial em relação à Stock, a liberdade para mudanças nas suspensões.

Na segunda etapa do campeonato, os jovens pilotos da Stock mostraram grande evolução em relação a ao início da temporada, baixando o tempo das voltas e brigando pelas primeiras posições com os pilotos da Pro. Quem venceu a categoria foi Kaiwan Freira, o Kaká Fumaça, seguido por Felipe Macan Rafinha Fernandes, que conquistaram respectivamente o segundo e terceiro lugares.

O grande vencedor na geral e também na Pro, foi Matheus Barbosa, que travou uma verdadeira batalha com Bruno Cesar Borges e Fabinho Jandaia pela liderança da corrida. A uma volta do fim, Matheus, assumiu novamente a ponta e cruzando a linha de chegada no tão sonhado primeiro lugar. Muito próximos, Bruno Cesar Borges e Fabinho Jandaia receberam a bandeirada em segundo e terceiro lugares respectivamente.

Para completar a festa da Yamaha no SuberBike Brasil, Tom Kawakami ao guidão de sua YZF R6, deu um verdadeiro show de pilotagem na categoria SuperSport, mostrando uma superioridade em relação aos demais pilotos que já o colocam como favorito ao campeonato.

Tom contornou a primeira curva da corrida em quinto lugar, atrás de seu companheiro de equipe, o argentino Fausto Granton Gallay. Em uma recuperação surpreendente, Ton Kawakami já assumia a ponta da corrida antes mesmo de fechar a segunda volta.

Não satisfeito, o talentoso piloto da Yamaha manteve o ritmo alucinante, volta a volta abrindo distância de seus oponentes. O resultado, ao fim da prova, não poderia ser outro... Ton venceu com uma vantagem de quase 8 segundos sobre seu companheiro de equipe, se isolando na liderança do campeonato. Gallay por sua vez, formou a dobradinha da Yamaha no pódio ao chegar em segundo lugar.

A próxima etapa está programada para acontecer em 22 de julho, também em Interlagos, na cidade de São Paulo.

Colaboração e foto: Yamah do Brasil/Felipe Moreira