iloto da equipe Honda Racing é o mais veloz da etapa final em Patos de Minas (MG); Júlio Ferreira e Nicolás Rodriguez também são destaques e confirmam o vice-campeonato nas categorias E2 e E1, respectivamente.

O fim de semana de sol, calor e muita poeira em Patos de Minas (MG) foi especial para o mineiro Gabriel “Tomate” Soares. O piloto da equipe Honda Racing conquistou neste domingo (30), na sétima e última etapa do Brasileiro de Enduro FIM, a primeira vitória de sua carreira na disputa geral do certame. Além do triunfo na classe Enduro GP, que reúne os mais rápidos da competição, Soares foi o ponteiro na E2, categoria na qual fez sua estreia nesta prova.

A disputa realizada na região do Alto Paranaíba também confirmou dois vice-campeonatos para a equipe Honda Racing: na classe E2, com o mineiro Júlio Ferreira, e na categoria E1, com o carioca Nicolás Rodriguez. Ferreira acelerou a motocicleta Honda CRF 450RX na competição, ao passo que Rodriguez utilizou a CRF 250R.

Na derradeira etapa do Brasileiro de Enduro FIM, que teve como base o CT Tampa’s, os pilotos encararam um circuito de 32 quilômetros por trilhas e estradas da região. O trajeto incluiu dois Enduro Testes e um Cross Teste, sendo que os competidores cumpriram quatro voltas no circuito neste sábado, o primeiro dia de prova, e mais três neste domingo.

Depois de ficar fora de duas etapas da competição por conta de uma lesão na mão direita, Gabriel “Tomate” Soares voltou à ativa em grande estilo. O mineiro ditou o ritmo das disputas finais, logo na estreia com a motocicleta Honda CRF 450RX.

“Batalhei durante o ano inteiro por esta vitória e agora ela chegou. Foi de uma forma meio inesperada, já que estou voltando de uma lesão, mas estou colhendo o fruto do meu trabalho”, disse Soares. “No ano que vem, com certeza, minha briga será entre os primeiros da geral. O trabalho está sendo feito para isso e acredito que 2019 vai ser um bom ano”, completou.

Sobre a Honda CRF 450RX, “Tomate” é enfático: “É uma moto que me surpreendeu muito. De cara, já consegui ter um bom desempenho com ela nos treinos e estou muito à vontade. Tive uma ótima adaptação. Foi amor à primeira vista”.

Após travar duelo acirrado com o campeão Vinicius Calafati na E2 ao longo de toda a temporada, Júlio Ferreira foi outro grande destaque do campeonato. Ele alcançou o segundo lugar tanto da categoria E2 quanto da Enduro GP (atrás de Bruno Crivilin).

“O ano, para mim, foi muito bom. Consegui bater minhas metas pessoais. Não foi possível ser campeão, mas estou feliz com o vice-campeonato. Fiz uma temporada sólida, ficando entre os três primeiros na geral em praticamente todas as etapas”, lembrou o mineiro. “Fica aquele gostinho de ‘quero mais’, claro, mas vou trabalhar bastante para poder conseguir um resultado ainda melhor no ano que vem.”

Equipe Honda Moto Litoral bicampeã na E4 - Pelo segundo ano consecutivo, a equipe Honda Moto Litoral foi a grande vencedora da categoria E4 com o capixaba Thiago Wernersbach, que acelera a motocicleta Honda CRF 230F. “Para mim, foi um ano ótimo. A CRF 230F me ajudou bastante, é uma moto que não apresenta nenhum problema, muito confiável. Ser bicampeão é muito bom”, comemorou o piloto. 

Além de agradecer aos companheiros de time, ele fez questão de frisar o apoio de integrantes da equipe Honda Racing ao longo da temporada. “O chefe de equipe Felipe Zanol sempre dá aquele apoio moral, aquele conselho excepcional que ele tem. Todo o pessoal da Honda Racing é muito importante para gente”, concluiu. A equipe baseada no Espírito Santo ainda emplacou dois vice-campeonatos: Felipe Carlette (classe E3) e Diogo Andrade (E35). 

A equipe Honda Racing de Enduro FIM conta com o patrocínio da Honda, D.I.D correntes e Mobil.

Resultados da 7ª etapa - Patos de Minas (MG)

Categoria Enduro GP
1 - Gabriel Soares - Honda CRF 450RX
2 - Júlio César Ferreira - Honda CRF 450RX
3 - Patrk Capila
4- Bruno Crivilin 
5 -Gustavo Pellin
7 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R

E1
1 - Lucas Basso
2 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R
3 - Willian Palandi
4 - Bruno Crivilin

E2
1 - Gabriel Sores - Honda CRF 450RX
2 - Júlio Ferreira - Honda CRF 450RX
3 - Gustavo Pellin
4 - Victor Miranda
5 - Vinícius Calafati

E3
1 - Felipe Carlette (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 450R
2 - Kildner Lopes
3 - Anderson da Luz

E4
1 - Ronald Santi
2 - Fernando Pereira (Honda Motofield) - Honda CRF 230F
3 - Marcel Maison
4 - Patrik Gaspareto
5 - Leonardo Senju

Júnior
1 - Patrik Capila
2 - Willian Lauers
3 - Vinícius Abreu (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250R
4 - Vinícius Luís da Silva
5 - Bernardo Barreto

Over 35
1 - Nielsen Bueno
2 - Anderson Vieira
3 - Aloizio Filho
4 - Rodrigo Lopes
5 - Tiago Bellaver
9 - Diogo Andrade (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250R

Classificação final do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018

Enduro GP
1 - Bruno Crivilin - 297 pontos
2 - Júlio Ferreira - Honda CRF 450RX - 229 pontos
3 - Vinicius Calafati - 245 pontos
4 - Patrik Capila - 236 pontos
5 - Gustavo Pellin - 221 pontos
7 - Gabriel Soares - Honda CRF 450RX - 156 pontos
9 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R - 165 pontos

E1 
1 - Bruno Crivilin - 300 pontos
2 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R - 254 pontos
3 - Diego Colett - 152 pontos
4 - Gabriel Soares - Honda CRF 250R
5 - Willian Palandi - 144 pontos

E2
1 - Vinícius Calafati - 270 pontos
2 - Júlio Ferreira - Honda CRF 450RX - 266 pontos
3 - Gustavo Pellin - 246 pontos
4 - Victor Miranda - 208 pontos
5 - Maurício Rizon - 153 pontos

E3
1 - Rômulo Bottrel - 291 pontos
2 - Felipe Carlette (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 450R - 264 pontos
3 - Felipe Lagarrea - 245 pontos
4 - Rodrigo Corsi - 99 pontos
5 - Kilder Lopes - 96 pontos

E4
1 - Thiago Wernersbach (Honda Motolitoral) - Honda CRF 230F - 282 pontos
2 - Anderson da Luz - 254 pontos
3 - Ronaldo Santi - 250 pontos
4 - Fernando Pereira (Honda Motofield) - Honda CRF 230F - 217 pontos
5 - Marcos Souza - 189 pontos

Júnior
1 - Patrik Capila - 297 pontos
2 - Willian Lauers - 263 pontos
3 - Vinícius Abreu (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250R - 246 pontos
4 - Vinícius da Silva - 98 pontos
5 - Washington Pereira - 98 pontos

Over 35
1 - Nielsen Bueno - 283 pontos
2 - Diogo Resende (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250 - 233 pontos
3 - Anderson Vieira - 221 pontos
4 - Igor Reolon - 136 pontos
5 - Tiago Bellaver - 117 pontos.

Colaboração e foto: Mundo Press/Idário Café

Atleta do Team Rinaldi foi a destaque da temporada, sendo campeã em sua primeira participação no campeonato. Final aconteceu neste fim de semana, em Patos de Minas (MG).
Maiara Basso é a mais nova campeã da categoria Feminina do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. A atleta do Team Rinaldi foi a grande destaque da temporada, conquistando o título em sua primeira participação na competição. A final foi realizada neste fim de semana, dias 29 e 30 de setembro, em Patos de Minas (MG).

A gaúcha chegou ao evento na liderança, com dez pontos de vantagem sobre a principal adversária, a goiana Bárbara Neves, que também é patrocinada pela marca de pneus. Mesmo assim, partiu para cima e venceu os dois dias de provas, conquistando o título inédito em seu currículo. Bárbara encerrou com o vice.

O desafio contou com um circuito de 32 quilômetros por trilhas e estradas da região, com três trechos cronometrados e quatro voltas por dia. O primeiro deles, o Cross Teste Rinaldi, somou 4,9 km de percurso, mesclando Motocross e Cross Country. O segundo teve 4 km e o terceiro 7,3 km, ambos em plantações de eucaliptos.

Maiara comemorou o desempenho. “Estou muito feliz, gostei da modalidade, não esperava me sair tão bem. Foi bastante desafiador e gratificante. Gostaria de agradecer aos meus patrocinadores pelo apoio, em especial a Rinaldi, que me apoia há bastante tempo”, destaca a tricampeã brasileira de motocross e bi de velocross.

Agora elas se preparam para as próximas corridas. Maiara tem a final do Brasileiro de Motocross no mês de novembro, em Fagundes Varela (RS), na qual lidera a Feminina. Já Bárbara encara neste fim de semana o Campeonato Latino-Americano de Enduro, em San Francisco de Mostazal, no Chile. A expectativa é de trazer o caneco na Júnior.
 
Colaboração: ID – Assessoria de Comunicação Estratégica

A equipe Yamaha O2BH América Racing confirmou o favoritismo e conquistou o Campeonato Brasileiro de Enduro, que foi realizada neste sábado (29) e domingo (30) em Patos de Minas (MG), nas categorias EJ com Patrik Capila e a E3 com Rômulo Bottrel. Com o resultado, a equipe se sagrou campeã da temporada e obteve ainda uma terceira colocação com Ronald Santi na E4 light, vencedor da etapa. Foi o primeiro ano da Equipe Oficial Yamaha no Enduro e quinto título na carreira de Bottrel. 

“Sem dúvidas esse foi o ano mais difícil da minha carreira. Fiz a temporada inteira com uma lesão complicada no ombro, sentindo muita dor, muita fraqueza nos braços e superação foi a palavra do ano. Estou muito feliz em conquistar o meu quinto título brasileiro de Enduro e o primeiro para essa nova equipe. Foi uma ano de muito aprendizado mental e que se não fosse a estrutura e os excelentes equipamentos que utilizamos isso não seria prossivel. Dedico o titulo a minha família, nossos patrocinadores e a nossa equipe”, desabafou o pentacampeão e experiente, Bottrel.

A Yamaha O2BH América Racing montou um time com três pilotos de Enduro, mesclando a experiência de Bottrel e Ronald Santi com a juventude de Patrik Capila, que em seu primeiro contrato como piloto profissional, com apenas 19 anos, foi campeão em seu ano de debute. “Se Deus permitir esse será o meu primeiro título de vários. Fico muito feliz e satisfeito. A minha Yamaha esteve perfeita em toda a temporada. Só tenho a agradecer a equipe e aos nossos apoiadores. Agora é focar no Six Days”, relatou o piloto após a prova de hoje, revelando que irá participar pela seleção brasileira da maior competição mundial de Enduro, o Six Days que será realizado no Chile em novembro.

Além de Ronald Santi, terceiro colocado na temporada, a equipe azul já havia garantido o titulo de Campeã Brasileira de Regularidade em duas categorias, incluindo a principal (Máster) e venceu as duas principais provas, o Independência e o Ibitipoca Off Road. “Isso demonstra o nível de comprometimento da nossa equipe com nossos fornecedores e patrocinadores. Montamos um time de campeões e assim queremos continuar em 2019”, disse Carlos Augusto Constantino, chefe da equipe. 

Youtuber Convidado

A final do Campeonato Brasileiro de Enduro teve um convidado especial. A Yamaha O2BH América Racing desafiou o Youtuber Patrick Gaspareto, conhecido nas mídias sociais como @gaspareto5, a sentir as emoções da competição. Participando pela primeira vez, o paranaense, a bordo de uma Yamaha TT-R 230cc, na categoria E4, ele chegou em quarto lugar e descreveu a sua participação como acima de qualquer expectativa.

“Vim sem treino, a principio para cobrir o evento, tomei gosto pela prova, aceitei o desafio da O2BH. Não tenho palavras pra descrever, fiz todas as especiais, aguentei até o fim. Foi muito gratificante. Superou minhas expectativas, não tive tempo pra treinar e gostei, acelerei de verdade, nunca tinha treinado nesta motocicleta e contra todos os fatores negativos para um estreante, ainda consegui um bom resultado. Acho que todos devem participar”, relatou Gaspareto.
 
A Equipe Yamaha O2BH América Racing tem patrocínio da Kenda Pneus, ASW, Yamalube, BR Parts, Dragon, Gaerne, Circuit, W-Tech, Stick´s, Durag, Solo, Exceed, MrPro, Academia do PIC e Alex Design. É uma equipe de competição do Grupo Orange, líder em vendas no Brasil com as bandeiras KTM, Yamaha e Kawasaki. Possui uma loja com mais de 4.000 itens em acessórios e equipamentos para prática motociclista on e off Road, uso urbano e recreativo. Motos novas, seminovas e consórcio.

Colaboração: O2BH Yamaha/Janjão Santiago

Neste sábado (29) e domingo (30) a cidade de Patos de Minas, localizada no Triângulo Mineiro, será palco do encerramento do Campeonato Brasileiro de Enduro. O piloto Bruno Crivilin, da Equipe Orange BH KTM América Racing venceu todas as provas até aqui e conquistou o título de forma antecipada, na Categoria EnduroGP. O ídolo brasileiro quer mais e pretende fechar a temporada com chave de ouro, de forma invicta, com sete vitórias em sete provas.

Além disso, na categoria E1, o piloto Orange precisa apenas largar no primeiro dia de competição para comemorar o seu segundo título dentro do Brasileiro. A meta de Crivilin é vencer para fechar o ano invicto nas duas categorias que participou e acumulando 14 vitórias consecutivas no campeonato, durante uma temporada. Sem esconder o favoritismo e em tom de respeito aos outros competidores, Crivilin não esconde a satisfação de se tornar tri-campeão brasileiro.  

“Apesar da conquista do título de forma antecipada e de me sagrar tricampeão brasileiro, quero encarar esta prova com o mesmo nível de comprometimento que encarei as outras etapas. Vou lutar pela vitória desde o início”, disse o novo tricampeão brasileiro, Bruno Crivilin.

A Orange BH KTM América Racing também vive a expectativa de acumular mais títulos com o companheiro de Crivilin, o paulista Vinicius Calafati. Ele defende a dobradinha da equipe na Categoria EnduroGP, já que está na segunda colocação, com cinco pontos de vantagem para o terceiro colocado. Já na categoria E2, Calafati lidera com dez pontos de vantagem e precisa apenas de um segundo e terceiro lugares – ou finalizar a prova à frente de seu principal adversário em qualquer um dos dois dias de prova - para a conquista do título brasileiro.

“Estou na torcida também pelo Calafati, seria bacana finalizar a temporada com uma dobradinha para a Equipe na categoria principal, a EnduroGP, e com três títulos em três categorias disputadas. Sei que ele é capaz, está com uma boa vantagem na liderança que dá tranquilidade para acelerar, sem precisar arriscar muito”, avaliou Crivilin.

Já Calafati garante que vai lutar para conseguir os resultados almejados. “Estou muito perto do título, mas não tem nada garantido, prometo que vou batalhar desde o início para conquistá-lo. Treinei bastante nesses últimos dias, estou em uma boa condição física e acho que isso vai ser importante também, pois o calor está forte em Patos. Estou tranquilo, quero fazer uma prova sem fazer contas, concentrado na pista e pensando somente na vitória”, disse o líder da Categoria E2.

 

A sétima e última prova do campeonato terá um percurso de 35 quilômetros, com três especiais cronometradas por volta. O Cross Teste tem 4,9 kms, o Enduro Teste 1 tem 4 kms e o Enduro Teste 3 tem 7,3 kms. Os pilotos terão que dar 4 voltas pelo percurso no sábado e mais 4 voltas no domingo.

 

Classificação Categoria Enduro GP

1 - Bruno Crivilin – Orange BH KTM América Racing - 292 pontos

2 - Vinícius Calafati – Orange BH KTM América Racing - 222 pontos

3 - Júlio Ferreira - 217 pontos

4 - Patrik Capila - 199 pontos

5 - Gustavo Pellin - 189 pontos

 

Classificação Categoria E1

1 - Bruno Crivilin – Orange BH KTM América Racing - 297 pontos

2 - Nicolás Rodriguez - 246 pontos

3 - Diego Collet - 152 pontos

 

Classificação Categoria E2

1 - Vinícius Calafati – Orange BH KTM América Racing - 270 pontos

2 - Júlio Ferreira - 260 pontos

3 - Gustavo Pellin - 242 pontos

Colaboração e foto: Grupo Orange BH

O maior passeio de motos clássicas da história, acontecerá no mundo inteiro no dia 30 de setembro em mais de 650 cidades, em prol da saúde masculina.

E aqui no Brasil varias cidades no roteiro, entre elas a capital Mineira, Paulista entre outras.

Para saber mais de como participar, acesse: https://www.gentlemansride.com/

Por Leo Tavares direto da redação.

Emerson “Bombadinho” Loth chega a final do Campeonato Sul-Brasileiro de Enduro de Regularidade com a expectativa de se consagrar campeão da categoria Master, na qual está à frente na classificação, com cinco pontos de vantagem. A disputa acontece neste fim de semana, dias 29 e 30 de setembro, em São Lourenço do Oeste (SC).

O percurso conta com 120 quilômetros, explorando trilhas por todo o município, incluindo o distrito de Presidente Juscelino, além da cidade vizinha de Novo Horizonte. A largada está programada para acontecer a partir das 9h, no CTG Amizade Sem Fronteiras, com acesso liberado ao público.

A expectativa do piloto que defende o Team Rinaldi é grande. “Gostaria de fechar o ano com esse título, mas tenho consciência que será um grande desafio. Escolhi os pneus Rinaldi RW 33 e SH 31 para ter o melhor desempenho, estou bem treinado e pronto para encarar a prova com tranquilidade”, afirma o atual campeão.

Colaboração e foto: ID Comuniação/Idário Café

O Triângulo Mineiro será o palco da grande decisão do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Neste final de semana (29 e 30 de setembro), a cidade de Patos de Minas (MG) receberá a sétima e última etapa da competição nacional, em uma disputa que poderá consagrar o piloto da Honda Racing Júlio Ferreira como campeão da categoria E2. O time vermelho também acelera com Nicolás Rodriguez e Gabriel “Tomate” Soares, que retorna à competição após recuperar-se de uma lesão na mão direita.

Pela primeira vez no calendário nacional do motociclismo off-road, a cidade mineira abrigará a final do Brasileiro de Enduro FIM no CT Tampa’s, com acesso livre ao público. A prova terá circuito de 32 quilômetros por trilhas e estradas da região, incluindo três especiais (trechos cronometrados). Haverá um Cross Teste situado no próprio CT Tampa’s e dois Enduro Testes localizados na Fazenda Friends Off Road, que fica próxima à base do evento. Serão cumpridas quatro voltas em cada dia de prova, sendo que a primeira delas, no sábado, será para reconhecimento do terreno.

Segundo colocado na classe E2, a dez pontos do líder Vinícius Calafati, Júlio Ferreira ainda sonha com o título da categoria. “A situação não é fácil, mas nada é impossível. Ainda tenho chances de conquistar esse título e vou brigar até o fim”, afirmou o mineiro, que acelera a motocicleta Honda CRF 450RX. 

Os títulos da classificação geral e da categoria Elite da Copa EFX Brasil de Enduro FIM, conquistados no último domingo (23) em Bragança Paulista (SP), segundo ele, servem como motivação a mais para a disputa em Patos de Minas. “Os títulos na EFX são um incentivo enorme para mim. Estas conquistas fazem com que eu fique mais empolgado ainda em tentar conseguir este título brasileiro, que é algo que ainda não conquistei”, lembrou.

De volta ao Brasileiro de Enduro FIM após duas etapas, o piloto Gabriel “Tomate” Soares está recuperado da lesão na mão direita. Ele irá disputar a categoria E2 na grande final, também com a motocicleta Honda CRF 450RX. “Estou encarando essa disputa como uma espécie de pré-temporada para 2019. Estou bem adaptado à moto CRF 450RX e quero conseguir um bom resultado em Pato de Minas para terminar o ano em alta, depois de ter ficado tanto tempo parado por conta da lesão na mão direita”, disse o paulista. Em seu retorno às provas de Enduro FIM, ele obteve uma vitória na etapa de Bragança Paulista da Copa EFX Brasil.

Completa o escrete vermelho o piloto Nicolás Rodriguez, vice-líder da categoria E1, mas fora da briga pelo título. “Tenho me preparado bastante para a prova. Sei que vai ser um desafio duro, como sempre é em Minas Gerais, e vou tentar fazer um resultado positivo lá para encerrar bem o ano”, afirmou o carioca. Ele acelera a Honda CRF 250R. A equipe Honda Racing de Enduro FIM conta com o patrocínio da Honda, D.I.D correntes e Mobil.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 - 7ª etapa (final)
Local: Patos de Minas (MG)
Programação*

28/9 - Sexta-feira
Das 16h30 às 20h - Secretaria de prova no Restaurante Gálatas Golden
20h - Briefing da prova no Salão de Convenções do Hotel Gálatas Golden

29/9 - Sábado
Das 7h às 9h50 - Vistorias técnicas e entrada das motos no Parque Fechado no CT Tampa’s 
10h - Largada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
16h20 - Término da entrada de motocicletas no Parque Fechado no CT Tampa’s
20h – Divulgação dos resultados oficiais do dia no Restaurante Gálatas Golden

30/9 - Sábado
8h - Largada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
14h - Previsão de chegada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
17h - Encerramento das atividades no CT Tampa’s
19h - Divulgação dos resultados oficiais do dia e da etapa final no Restaurante Gálatas Golden.

* A programação está sujeita a alterações.

Colaboração e foto: Mundo Press/Renato Fernandes

A grande decisão do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM está marcada para este final de semana (29 e 30) em Patos de Minas, no Triângulo Mineiro. Com acesso livre no CT Tampa’s, o evento reúne as principais feras e equipes da modalidade de olho nos troféus da temporada 2018.

“É a primeira vez que Patos de Minas recebe uma competição nacional do motociclismo off-road. As expectativas são as melhores possíveis”, contou o diretor de prova Adiron Silva. Com mais de 30 anos de experiência no segmento, muitos deles como piloto em torneios de Enduro de Regularidade, ele é o organizador local do evento.

“O pessoal da cidade está bastante empenhado para que a prova seja muito boa. O levantamento das trilhas está pronto, tudo foi sinalizado e agora só falta receber os pilotos, que devem buscar o melhor desempenho - ainda mais por ser a etapa final. Estamos muito satisfeitos, é uma honra para a cidade ser o palco da decisão do Brasileiro de Enduro FIM em 2018”, concluiu Silva.

A sétima e última prova do ano terá circuito de 32 quilômetros por trilhas e estradas da região, com três trechos cronometrados (especiais). O primeiro deles, o Cross Teste Rinaldi, soma 4,9 km de percurso em uma pista que mescla Motocross e Cross Country. O público poderá conferir os pilotos de perto, já que fica no próprio CT Tampa’s.

As outras duas especiais estão próximas à base do evento, na Fazenda Friends Off-Road, em um raio de no máximo 6 km. O Enduro Teste ASW traz 4 km de desafios e o Enduro Teste Yamaha, 7,3 km. Ambos terão como palco plantações de eucaliptos.

Os pilotos cumprirão quatro voltas no circuito em cada dia de prova, sendo a primeira de sábado de reconhecimento. No domingo, o evento também recebe os competidores da Copa Cerrado de Enduro FIM.   

Títulos em jogo - A briga está acirrada na categoria E2, entre o líder Vinícius Calafati, da equipe Orange BH KTM Racing, e Júlio Ferreira, segundo colocado, da Honda Racing. A taça também está indefinida na E35, com o duelo entre o atual campeão e líder Nielsen Bueno (Husqvarna) e Diogo Resende (Honda Moto Litoral).

Na E40, os candidatos ao título são o líder Fernando de Carvalho e Adriano de Ávila (Q4). Já na E45, a disputa está entre Rodrigo Cavalini (Honda Moto Litoral), atual líder, e Pélmio Simões (Yamaha O2 BH Racing), que defende a taça da categoria.

Os únicos que já podem comemorar títulos brasileiros em 2018 são Bruno Crivilin (Orange BH KTM Racing), na classe Enduro GP, e Marcos Benvenutti (Sócramento), na E50. Os dois foram campeões antecipados na sexta etapa do calendário.  

Nas demais categorias, os títulos estão bem encaminhados, já que os primeiros colocados possuem vantagens confortáveis. Bruno Crivilin só precisa largar para comemorar o título da classe E1. Rômulo Bottrel (E3 / Yamaha O2 BH Racing), Tiago Wernersbach (E4 / Honda Moto Litoral), Patrik Capila (E Júnior / Yamaha O2 BH Racing), Maiara Basso (EFeminina - Sacramento KTM Racing) e Gabriel Bellaver (EAmador/Sócramento) também estão com uma mão nas taças.

O campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 é patrocinado por Rinaldi, Yamaha, ASW, Tech Ride, Edgers, MR Pro Braces, Jeri Aventure Ride, KTM Sacramento, O2BH Yamaha, Motorex e Sig Visual.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2018 - 7ª etapa (final)
Local: Patos de Minas (MG)

Programação*
28/9 - Sexta-feira
Das 16h30 às 20h - Secretaria de prova no Restaurante Gálatas Golden
20h - Briefing da prova no Salão de Convenções do Hotel Gálatas Golden

29/9 - Sábado
Das 7h às 9h50 - Vistorias técnicas e entrada das motos no Parque Fechado no CT Tampa’s
10h - Largada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
16h20 - Término da entrada de motocicletas no Parque Fechado no CT Tampa’s
20h – Divulgação dos resultados oficiais do dia no Restaurante Gálatas Golden

30/9 - Sábado
8h - Largada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
14h - Previsão de chegada dos primeiros pilotos no CT Tampa’s
17h - Encerramento das atividades no CT Tampa’s
19h - Divulgação dos resultados oficiais do dia e da etapa final no Restaurante Gálatas Golden.

* A programação está sujeita a alterações.  

Colaboração e foto: Mundo press/Fred Mancini

Investimento, que era de R$ 250, passou para R$ 200. Já os que nunca se filiaram tem um incentivo maior, pagando apenas R$ 100,00. A CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo realizou na última sexta-feira, dia 21 de setembro, sua Assembleia Geral Ordinária. Na ocasião, o presidente da Federação Paranaense de Motociclismo, Gilberto “Juba” Rosa, sugeriu baixar os valores das filiações para 2019, sendo rapidamente acatado pela entidade.

Juba explica a decisão. “Trouxemos a ideia com o apoio de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, mas todos os estados a acharam interessante. Em meio ao atual cenário, é importante estimularmos a participação nos campeonatos. Tenho certeza que teremos mais pilotos alinhando no gate”, explica.

O valor da filiação para os pilotos, que era de R$ 250, passou para R$ 200. Já os que nunca se filiaram tem um incentivo maior, pagando apenas R$ 100. As filiações para 2019 estarão disponíveis a partir de 1 de outubro, no caso da FPRM, através do site www.agendaoffroad.com.br, com possibilidade de parcelamento no cartão de crédito.

Para Juba, uma grande conquista. “A Assembleia é uma oportunidade única de discutirmos ações em prol do motociclismo, uma vez que todas as federações participam da reunião. Fico feliz em poder contribuir, tenho pensado em mais ações e estou aberto a sugestões dos atletas para melhorarmos o esporte”, destaca.

colaboração e foto: ID Assessoria de Comunicação Estratégica/CBM

O piloto mineiro Júlio Ferreira, da equipe Honda Racing, sagrou-se campeão da classificação geral e da categoria Elite na Copa EFX Brasil de Enduro FIM. Com uma rodada de antecipação, os títulos foram confirmados na quinta etapa, realizada neste domingo (23) em Bragança Paulista (SP). O time vermelho também comemorou o troféu da classe E1 com o carioca Nicolás Rodriguez.

Ferreira completou a penútima etapa da temporada em segundo lugar na geral, atrás do companheiro de equipe Gabriel “Tomate” Soares. O piloto fez campanha consistente, com vitórias nas quatro etapas anteriores, e levou para casa mais dois troféus de campeão da Copa EFX Brasil - ele já havia vencido a competição na categoria E2 em 2014.

“O resultado de hoje foi muito bom, já que consegui ser campeão geral e da minha categoria”, disse Júlio Ferreira, que acelerou uma Honda CRF 450RX e ficou a apenas 32 segundos de alcançar a quinta vitória seguida na competição. “Agora é focar na última etapa do Brasileiro de Enduro FIM, já que ainda tenho chance de ser campeão e vou lutar por isso”, completou.

Responsável por interromper a ótima sequência de resultados de Ferreira na competição, Tomate mostrou que está recuperado de uma lesão na mão direita que o afastou das provas por quase três meses. “Eu estou muito feliz. Trabalhei bastante para esta volta e sair daqui com a vitória é algo muito importante para mim”, disse o mineiro.

Nicolás Rodriguez, além de vencer a E1 e garantir o título de sua categoria, terminou a prova na terceira posição geral, garantindo a trinca no pódio para a Honda Racing. “Estou muito feliz com o título antecipado da minha categoria”, disse o carioca, que acelera a moto Honda CRF 250R e já havia conquistado o título da classe E3 da competição em 2013. “Foi uma prova bem bacana. Cada um dos pilotos da Honda Racing liderou a geral durante uma parte da corrida e, no fim, ficamos nas três primeiras colocações. Foi um dia muito bom para a equipe.”

A prova teve como base o Parque de Exposições Dr. Fernando Costa e contou com três especiais, sendo dois Cross Testes e um Enduro Teste. Os dois Cross Testes foram montados no próprio Parque de Exposições, ao passo que o Enduro Teste ficou em um local mais afastado, na Fazenda Coronel Jacinto. A última etapa da Copa EFX, patrocinada pela Honda, será disputada em Mauá (SP), no dia 11 de novembro. A equipe Honda Racing de Enduro FIM conta com o patrocínio da Honda, D.I.D correntes e Mobil.

Outros resultados - O piloto Marcos Oliveira, da Honda Motofield, venceu a prova na categoria E4 e reduziu para três pontos a diferença para o líder Renan Bueno Filho na tabela de classificação. Na disputa da E8, a Honda Motofield conseguiu uma dobradinha, com Fernando Pereira em primeiro e Pedro Motta em segundo - Pereira é o líder da categoria com 123 pontos.

Por fim, na disputa por equipes, a Honda Racing terminou a etapa de Bragança Paulista em primeiro lugar, seguida pela Honda Motofield no segundo posto.

Copa EFX Brasil - 5ª etapa
Bragança Paulista (SP)

Resultado das corridas

Classificação geral
1 - Gabriel “Tomate” Soares - Honda CRF 450RX - 0:45:45.10
2 - Júlio Ferreira - Honda CRF 450RX - 0:46:17.88
3 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R - 0:46:27.65
4 - Vinícius da Silva - 0:47:16.42
5 - Vinicius Abreu (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250R - 0:48:15.46

Elite
1 - Gabriel “Tomate” Soares - Honda CRF 450RX - 0:45:45.10
2 - Júlio Ferreira - Honda CRF 450RX - 0:46:17.88
3 - Vinícius da Silva - 0:47:16.42
NC - Jorge Negretti - 3:28:03.90

E1
1 - Nicolás Rodriguez - Honda CRF 250R - 0:58:15.65
2 - Vinicius Abreu (Honda Moto Litoral) - Honda CRF 250R - 0:48:15.46
3 - Vitor Menino (Honda Motofield) - Honda CRF 250R - 0:48:31.13
4 - João Paulo Fornazari - 0:50:37:88
5 - Gabriel da Silva - 0:50:47.63

E4
1 - Marcos Oliveira (Honda Motofield) - Honda CRF 230F - 0:48:54.69
2 - Ravi Lopes - 0:49:05.36
3 - Renan Bueno Filho - 0:49:37.34
4 - Yan Proque (Honda Motofield) - Honda CRF 230F - 0:50:40.70
5 - Antonio Biazeto - 0:51:01.79

E8
1 - Fernando Pereira (Honda Motofield) - Honda CRF 230F - 0:49:11.13
2 - Pedro Motta (Honda Motofield) - Honda CRF 230F - 0:51:27.00
3 - Otávio Cardoso - 0:51.45.02
4 - Murilo Rodrigues - 0:52:21.31
5 - Adriano Gomes Jr. - 0:52:56.70

Over 45
1 - Fábio Bizarria - 0:52:05.15
2 - Evandro Bozzetti (Honda Motofield) - Honda CRF 250R - 0:52:14.48
3 - Fabrício Calixto - 0:56:23.09
4 - Marcelo Ravangnani - 0:57:56.76
5 - Deivi Domeni - 0:58:17.59

Equipes
1 - Honda Racing (Gabriel Soares, Júlio Ferreira e Nicolás Rodriguez) - 2:18:30.63
2 - Honda Motofield (Vitor Menino, Marcos Oliveira e Fernando Pereira) - 2:26:36.95
3 - Enduro MX (Renan Bueno Filho, Luiz Fernando Martins e Leo Kauffmann) - 2:31:24.64

Colaboração e foto: Mundo Press/Idário Café