Espanhol da equipe Yamaha Geração Monster Energy conquistou seu quarto título brasileiro em seis anos competindo no país. Calos Campano e a Yamaha YZ450F são os grandes campeões da temporada 2017 na principal categoria do Campeonato Brasileiro de Motocross, a MX1.

Com este feito conquistado no dia 10 de dezembro na cidade de Charqueada, interior de São Paulo, o piloto espanhol se tornou tetracampeão, se igualando em número de títulos na categoria principal à Jorge Negretti, outra lenda do motocross nacional.

Desde quando chegou ao Brasil, em 2012, Carlos Campano conquistou quatro dos seis campeonatos Brasileiro que participou... Sempre ao guidão de uma Yamaha. Nenhuma outra equipe ou piloto ganhou tantos títulos na década atual.

A conquista de 2017 chegou com quatro vitórias em baterias e muita consistência, com lugar no pódio em todas as rodadas. Na última etapa, o título se confirmou após um inteligente segundo lugar na primeira bateria.

Segundo o campeão, "foi um ano de muita pressão, não dava para cometer erros, mas fiz um campeonato muito bom, corridas conscientes. Estava rápido, contente com a equipe e com a minha Yamaha YZ450F. Acelerei quando precisava e fui cauteloso em pistas perigosas. Estamos há seis anos no Brasil, ganhamos quatro campeonatos, tivemos dois vices bem próximos com todos os problemas que podem acontecer a um piloto, então estou muito feliz, com sentimento de missão cumprida depois de muito trabalho. Agradeço a todos que torceram, à equipe, a todo apoio que tivemos para fazer este campeonato".
 

Ao longo da temporada 2017, Campano acumulou 279 pontos, 14 a mais que o vice-campeão, o português Paulo Alberto. O paranaense Jean Ramos terminou o campeonato na quinta colocação.

Título na MX2 - Júnior e vice na MX2
A Yamaha também comemorou o título da categoria MX2-Júnior, para pilotos com moto de 250cc e menos que 18 anos. Tallys Nathan, de Santa Cruz do Capibaribe, Pernambuco ficou com o troféu para a equipe.
Já na categoria MX2, para motos de 250cc e pilotos até 23 anos de idade, Fabio Santos, de Janiru, São Paulo, garantiu o vice-campeonato.
"Infelizmente não deu para conquistar o bicampeonato. Estava bem na primeira bateria, andando forte, buscando as primeiras posições depois de uma largada razoável, mas tive problema na moto e não completei a prova. Então, na segunda bateria eu já não tinha mais chances de ficar com o título. Vamos focar em 2018 para buscar o campeonato outra vez", disse Fabio Santos.

Resultados da 7ª etapa
MX1 - Top 5 das baterias somadas
1. Paulo Alberto / 50 pontos
2. Hector Assunção / 42 pontos
3. Dudu Lima / 38 pontos
4. Carlos Campano / 35 pontos
5. Jetro Salazar / 33 pontos

MX2 - Top 5 das baterias somadas
1. Gustavo Pessoa / 50 pontos
2. Pepê Bueno / 44 pontos
3. Fred Spagnol / 36 pontos
4. Caio Lopes / 32 pontos
5. Leo Souza / 29 pontos

MX2 - Júnior
1. Tallys Nathan / 50 pontos
2. Leo Nunes / 44 pontos
3. Leo Cassarotti / 40 pontos
4. Renan Goto / 36 pontos
5. Thiago Santos / 30 pontos

Classificação final do campeonato
MX1 - Top 5
1. Carlos Campano / 279 pontos
2. Paulo Alberto / 265 pontos
3. Jetro Salazar / 253 pontos
4. Dudu Lima / 232 pontos
5. Jean Ramos / 225 pontos

MX2 - Top 5
1. Gustavo Pessoa - 302 pontos
2. Fabio Santos - 267 pontos
3. Pepê Bueno - 263 pontos
4. Caio Lopes - 220 pontos
5. João Ribeiro - 198 pontos

MX2 - Júnior - Top 5
1. Tallys Nathan / 296 pontos
2. Leo Nunes / 275 pontos
3. Leo Cassarotti / 260 pontos
4. Renan Goto / 202 pontos
5. Thiago Santos / 162 pontos

Colaboração e foto: Yamaha do Brasil/Miguel Campano

A cidade de Curvelo/MG recebeu os melhores pilotos de Cross Country 2017 neste sábado (09/12) de calor no Circuito dos Cristais. A copa TCMG de XC foi válida pelo Mineiro da modalidade e reuniu diversos pilotos de todo o estado.  E a chuva forte que caiu na noite anterior serviu somente para apimentar ainda mais a competição.

Na parte da manhã aconteceu a largada da 2º Etapa ainda com piso bem úmido devido as chuvas. Gate montado, cronometragem ligada, pilotos alinhados e mão colada no acelerador e assim foi a largada dos competidores que arrancaram suas maquinas e aceleraram bonito pelos os 8 km do percurso do Circuito.

Enquanto isto os público presente podia acompanhar pela tela da TV montado ao lado da Praça de Alimentação do Circuito dos Cristais a evolução dos pilotos e o tempo de cada um ao passarem pela cronometragem.

Aos pouco o clima foi esquentando e o sol apareceu para deixar a competição ainda mais acirrada. Foram 1h15 minutos de muita adrenalina até a bandeirada final na 2º Etapa da Copa TCMG. Premiação realizada e agora era hora de preparar as motos e o corpo, afinal, o Sol apareceu deixando o percurso ainda mais rápido para a 3º Etapa do Campeonato na parte da tarde.

Motos alinhadas e placa de 5 segundo levantada e gate no chão. Os pilotos saíram em disparada para a 3º e última etapa do Mineiro. Foram mais 1h20 minutos de muita adrenalina pelas trilhas, passando por pedras, mata fechada do cerrado e muitas ultrapassagens durante todo o tempo até que a bandeira quadriculada viesse tremular novamente com a passagem do primeiro pilotos na cronometragem.

Sem dúvida, foi uma prova emocionante que os amigos de Curvelo prepararam para os pilotos mineiros. Agora somente em 2018.

2º Etapa - Copa TCMG de Cross Country 2017

XC1:
1º Júlio Ferreira
2º Leonardo Andrade
3º Bruno Ronda

XC2:
1º Paulo Vinícius
2º Rafael Augusto

XC3:
1º Adriano Avila
2º Beto Lamego
3º Gleisson Ferreira

XC4:
1º Jirius Abboud
2º Leonardo Caixeta

XC5:
1º Celso Resende
2º Gustavo Apolinario

XC6:
1º Leonardo Ferreira

XC7:
1º Alvaro Brandão
2º Alisson Cesar
3º Douglas Gabriel

3º Etapa - Copa TCMG de Cross Country 2017

XC1:
1º Júlio Ferreira
2º Bruno Ronda

XC2:
1º Paulo Vinícius
2º Rafael Augusto

XC3:
1º Beto Lamego
2º Adriano Avila
3º Fernando Baeta

XC4:
1º Jirius Abboud
2º Leonardo Caixeta

XC5:
1º Gustavo Apolinari
2º Celso Resende

XC6
1º Leonardo Perreira

XC7:
1º Alvaro Brandão
2º Alisson Cesar
3º Douglas Gabriel

Classificação Mineiro de Cross Country 2017
XC1
1º Julio Cesar Elizario Ferreira
2º Bruno M. Rodrigues Donda
3º Romulo Bottrel Alvarenga Neto

XC2
1º Paulo Vinicius Jardim Amorim
2º Raphael Augusto

XC3
1º Adriano de Avila
2º Roberto Lamego Junior
3º Fernando Baeta Zebral Vieira

XC4
1º Jirios Abboud
2º Leonardo da Costa Caixeta

XC5
1º Gustavo Apolinário Silva Oliveira

XC6
1º Leonardo Pereira Vaz de Mello
2º Fernando Leite Silveira

XC7
1º Álvaro Antônio Brandão de Oliveira
2º Alisson Cesar da Silva
3º Luiz Fernando Viana

Por Leo "Corrosivo" direto das trilhas de Curvelo.

A Husqvarna anunciou nesta quarta-feira (06/12/2017) a participação no Mundial de Enduro Super Serie.

O objetivo da marca e participar do Enduro clássico, Hard Enduro, Beach Races e Cross Country e em paralelo correr o Erzberg, Red Bull 111 Megawatt, Romaniacs Red Bull, Trefle Lozerien, Extreme XL Lagares, Red Bull Knock Out e Gotland Grand National.

E olhe só quem vai defender a marca Husqvarna: Graham Jarvis, Alfredo Gomes, Colton Haaker, e Billy Bolt.

Por Leo "Corrosivo" direto da redação.

A espera acabou ... A equipe oficial de Rally da Yamalube Yamaha será formada pelos pilotos Adrien Van Beveren, Xavier de Soultrait, Franco Caimi e Rodney Faggotter.

Eles já estão treinando com suas novas motos para encarar o maior e mais difícil desafio no calendário anual, o Rally Dakar 2018 no Peru, Bolívia e Argentina.

Colaboração e foto: Yamalube Yamaha Rally

Neste dia 02/12, o instituto Galpão 25 localizado em Macacos apresentou seu projeto sociais de inclusão social através da música voltado para crianças e adolescentes. A frente do projeto o Mestre Zé Paulo levar a rede pública de Macacos música, capoeira e cultura afro de forma lúdica e que conta com o apoio do BH Trail Clube, empresas e entidades.

E se você quiser conhecer melhor, as crianças do Projeto do Galpão 25 vão se apresentar na abertura do próximo Junglebier dia 03 de Fevereiro no Bar do Marcinho, tradicional ponto de encontro do off road em Macacos!

Anote na sua agenda e venha prestigiar o evento.

Colaboração: BH Trail Club

Foto: Bruno Orsini

Dia 09 de dezembro, no Circuito dos Cristais em Curvelo/MG recebe o último Track Mix do ano e promete uma festa pra lá de especial. O evento vai contar com o curso de pilotagem com o multi campeão Rafael Paschoalin com aula teórica, prática na pista e certificado.

O evento ainda vai comemorar a festa de Premiação do GP Gerais e Campeonato Mineiro de Motovelociade com churrasco e Chopp Backer das 20h ás 23h.

Outras informações: (31)9.9106.5614/9.9971.8318 ou atendimentotechtime@gmail.com

Por Leo "Corrosivo" direto da redação.

O multi campeão Taddy Blazusiak deixar a aposentadoria de lado e promete uma volta triunfal para no Mundial de SuperEnduro 2018.

Apenas um ano depois de pendurar as botas na Polônia em dezembro de 2016, Blazusiak fará seu retorno da aposentadoria neste final de semana no abridor do Campeonato do Mundo SuperEnduro de 2018 com o Red Bull KTM Factory Racing. E durante o ano de 2017, Taddy Blazusiak viajou o mundo de moto acompanhado o Mundial de Hard Enduro onde fazia comentários para o programa da Red Bull TV das provas. Tanto que esteve no Brasil na Etapa do RBMR em Ouro Preto/MG e rodou pelas trilhas da prova e no P'rólogo.

"É realmente emocionante voltar à equipe da Red Bull KTM Factory Racing". Minha aposentadoria pode parecer um pouco curta, mas 2018 vai ser um novo capítulo na minha carreira. O que está planejado para 2018 após a série SuperEnduro é a verdadeira razão pela qual voltei às corridas. É algo que me oferecerá um novo desafio incrível e algo que eu sei que muita gente ficará entusiasmada". comentou o Campeão Mundial Blazusiak!

Por Leo "Corrosivo" direto da redação.

Um pouco menos de uma semana antes do primeiro Grande Prêmio da temporada de 2018 no Tauron Arena em Cracóvia (Polônia), as últimas equipes finalmente anunciam os pilotos que irão se alinhar atrás do portão de início ...

A KTM Factory Racing apenas confirmou o retorno da Cody WEBB (EUA)!

Ausente em 2017, o californiano estará de volta ao SuperEnduro nesta temporada, pronto para ir pelo título que o escapou por pouco há dois anos durante uma final memorável na tourada de Las Rozas, em Madri.

O atual líder do campeonato AMA EnduroCross, a WEBB está pronta para enfrentar este novo desafio, especialmente porque uma forte rivalidade com seu compatriota e duplo campeão mundial, Colton HAAKER (EUA - Husqvarna), vem construindo desde o início da temporada dos EUA ...

Essa rivalidade promete-nos alguns duelos épicos e alguns momentos emocionantes no caminho certo entre essas duas estrelas da disciplina!

O gerente da fábrica da KTM, Fabio FARIOLI, anunciou que Jonny WALKER (GB) acompanhará a WEBB. O britânico, que lutou pela coroa mundial por seis anos, também estará pronto para correr! Claro, esses dois pilotos serão parte da lista de classificação 2018 ...

Colaboração e foto: ABC

A Kawasaki promete uma grande virada em 2018. E para começar acelerando no off road, a marca japonesa anunciou a volta da sua linha 2 Tempos só que 350cc.

Isto mesmo que você leu, uma KXR 350/2T.

O preço ainda não foi divulgado e nem a data de lançamento desta máquina que promete agitar o mundo das duas rodas. Agora é aguardar e torcer para que chegue ao Brasil.

Por Leo "Corrosivo" direto da redação.

E por acaso já passou pela sua cabeça saltar de Indian??

Pelo visto não cabeça da turma da Indian já.......

A novissima Indian FTR1200 foi projetado para buscar novos patamares no mundo das duas rodas, retornando a sua origem de competição.

Primeiramente, a FTR é uma homenagem aos pilotos Jared Mees, Bryan Smith e Brad Baker, o Wrecking Crew que faz parte da série American Flat Track. No caminho para buscar o quinto AMA Grand National Championship da Mees, a Indian obteve 37 dos 54 postos do pódio disponíveis, incluindo seis pódios e 14 vitórias.

Para esse desempenho impressionante, a Indian conquistou o título do fabricante além da reivindicação de Mees sobre o número 1 (mais 10 vitórias em 18 corridas, além de seu novo recorde de 17 finais no pódio).

Amarrar este ano impressionante para uma moto de produção seria a maneira ideal de conhecer o segundo objetivo do indiano para o FTR1200 Custom.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"A índian tem uma rica história de corrida de vitórias e pretendemos continuar com a plataforma FTR. Como foi o caso dos fundadores originais da Índian, estamos usando as corridas para desenvolver, testar e mostrar as capacidades de nossas motocicletas.

A Indian vai empurrar fronteiras desenvolvendo novos produtos que expandirão as percepções dos motociclistas americanos. Planejamos ser respeitosos com a rica herança da Indian, ao mesmo tempo em que expandimos o alcance da marca no longo prazo " comentou Reid Wilson, diretor de Mkt da marca.

Foto: Indian