Indústria de Motocicletas supera a marca de 1 milhão de unidades em 2018

A produção de motocicletas fechou 2018 em alta, seguindo a curva de crescimento registrada durante todo o ano. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, de janeiro a dezembro do ano passado foram fabricadas 1.036.846 unidades no Polo Industrial de Manaus – PIM. O volume representa alta de 17,4% em relação ao total de 2017, quando saíram das linhas de produção 882.876 motocicletas.

O resultado do ano, segundo Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, é reflexo da retomada da confiança por parte do consumidor, da recuperação econômica e do aumento da oferta de crédito, além do número significativo de lançamentos de novos modelos pelas fabricantes de motocicletas.

“O volume final ficou bem próximo da nossa projeção revisada, que era de 1.035.000 unidades e crescimento de 17,2%, demonstrando o otimismo da entidade em relação ao setor e a recuperação do cenário econômico no País”, diz Fermanian.

De acordo com os dados da Abraciclo, somente em dezembro foram produzidas 67.812 motocicletas, volume 1,7% inferior ao registrado no mesmo período em 2017 (69.008 unidades). Em comparação a novembro de 2018, a queda foi de 24,7% (90.108 unidades).

Para 2019, conforme o executivo, o setor projeta a produção de 1.080.000 unidades, o que significará uma alta de 4,2% sobre as 1.036.846 unidades fabricadas em 2018. “Estamos confiantes no aumento dos negócios, mas é necessário aguardar os impactos das medidas que serão implementadas pelo novo governo”, diz.

VENDAS NO ATACADO

As vendas do atacado – das fabricantes para as concessionárias – acompanharam o crescimento da produção, fechando 2018 com uma alta de 17,6% em relação a 2017. De janeiro a dezembro do ano passado, 957.617 unidades foram comercializadas, ante 814.573 unidades de 2017.

Em dezembro foram vendidas 66.915 motocicletas no atacado, volume 2,4% inferior ao mesmo mês de 2017 (68.534 unidades) e 23,1% menor do que o comercializado em novembro de 2018 (87.041 unidades).

DESEMPENHO POR CATEGORIA

Ao todo, em 2018 foram comercializadas no atacado 484.182 motocicletas da categoria Street, volume 16,6% maior do que o registrado em 2017 (415.225 unidades). A categoria que mais cresceu, no entanto, foi a Motoneta, com alta de 26,6% (142.835 unidades) em relação a 2017 (112.796 unidades). As demais categorias também acompanharam a curva de crescimento com aumentos de 15,7% na Trail (201.145 unidades), 15,3% na Scooter (67.183 unidades) e 16,9% na Naked (22.670 unidades).

A categoria Street manteve, em 2018, a maior participação em relação às demais, representando 50,6% das vendas no atacado, seguida pela Trail com 21% e pela Motoneta, que ampliou sua fatia para 14,9%. Na sequência, ficaram a Scooter (7%) e a Naked (2,4%).

O desempenho de todas as categorias de motocicletas encontra-se na tabela abaixo.

VENDAS NO ATACADO POR CATEGORIA
CATEGORIAS
JAN-DEZ 2017
JAN-DEZ 2018
PAR. (%)
VAR.
(2018/2017)
Dez/18
PAR. (%)
STREET
415.225
484.182
50,6%
16,6%
33.098
49,5%
TRAIL
173.785
201.145
21,0%
15,7%
12.357
18,5%
MOTONETA
112.796
142.835
14,9%
26,6%
10.820
16,2%
SCOOTER
58.288
67.183
7,0%
15,3%
5.113
7,6%
NAKED
19.386
22.670
2,4%
16,9%
1.854
2,8%
BIGTRAIL
14.387
16.674
1,7%
15,9%
1.147
1,7%
OFF-ROAD
8.297
10.110
1,1%
21,9%
1.322
2,0%
CUSTOM
6.845
7.142
0,7%
4,3%
734
1,1%
SPORT
5.387
5.605
0,6%
4,0%
465
0,7%
TOURING
177
71
0,0%
-59,9%
5
0,0%
TOTAL
814.573
957.617
 
17,6%
66.915
 
 
Fonte: Associadas da Abraciclo