Beta Brasil 3R fecha o ano como campeã e vice-campeã do Brasileiro de Hard Enduro

Ripi Galileu confirma o vice-campeonato e Rigor Rico, atual bicampeão, faz uma disputa acirrada contra o Top Ten mundial Paul Bolton.

 

Etapa das Águas. Facilmente a King of the Jungle, prova que fechou o calendário 2018 de Hard Enduro poderia ter esse apelido. Foram muitos milímetros de chuva caindo na cidade que acolheu pilotos de todo país e que, mesmo assim, sediou uma prova muito forte. Grande parte do sucesso se deveu aos organizadores que acertaram no nível, tamanho e estilo do percurso.

No sábado a corrida aconteceu como final do Brasileiro e, no domingo, aconteceu o “Bolts Challenge”, uma prova extra, em que o inglês Paul Bolton desafiou os pilotos brasileiros.

O primeiro dia foi bem difícil: a chuva não deu trégua e os 18km previstos da prova na categoria Gold tinha vários pontos alagados e as pedras, como esperado, estavam escorrendo ainda mais.

Largando numa antiga pedreira, Rígor Rico saiu na frente seguido de perto por Paul Bolton e Ripi Galileu. Eles enfrentaram primeiro uma área com vários obstáculos artificiais, formados por equipamentos de mineração. Com um visual pós apocalíptico bem ao estilo Mad Max, potencializado pela forte neblina e chuva, essa parte da prova ficou bem plástica e o publico presente aproveitou. Logo em seguida os pilotos entraram na parte das trilhas, e Bolton ultrapassou Rígor que manteve a pressão até o quilometro 11, quando “Bolt” conseguiu uma vantagem que ele levou até o final. Por sinal, o final da trilha era na pedreira propriamente dita, um local insano. Thiago Mergener fez uma ótima prova e conseguiu o terceiro lugar, seguido por Ripi Galileu. Com essa posição Ripi conseguiu o vice-campeonato, atrás de Rígor, que já havia sido bicampeão por antecipação na prova anterior.

 

Já no domingo a prova teve uma dinâmica diferente: foram 4 voltas num circuito que compreendia a área dos obstáculos artificiais e da pedreira. Bolton largou na frente com Rígor logo atrás e os dois alternaram posições numa briga bastante franca. A partir da segunda volta Rígor liderou a prova com o gringo na cola e Ripi Galileu numa sólida terceira posição, que foi mantida até o final. Na última volta, no obstáculo “matrix”, Rico errou e foi ultrapassado por Bolton, que cruzou a linha de chegada 1 minuto e 7 segundos na frente.     

“_ Esse segundo lugar teve um gosto muito especial. Liderei a prova quase toda e apesar do meu erro, consegui mostrar minha velocidade e competitividade. Me senti bem e considero que fechei o ano com chave de ouro. Afinal o Paul é um dos pilotos que mais respeito no cenário Mundial” disse o piloto.

Galileu, que estava brigando diretamente pela segunda posição na temporada atingiu o objetivo:

“_ Eu vim querendo isso, queria trazer o vice para a Beta 3R e fazer a dobradinha com o Rígor. Conseguir isso é muito bom. Agora é só pensar em como será a temporada 2019 para poder performar ainda melhor.”

Sem duvida foi uma temporada bastante forte e que merecia uma etapa à altura. O Brasileiro de Hard Enduro se solidifica cada vez mais no cenário e demonstra o potencial da modalidade que temporada a temporada conquista mais admiradores e competidores. É possível perceber que o futuro é promissor para a categoria mais extrema do off road. Aqui é hard. Ride Safe!

A Equipe Beta Brasil 3R tem patrocínio da Beta Motors Brasil, 3R Motos, Rinaldi, BMS, Mobil, Pacalub, BC Pneus, Motoarts, Calango, Toro, Ride 100%, Durag e Rebello Fitness.

Colaboração e foto: Limitless Comunicação