Beta domina pódio da Categoria Gold e vibra com o sucesso do Hard in Help
Pilotos Beta Brasil/3R retornam de Socorro, São Paulo, com ótimos resultados e grandes perspectivas para as provas que serão disputadas no mês que vem: Enduro da Independência, em Minas, e Vita Racing Hard Enduro, no Tocantins.
 
Os pilotos Rígor Rico e Ripi Galileu voltaram das trilhas no Vale do Oratório, em Socorro, São Paulo, com mais um importante resultado: Rígor Rico se fortaleceu com mais uma sólida P1 na Categoria Gold, enquanto seu irmão e colega de equipe, Ripi Galileu, fechou o pódio na P5.
A prova foi composta de um prólogo, que aconteceu no sábado e que definiu a largada de domingo, feita no estilo Lagares, de 5 em 5 motos. Foram 14km de trilhas no prólogo de sábado e 26km no domingo. Sem dúvidas uma etapa técnica: a organização estimou que, no domingo, a realização da prova na categoria Gold se daria em 3 horas, mas ninguém conseguiu completa-la antes de quase 4 horas de competição.
Impressionado com a qualidade, organização e grau de dificuldade, Rígor não poupou elogios à etapa, considerada por ele a melhor do calendário até então:
 
“_A prova foi muito boa. Apesar de estar escorregando muito devido à chuva que caiu no início do sábado, consegui uma boa tração com a moto. A escolha do trajeto foi muito acertada, lugares muito técnicos e também bonitos. Cheguei a me preocupar com a gasolina, o consumo foi alto por causa da qualidade das trilhas” disse o piloto de Barão de Cocais.
 
No domingo os pilotos largaram as 9h10min e andaram bastante tempo junto no início da prova. Principalmente os 5 que fecharam o pódio: Rigor Rico (Beta), Tiago Matheus (Honda), Tiago Lume (Beta) Fabiano dos Santos (Beta) e Ripi Galileu (Beta). Durante toda a prova o líder do Campeonato ainda  enfrentou um grave problema: no primeiro tombo do dia, na temida Cachoeira,  sua ventoinha de arrefecimento quebrou, forçando-o a parar de tempos em tempos para que seu motor não fundisse. Ripi fazia uma prova regular, mas acabou por sofrer pane seca a apenas 10 minutos do ponto de abastecimento, mais um indício do forte nível das trilhas.
 
“_Em provas como essa acabamos por forçar mais a moto, isso resulta num consumo mais elevado de combustível. Meu apoio estava pronto com a gasolina para reabastecimento, mas ela acabou pouco antes do esperado. Mesmo assim consegui um bom 5º Lugar, que me deixa vivo no campeonato” concluiu Ripi.
 
Após fortes subidas e descidas, com locais que mereceram destaque, como o “morro do arame” e a “subida do osso”, administrando a falta da ventoinha e distância do segundo colocado, Rigor fechou o segundo dia de prova em 3h47min. 
O pódio ficou dessa maneira:
 
Piloto # Moto/Equipe Cidade Tempo
P1 Rigor Rico 01 Beta Brasil 3R Barão de Cocais/MG 05:07:16
P2 Tiago Matheus 09 Honda Rolante/RS 05:20:26
P3 Tiago Lume 07 Beta Osório/RS 05:33:49
P4 Fabiano dos Santos 45 Beta Herbert Motos Itajubá/MG 05:53:58
P5 Ripi Galileu 02 Beta Brasil 3R Barão de Cocais/MG 07:32:07
 
Focados no fim da temporada, os irmãos voltam para casa de olho nas missões de setembro: Enduro da Independência nos dias 05, 06, 07 e 08 e no Vita Racing Hard Enduro em Araguaína, Tocantins, dia 29. Campeões na categoria “Duplas Graduados” no EI do ano passado, esse ano eles vão com sede na categoria “Master”. 
 
Parece que não há descanso em Barão de Cocais.
 
A Equipe Beta Brasil 3R tem patrocínio da Beta Motors Brasil, 3R Motos, Rinaldi, BMS, Mobil, Pacalub, BC Pneus, Motoarts, Calango, Toro, Ride 100%, Durag e Rebello Fitness.

Colaboração e foto: Limitless Comunicaçã