Rossi garante importantes pontos no GP da República Checa

Como previu Valentino Rossi, o Grande Prêmio da República Checa foi desafiador e difícil. Mesmo assim, o piloto nove vezes campeão mundial conquistou importantes pontos ao cruzar a linha de chegada na quarta colocação, mantendo vivas suas chances no campeonato 2018.

Rossi, que havia conquistado o segundo lugar no grid, fez uma largada brilhante e assumiu a liderança da corrida já na primeira curva. Nas voltas iniciais, ele e seu compatriota Andrea Dovizioso brigaram pela ponta várias vezes, enquanto Marc Marquez e Jorge Lorenzo os seguiam de perto. Rossi chegou a se manter em primeiro, mas na 17ª volta, sofreu várias ultrapassagens e caiu para o quinto lugar.

Determinado, Rossi tratou de se recuperar e na última chicane da última volta, recuperou o quarto lugar, terminando a prova a 2.902s do primeiro.

Já para Maverick Viñales o GP da República Checa não foi nada animador. Largando em 12º no grid, o piloto da Yamaha foi envolvido em um acidente já na primeira volta, tirando-o as chances de recuperação.

A boa notícia em meio ao resultado negativo, é que Viñales não sofreu lesões graves, garantindo assim a sua participação no próximo GP, a ser disputado no dia 12 de agosta na Áustria.

O quarto lugar obtido no GP da República Checa fez de Valentino Rossi o primeiro piloto a conquistar mais de 6000 pontos nos campeonatos mundiais em todas as categorias. Rossi também se mantém em segundo lugar na classificação do campeonato a 49 pontos do líder e 23 pontos à frente do companheiro de equipe Viñales, que agora ocupa a quarta posição.

 

Após o GP disputado no Circuito de Brno, a Yamaha segue em terceiro lugar no Campeonato de Construtores com uma margem de 43 pontos para o primeiro, enquanto a Movistar Yamaha MotoGP permanece na primeira posição na classificação entre as equipes, com uma diferença de 3 pontos para a segunda colocada.

Colaboração e foto: Yamah do Brasil