Honda Racing lidera as principais categorias do Brasileiro de MX

A Honda Racing dominou as principais categorias do Campeonato Brasileiro de Motocross após a segunda etapa, encerrada neste domingo (8) no Motódromo Pedro Coelho, em Rancho Queimado (SC). Jetro Salazar venceu a corrida da Elite, direcionada aos pilotos mais rápidos da competição, seguido pelo companheiro de equipe Hector Assunção – que manteve liderança na classe MX1. Na MX2, Gustavo Pessoa segue invicto.

Marcada por terreno argiloso, a pista exigiu técnica dos pilotos para transpor as cavas e buracos formados a cada volta. Gustavo Pessoa fez o holeshot na primeira bateria da MX2 e venceu a prova de ponta a ponta. Ele também foi o ganhador da classe na segunda corrida, disputada na prova da categoria Elite.

“Estou bastante feliz pelos resultados, quero agradecer a todos pela torcida. O campeonato está no início e tenho muito trabalho pela frente. Espero continuar assim”, disse o piloto paulista, que defende o título nacional da MX2 e acelera a motocicleta Honda CRF 450R. O catarinense Lucas Dunka ficou em quarto lugar na soma das duas baterias e ocupa a terceira posição da tabela na classe MX2.

Jetro Salazar foi o grande destaque da categoria Elite, que abriu as disputas da temporada em Rancho Queimado. O equatoriano largou entre os primeiros e assumiu a liderança logo na segunda volta. Ele disparou na frente e administrou o resultado até o final. A corrida também foi válida como a segunda bateria da classe MX1 e, com o resultado, Salazar assume a terceira posição da classe para motocicletas de 450 cilindradas.

“O objetivo foi atingido com a vitória na categoria Elite. O pódio ficou ainda melhor com a dobradinha da Honda Racing, já que o Hector Assunção confirmou a segunda colocação. A equipe está muito unida e focada para conquistar os títulos de 2018”, garantiu Salazar.

Na primeira bateria da MX1, Assunção começou na frente, mas sofreu uma queda logo na segunda volta. O resultado final apontou Jetro Salazar em terceiro lugar e Assunção, após prova de recuperação, em quinto. O esforço valeu a pena, já que com o desempenho o piloto manteve a liderança da MX1.

“O fim de semana não começou muito bem, eu machuquei o dedo nos treinos cronometrados, o que atrapalhou um pouco as corridas. Procurei não desanimar, mesmo depois de ter caído na primeira bateria, e fechamos a etapa com chave de ouro na corrida que reuniu os pilotos da Elite e também valeu pela MX1, com os dois pilotos Honda Racing nos lugares mais altos do pódio”, concluiu Assunção.

A terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross está marcada para os dias 5 e 6 de maio em Fama (MG). A equipe Honda Racing de Motocross conta com o patrocínio de Honda, Alpinestars, Bell, D.I.D e Mobil.

Campeonato Brasileiro de Motocross – 2ª etapa Rancho Queimado (SC)

Resultados das corridas
Elite
1 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R
2 – Hector Assunção – Honda CRF 450R
3 – Carlos Campano
4 – Paulo Alberto
5 – Humberto Martin

MX1 (soma das duas baterias)
1 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R
2 – Paulo Alberto
3 – Carlos Campano
4 – Hector Assunção – Honda CRF 450R
5 – Jean Ramos

MX2 (soma das duas baterias)
1 – Gustavo Pessoa – Honda CRF 250R
2 – Fábio Santos
3 – Pepê Bueno
4 – Lucas Dunka – Honda CRF 250R
5 – João Pedro Ribeiro

Classificação do Brasileiro de Motocross após duas etapas
Elite
1 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R – 25 pontos
2 – Hector Assunção – Honda CRF 450R – 22 pontos
3 – Carlos Campano – 20 pontos
4 – Paulo Alberto – 18 pontos
5 – Humberto Martin – 16 pontos

MX1
1 – Hector Assunção – Honda CRF 450R – 63 pontos
2 – Carlos Campano – 62 pontos

3 – Jetro Salazar – Honda CRF 450R – 60 pontos
4 – Paulo Alberto –57 pontos
5 – Jean Ramos – 51 pontos

MX2 (soma das duas baterias)
1 – Gustavo Pessoa – Honda CRF 250R – 75 pontos
2 – Pepê Bueno – 62 pontos
3 – Lucas Dunka – Honda CRF 250R – 54 pontos
4 – Fábio Santos – 47 pontos
5 – Leandro Davids – 31 pontos. 

Colaboração e foto: Mundo Press/Gaspar Nóbrega